segunda-feira, 20 de julho de 2015

.: Alimentação ayurvédica. Você sabe o que é?

Para a chef Silvia Perotti, especializada em alimentação ayurvédica, um dos fatores que dificulta uma alimentação consciente é o excesso de restrição com "dietas radicais" e não acreditar na relação amigável com a cozinha

A correria do dia a dia somada a uma nova cultura à favor de dietas "milagrosas" têm feito a cabeça e também parte da rotina da maioria das pessoas – não só mulheres. O que não se vê são os efeitos dessa "corrida maluca" na saúde física ou mental. O culto pela magreza tem feito as pessoas reduzirem quilos à qualquer custo. Sopas, chás, águas com preparo especial... cada hora é uma moda. O segredo é aquilo que já ouvimos falar desde pequenos: “Come direito!”. Mas, o que é comer certo?

A chef Silvia Perotti, formada pela renomada Le Cordon Bleu, na França, com especialização em alimentação natural nos Estados Unidos e formação em culinária ayurvédica na Índia, explica que “a alimentação não é algo apenas para matar a fome, para saciar. Vai muito além. Comer é colocar para dentro do seu corpo aquilo que te faz bem, que traz à tona o seu melhor. Não existe um modelo de alimentação que sirva para todos. Cada um é um. E por isso a alimentação é individual”.

A especialista explica que “a saúde é resultado de vários fatores, entre eles no equilíbrio da sua alimentação. Seu corpo responde pelo cuidado que você tem com ele. É uma troca de respeito”.

Segundo a alimentação ayurvédica – adaptada pela chef aos padrões ocidentais, “nosso corpo é uma composição de energias. Para melhorar imunidade, ter mais disposição, controlar patologias e muito mais, cada indivíduo precisa se alimentar de forma diferente”, explica Silvia.

 Para completar a especialista deixa a dica. “O primeiro passo é a atenção em nossas reações físicas e emocionais aos alimentos, isso leva ao autoconhecimento.  Em seguida é saber e só consumir os alimentos da estação. Devemos viver numa relação de respeito à natureza para que nossa energia responda à favor dos nossos objetivos”.

E Silvia finaliza. “Emagrecimento deve ser encarado como consequência. É a resposta final, onde seu corpo recebe o que é necessário para ele, e elimina os excessos por ter encontrado seu equilíbrio energético”.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.