terça-feira, 21 de julho de 2015

.: O filme favorito de Bruno Fracchia, ator e dramaturgo

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em julho de 2015



Semanalmente descobrimos o filme predileto de um novo entrevistado. Afinal, todos temos aquele filme que ficou marcado para sempre na memória -e até no coração. Sendo assim, o ator e dramaturgo Bruno Fracchia, revela no Resenhando.com, qual é o filme favorito dele. 

"'Melhor é impossível', não é uma obra-prima do cinema mundial, mas tem Jack Nicholson, ator que mais admiro (ao lado de Al Pacino), num personagem maravilhoso, que me identifico muito!Atuações lindas també de Helen Hunt e Greg Kinnear", dispara Fracchia.


E qual cena ele destaca? "É fácil! Minha cena predileta é a do restaurante, quando Melvin se abre para Carol, dizendo que toma pílulas e odeia ter que tomá-las, mas que por conta dela (Carol) voltou a tomá-las corretamente, pois a moça o fez ter vontade de se tornar um homem melhor. Depois, é claro, ele estraga tudo,mas só de lembrar da cena já fico emocionado!".

Contudo, Bruno Fracchia confessa que no ranking de prediletos dele, há outro longa-metragem favorito. "Casablanca é manjado, por isso não o citei, mas é um filme que me diz tanto quanto. A cena do reencontro e Elsa e Rick, a separação, o começo de uma grande amizade... tudo é inesquecível, memorável! Amo este filme. Ambos são obras que sempre revejo!", finaliza.

ENREDO DE MELHOR É IMPOSSÍVEL: Em Nova York um escritor grosseiro e sarcástico (Jack Nicholson) tem como alvos principais um artista gay (Greg Kinnear), seu vizinho, e uma garçonete (Helen Hunt) que o atende diariamente e se desdobra para cuidar do filho que tem asma crônica. O destino vai fazer com que eles fiquem muito mais próximos do que poderiam imaginar.

ENREDO DE CASABLANCA: Durante a Segunda Guerra Mundial, muitos fugitivos tentavam escapar dos nazistas por uma rota que passava pela cidade de Casablanca. O exilado americano Rick Blaine (Humphrey Bogart) encontrou refúgio na cidade, dirigindo uma das principais casas noturnas da região. Clandestinamente, tentando despistar o Capitão Renault (Claude Rains), ele ajuda refugiados, possibilitando que eles fujam para os Estados Unidos. Quando um casal pede sua ajuda para deixar o país, ele reencontra uma grande paixão do passado, a bela Ilsa (Ingrid Bergman). Este amor vai encontrar uma nova vida e eles vão lutar para fugir juntos.


Sobre Bruno Fracchia: É ator e dramaturgo. Formado em Teoria Teatral pela Universidade de São Paulo, estudou com nomes como Eugênio Barba, Jean-Pièrra Sarrazac, Júlia Varley, Cleyde Yacónis e Aguinaldo Silva. Um dos criadores da telenovela "Fina Estampa", já trabalhou com artistas como Gerald Thomas e Ney Latorraca. Atualmente, está envolvido com 2 projetos teatrais: o Arte na Comunidade e o monólogo "Algumas Historias", uma obra-homenagem a Paulo José. Site oficial: http://brunofracchia.com.br/

Bruno Fracchia é o 9º entrevistado do #Resenhando.com para a série de depoimentos #MeuFilmeFavorito. Qual é o seu #MeuFilmeFavorito? Para os internautas interessados em participar, basta curtir a fanpage do portal –www.facebook.com/SiteResenhando - e enviar, por mensagem, a indicação, os motivos de ser o filme escolhido e uma cena favorita.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.