segunda-feira, 10 de agosto de 2015

.: Resenha crítica do filme "Quarteto Fantástico"

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em agosto de 2015



Virar e revirar as memórias afetivas do ser humano está sendo a máxima do meio cinematográfico. Vale ressaltar o clássico "Poltergeist". Contudo, a equipe de super-heróis mais amada das histórias em quadrinhos voltou aos cinemas, não em uma continuação, mas em uma "refilmagem" atualizadíssima. Desta vez, o "Quarteto Fantástico" não tem mais os rostinhos lindos de Jessica Alba (Sue Storm) e Chris Evans (Tocha Humana), a masculinidade de Ioan Gruffudd (Senhor Fantástico) e a firmeza de Michael Chiklis (Coisas). 

Neste ano de  2015, 10 anos após o lançamento, todos os atores, já em idade mais avançada -para os moldes juvenis-, foram substituídos. É então que o bordão "não mexe com quem está quieto" cai como uma luva. Ok! O longa de 2005, dirigido por Tim Story não chegou a ser um clássico, mas ainda é plausível. Talvez, este seja um tremendo problema: recriar o bom, cheio de apresentações, acabe sendo chato para quem assiste.

A versão moderna de o "Quarteto Fantástico", com Miles Teller na pele do Senhora Fantástico, Kate Mara como Sue Storm, Michael B. Jordan interpretando o Tocha Humana e Jamie Bell como o incrível Coisa, tem a fraca direção de Josh Trank. Resultado: Uma narrativa tão elaborada que prende a trama, sem deixá-la deslanchar. Quem não quer ver um filme de super-herói cheio de ação? Ainda mais quatro deles?

O longa morno, com a duração de 1 hora e 41 minutos, somente expõe a formação do quarteto. Assim, serve para que a nova geração -vidrada em ir ao cinema- conheça os personagens tão marcantes de Stan Lee e Jack Kirby. Aos fãs, fica o gostinho amargo de uma longa introdução a um enredo com poucas chances de ter continuação.



SINOPSE: Na nova produção, quatro adolescentes são conhecidos pela inteligência e pelas dificuldades de inserção social. Juntos, são enviados a uma missão perigosa em uma dimensão alternativa. Quando os planos falham, eles retornam à Terra com sérias alterações corporais. Munidos desses poderes especiais, eles se tornam o Senhor Fantástico (Miles Teller), a Mulher Invisível (Kate Mara), o Tocha Humana (Michael B. Jordan) e o Coisa (Jamie Bell). O grupo se une para proteger a humanidade do ataque do Doutor Destino (Toby Kebbell).

Filme: Quarteto Fantástico (Fantastic Four, E.U.A)
Gênero: Ação, fantasia, ficção científica
Ano: 2015

Duração: 100 minutos


* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do www.photonovelas.com.br. Twitter: @maryellenfsm 





← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.