domingo, 6 de setembro de 2015

.: “50 Tons de Cinza” é o reflexo do avanço sexual entre as mulheres

Por Helder Miranda
Em setembro de 2015


Quando a versão cinematográfica de “50 Tons de Cinza” foi lançada,  ativistas do mundo inteiro movimentaram a internet para boicotar o filme  - alegando violência doméstica.  Ao que tudo indica, fizeram muito barulho por nada, pois o filme, que estreou com barulho, levando milhares de expectadores, a maioria mulheres, é leve demais! 

A maioria das pessoas que assistiu se deparou com a versão pudica de Christian Grey, interpretado pelo ator Jamie Dornan, que passa longe da ousadia do personagem da série, escrita por E. L. James, que vendeu 100 milhões de cópias sendo definido como um “pornô para mulheres”. 

Diferentemente do teor ousado do livro, as cenas comportadas fizeram alguns comentarem que “o cinza está mais para pálido do que qualquer outro tom”. O jeito é torcer para os dois filmes da sequência recuperarem a essência do livro e saciar a sede dos leitores, ávidos pela fidelidade à história original. 

Na onda deste filme, foi realizada uma pesquisa pelo grupo de monitoramento Hibou. A conclusão mostra um final feliz em relação a tantos anos de submissão: as brasileiras modernas, quando o assunto é sexo, vão direto ao assunto e não se envergonham! 

Entre as duas mil entrevistadas, quatro entre cinco delas se mostram dispostas a tentar algo diferente pelo parceiro e dizer diretamente o que realmente desejam! 

Além disso, quase dois terços delas concordam que “brinquedos” na cama podem ser úteis mesmo quando acompanhadas. As mais jovens são mais receptivas, enquanto as mais maduras, resistentes. 

O que se pode perceber é uma transformação do comportamento entre as mulheres em relação aos seus anseios e desejos. Hoje, a mulher se sente na obrigação de não fazer um pacto com a infelicidade e sabe demonstrar o que quer e o que não quer a seu parceiro, seja como dominadora ou submissa. Um avanço e tanto! 

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.