quarta-feira, 23 de setembro de 2015

.: As falhas de "A Regra do Jogo" (ou o que falta na novela)

Por André Araújo*
Em setembro de 2015

Esperei muito pela estreia de "A Regra do Jogo", uma vez que a trama vinha com a assinatura do João Emanuel Carneiro que, desde "A Favorita", conseguiu fazer com que eu voltasse a me interessar por telenovelas.

E à medida que eu lia sobre a nova trama antes da estreia, meu coração dava saltos, motivado por uma grande ansiedade, doido para "Babilônia" sair do ar. O que se viu no capítulo de estreia da nova novela do autor de "Avenida Brasil" foi uma história que "pegaria" a todos pela novidade e todos os capítulos seguintes viriam "batizados", como episódios de séries, como se fosse um longa inteligente e cheios de surpresas... Mas à medida que os "episódios" foram avançando, a trama foi se revelando tosca, sem graça e previsível demais. 

Sim, pois todos os personagens não são o que aparentam ser. E eu me perguntava: "Onde está a história de amor, mote de toda grande novela? Por quem torcer, se não há um par-romântico que passe verdade??" Fiz uma avaliação das novelas anteriores do autor e lembrei da "Flora", de "A Favorita". "Juliano", de "A Regra do Jogo", vem com o mesmo discurso! E aí? Outro vilão também? Para piorar, li que a "Tóia" vai se tornar vilã lá pelo capitulo 50.

- Que novela é essa,afinal??? Vamos torcer por quem? Onde está a alta direção da Rede Globo, que não se atentou para isso na sinopse?

Não é sempre que um anti-herói funciona! Isso acontecia somente nas novelas de Janete Clair! E ali era outra época! Sem contar que os anti-heróis criados pela eterna "maga das oito" não eram "do mal"! Eles não passavam de malandros ingênuos que, de alguma forma, queriam chamar a atenção de suas amadas. Ou ninguém se lembra mais do Carlão de "Pecado Capital"? Ele ficou com o dinheiro com o objetivo de mostrar para Lucinha (Betty Faria) que também podia oferecer a ela tudo o que o rival Salviano Lisboa (Lima Duarte) fazia.

Não é o sucesso de "Os Dez Mandamentos" que está tirando público da novela "A Regra do Jogo", mas sim o próprio autor, que tem escrito uma novela que simplesmente não tem foco! Que haja denúncias dentro da novela, mas onde está a "alma folhetinesca" que toda grande telenovela exige? 

Ainda dá tempo de criar um novela com triângulo amoroso convincente e uma vilão de verdade para interferir na história de amor. É o que falta na novela "A Regra do Jogo".

***

André Araújo é um apaixonado por novelas. Tanto que ele escreve algumas por aí e publica pela internet, arrebatando fãs e distribuindo inspiração. Da cabeça dele já saíram grandes personagens. Entre as novelas virtuais, é autor de "Uma Vez Na Vida! e "Flor de Cera", que será lançada em breve e tem até grupo no Facebook - neste link.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.