quarta-feira, 2 de setembro de 2015

.: Fliquinha: Programação literária infantil com música, dança e livros

Programação literária infantil promete encantar os pequenos no lançamento da Flica, em Salvador. No dia 19 de setembro, a Fliquinha traz para as salas da Caixa Cultural literatura e ludicidade em múltiplas manifestações


A capital baiana recebe nos dias 18 e 19 de setembro o lançamento oficial da Flica 2015. No evento, a Fliquinha, que acontece no dia 19, oferece uma programação literária especial para as crianças. Música, dança e livros provam que brincadeira é coisa séria e tem tudo a ver com o fantástico mundo da literatura.

Os pequenos já começam a se divertir na primeira atração do dia. Às 9h30, Nair Spinelli, carinhosamente conhecida como Nairzinha, leva entretenimento para as crianças através do projeto Cirandando Brasil. A garotada brinca de roda, preservando as manifestações folclóricas e relembrando as velhas e tradicionais cantigas da música popular brasileira. Isso fortalece as raízes e identidade cultural dos participantes.

Às 10h30, o poeta Maviael Melo traz interatividade na criação de literatura de cordel. Meninos e meninas participam da brincadeira aprendendo sobre linguagem e construção dessa manifestação literária tão brasileira.

A professora e folclorista Sálua Chequer mistura literatura, cultura popular e brincadeira no projeto Essa Toalha Tem História, que acontece às 11h30. A garotada participará de uma sessão de contação de histórias interativa e lúdica de estímulo à leitura, que utiliza a narração de obras literárias, e da tradição oral, tendo como apoio objetos de cena e, principalmente, o livro.

Enéas Guerra, ilustrador e escritor, conversa, às 15 horas, com a mediadora, a jornalista Mira Silva, sobre desenho, histórias e criação literária, atividade que sempre atrai a atenção da garotada. O universo indígena entra em pauta com Ciça Fittipaldi, ilustradora e autora de livros infantis, às 15h40. Nos anos 70, Ciça fez uma longa viagem de pesquisa vivendo entre os índios Nambiquara, no vale do rio Guaporé. Desde então, ao longo dos seguintes 40 anos, viagens e trabalho no interior de Goiás, Tocantins e Amazônia e o contato constante com diferentes culturas indígenas, deram o norte de sua produção, que envolve também temáticas e literaturas africanas, afro-brasileiras e temas da cultura popular brasileira.

As letras ganham o céu, às 16h30, através da Oficina de Pipa de Adailton Nunes. A arte milenar é ensinada de forma lúdica, poética e contemporânea. As crianças colocam a mão na massa e aprendem a fazer pipas em muitos modelos, cores e formatos.

O grupo Corrupio fecha o dia de cultura e diversão, às 17 horas, com muita música no espetáculo Que Trem é Esse, Menino? A história narra as aventuras de um garoto que encontra um trem muito especial e, juntos, saem para passear por paisagens diferentes, guiados pelos trilhos ritmados das canções, brincadeiras, cantigas de roda, trava-línguas, adivinhas, provérbios e todo encantamento atemporal da infância.


Literatura e encantamento, leitura e divertimento, paixão miúda pelo mundo das letras definem a programação da Fliquinha Caixa Cultural, que antecede a FLICA, em Cachoeira, na Bahia, entre os dias 14 e 18 de outubro.

Evento: Lançamento Flica Caixa Cultural.
Data: 18 e 19 de setembro de 2015.
Local: Espaço Caixa Cultural. Avenida Carlos Gomes, Centro, Salvador.
Festa Literária Internacional de Cachoeira – Flica
Acesse:
www.flica.com.br
www.facebook.com/FlicaOficial
https://twitter.com/flicaoficial
https://www.youtube.com/user/FlicaTV

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.