domingo, 27 de setembro de 2015

.: Peça inspirada na filosofia de OSHO traz questões existenciais

Com texto inspirado na obra mestre indiano OSHO e plateia dividida em quatro estações, peça "OSHO - Cracks Of Soul (Fragmentos da Alma)" leva a pensar nos objetivos de vida e na humanidade confundida por rótulos e dogmas que existe dentro de cada um. 

“A peça é feita para quem se identifica com o tema e quer ver um texto denso, encenado de forma viceral e intensa”, explica Janssen Hugo Lage, que traz de volta aos palcos sua mais recente obra, depois de uma primeira temporada de sucesso. "OSHO - Cracks Of Soul" foi vista por mais de 1200 pessoas em um teatro de 60 lugares em apenas 21 apresentações. E nenhuma dessas pessoas saiu sem ter sido tocada de alguma forma pelo texto de Janssen.

Isabelle Moura, Coordenadora e Facilitadora de Cursos da Companhia do Ser, espaço criado por Gabriel Saananda, que há mais de 30 anos trabalha sob a linha filosófica de OSHO, é uma dessas pessoas. “Assisti à peça no último dia 20 de setembro e saí encantada”, explica, “assim como a própria filosofia de OSHO, o texto não se propõe a dar respostas, mas incitar questionamentos muito pessoais”. Isabelle enfatiza: “fiquei feliz ao ver que não há uma apologia, mas uma proposta de experienciar a natureza humana e repensar o próprio ser”.

Para Janssen, é exatamente essa a proposta: “a peça não foi escrita para entreter apenas, mas para provocar”. Quem segue os pensamentos de OSHO vai se identificar: estima-se que existam mais de 2,5 milhões de seguidores em todo o mundo, mais de 500 mil deles só na cidade de São Paulo. A peça fica em cartaz até o dia 21 de dezembro, no Teatro Espaço Confraria, no bairro Bela Vista.

Sinopse 
"OSHO - Cracks Of Soul (Fragmentos da Alma)" é um mergulho no misterioso universo vazio existencial do homem contemporâneo. Uma aprofunda reflexão sobre crenças, ações, sentimentos, delírios, enganos, erros, acertos, dúvidas, certezas e incertezas, que nos levam aos confins da alma. Um ensaio sobre o abandono, o retorno, a iluminação e a jornada, livremente inspirado na herança literária e espiritual deixada por Rajneesh (Osho) – seus pensamentos descritos em textos, ensaios, discursos e palestras. 

Durante a narrativa, Janssen Hugo Lage nos oferece, em seus ritos de linguagem, o controle do tempo de todas as coisas, de situações que são inerentes aos desejos e anseios, jogados à sorte na existência de soluções efêmeras, abominavelmente dependentes e trágicas, ausência de espiritualidade que, de certa forma, atinge grande parte da população mundial. Então, segundo Rajneesh: “A felicidade só existe quando pode ser compartilhada. Se por alguma razão não conseguimos compartilhar, entre amigos, familiares, chegados ou estranhos, estamos mergulhados em Maya, ilusão”.

Elenco
Jorge Mesquita, Marjorie Gerardi, Lucas Scalco, Arthur Alavarse, Leandro Borges, Michele Mitsue, Maurício Belfante, Gabriel Muglia e Rai Teichmann.

Ficha Técnica
Coordenação Financeira e Administrativa: Marjorie Gerard
Assistente Financeira e Administrativa: Luciana Monteiro
Produção Executiva: Leandro Borges e Michele Mitsue
Assistentes de Cenografia: Jacqueline Sato
Figurinos e Maquiagem: Igor Martiniano
Sociologia Cultural e Análise de conteúdo: Sabrina Lopes e Lucas Scalco
Fotografia: Ricardo Sakai
Dramaturgia, Iluminação, Cenário, Figurinos e Encenação: Janssen Hugo Lage
Direção de Produção: Jorge Mesquita
Produção: Confraria dos Ritos

Serviço:
"OSHO - Cracks Of Soul (Fragmentos da Alma)"
Até 21 de dezembro de 2015
Domingos: às 20h
Segundas: às 21h
Ingressos populares: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Local: Teatro Espaço Confraria
Endereço: Rua 14 de Julho, 74 – Bela Vista – São Paulo/SP
Telefones: (11) 4116-3665 e 95218-8664
Capacidade: 60 lugares
Classificação: 16 anos (Espetáculo Adulto)
Estacionamento no local a R$5

Sobre a Confraria dos Ritos
A Confraria dos Ritos foi criada em 2008, na cidade de Porto Alegre. Criação do dramaturgo e encenador Janssen Hugo Lage (49), diretor da Mega Produção “OTELO”, de William Shakespeare, com atuação e produção do ator Norton Nascimento (em memória), no Teatro Municipal de São Paulo, realizado em 20 de novembro de 1999, em comemoração ao Dia da Consciência Negra. Em cartaz por 6 meses, foi visto por mais de 100.000 pessoas. Em agosto de 2010, de volta a Sampa, agora no Teatro João Caetano, Janssen emplaca outro sucesso, com mais de 50.000 espectadores, com o fenômeno “Labirinto Kafka”, inspirado nas obras de Franz Kafka. Agora em 2015, aos 30 anos de carreira, inaugura, com recursos próprios, um novo Espaço Cultural na Bela Vista: o Teatro Espaço Confraria, com apenas 60 lugares e infraestrutura completa para espetáculos e eventos.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.