segunda-feira, 26 de outubro de 2015

.: Festival Banana Progressyva anuncia mais quatro edições

Evento, que celebra 40 anos de história, foi uma longa viagem sonora regada principalmente a muito rock progressivo


O Banana Progressyva, histórico festival que embalou a noite paulistana ao reunir a nata da música alternativa brasileira, revelando nomes importantes como Erasmo Carlos, Hermeto Pascoal, Lulu Santos, Ritchie e Lobão, está celebrando 40 anos em grande estilo.

Após quatro bem-sucedidas e surpreendentes edições, atraindo um público jovem, bonito e alegre, além de arrancar elogios da critica musical, a produção do evento mantem o padrão de qualidade e a tradição de reunir os artistas que mais se destacam no cenário nacional, sem esquecer de dar espaço ao underground. A nova programação do festival já tem confirmado a performance de seis bandas.

O cultuado grupo paulista Ludovic, reconhecido como um dos mais importantes representantes da cena indie brasileira, faz importante show de retorno à carreira e celebrando 15 anos de estrada, neste sábado (24/10), a partir das 20h.

Após elogiada performance no Rock in Rio, o Project46 chega ao Banana Progressyva como o grande nome da nova geração do metal nacional. Caio MacBeserra (vocal), Jean Patton (guitarra/vocal), Vinicius Castellari (guitarra), Rafael Yamada (baixo/vocal) e Henrique Pucci (bateria) tocam, no próximo dia 31 de outubro, trazendo o show promocional do álbum “Que Seja Feita a Nossa Vontade”. A abertura fica por conta da banda Oponente.

Já a banda santista Bula, um dos principais expoentes do novo rock brasileiro, volta a se exibir na capital paulista com a turnê do debut álbum “Não Estamos Sozinhos”. Marcão Britto (vocal/guitarra, ex-Charlie Brown Jr), Lena Papini (baixo, ex-A Banca) e André “Pinguim” Ruas apresentam o show que agitou os festivais Rock in Rio e Lollapalooza Brasil, no dia 14 de novembro. O Rollbando, outra revelação do nosso cenário, está encarregado de agitar o inicio da noite.

Fechando até então a programação, o Gloria, um dos nomes mais importantes do rock nacional das últimas décadas e com excelentes apresentações em grandes festivais como Rock In Rio, SWU, Planeta Atlântida e Sampa Music Festival. A performance acontece, no dia 29 de novembro, já divulgando o novo álbum “V”.

Todas as exibições ocorrem nos 450 m² do Superloft, novo complexo multicultural projetado dentro de 40 containers, que juntos, pesam 200 toneladas. Totalmente posicionado na vanguarda dos grandes centros que apostam na cena “underground”, o espaço foi totalmente concebido com o propósito de ofertar uma superestrutura adequada para receber qualquer tipo de entretenimento, desde exposição de artes, shows e baladas.

Os ingressos já estão à venda pela internet (www.eventick.com.br) ou antecipado na Galeria do Rock (loja 255); e custam a R$ 20,00 (1º lote antecipado meia), R$ 40,00 (1º lote antecipado inteira) e R$ 50,00 (antecipado – lote promo Heineken inclui 01 ingresso + 02 cervejas). Mais informações podem ser obtidas em https://www.facebook.com/BananaProgressyva ou nos serviços abaixo.

Serviço Ludovic: https://www.facebook.com/events/1498358717148516/
Serviço Project46 + Oponente: https://www.facebook.com/events/1500560870237503/
Serviço Bula + Rollbando: https://www.facebook.com/events/942326325832009/
Serviço Gloria: https://www.facebook.com/events/596494263822018/

Histórico – Realizado em 1975, o Banana Progressyva reuniu a nata rock e da música alternativa brasileira e se tornou um evento multicultural, com música, exposições de artes plásticas, fotografia e cinema. O Auditório da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, foi palco de quatro ensandecidas noites. O festival, fruto de uma viagem criativa do renomado Fernando Tibiriçá, foi uma verdadeira festa que reuniu alguns dos maiores nomes do circuito nacional como Veludo, Quarto Crescente, Bandolim, Som Nosso de Cada Dia, Montanhas, Edson Machado & A Rapaziada, Vímana (formado por Lulu Santos, Ritchie e Lobão), Burmah, Apokalypsis, Biscoito Celeste, A Bolha, Manito, Erasmo Carlos e Cia Paulistana de Rock, Hermeto Pascoal, Barca do Sol, Jazzco e Terreno Baldio.

Organizado e produzido por Fernando Tibiriçá, que já promovia diversos agitos na capital paulista, o Banana Progressyva foi um sucesso de bilheteria e desencadeou outras temporadas em diversos teatros da cidade. Inclusive, reza a lenda que, em uma das edições no Teatro Bandeirantes, Gilberto Gil mandou uma versão samba de “Satisfaction”, dos Stones, que deixou a plateia boquiaberta.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/BananaProgressyva
https://www.facebook.com/Superloft/
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.