segunda-feira, 26 de outubro de 2015

.: Se “A Fazenda” fosse um programa sério, 2 seriam expulsos

Por Helder Miranda
Em outubro de 2015

Thiago nunca me enganou. Mas teve a capacidade de enganar muita gente que acreditou ser de verdade a história que criou com Ana Paula, inclusive ela mesma, que aparentemente vai ficar à mercê de uma história que só existiu de verdade para ela e para as redes sociais que tinham a capacidade de “shipar” um casal porque, na verdade, querem ver nos realities as histórias de amor que deveriam ter e que queriam viver, mas por algum motivo não podem ou não conseguem - ou por falta de tentativa, ou por falta de atributos mesmo.

A análise é dentro do confinamento. Fora dele é outra história, porque não está aberta ao público, então não estou autorizado a entrar, como ninguém está. Mas, enquanto participante, é um poço de contradições que não se limitou a dar esperanças à outra competidora: quer que ela espere por ele dentro do confinamento, sendo que declarou a Luka que as chances de ele e Ana Paula ficarem juntos é quase nula. 

Desistiu do jogo sem ao menos ter uma conversa franca com ela, a principal interessada na permanência dele, pois fizeram uma dupla de parceria e dividiam uma história para contar ao longo de três meses ou um pouco menos, caso disputassem a permanência na casa em uma suposta berlinda.Fora isso, ficariam fácil! 

Thiago bateu o sino, um direito dele, na história que foi contada ao telespectador. Mas a transmissão foi cortada por um dia, então não tem como acreditar piamente se o que foi mostrado é o que realmente aconteceu, ou se o elenco, conivente e diante de alguma proposta financeira, aceitou refazer algumas cenas para que Thiago não saísse tão prejudicado e a baixaria não afugentasse anunciantes, já que a própria emissora adiantou que, diante dos bons resultados da oitava edição, está confirmada a nona para o ano que vem.

O que o público viu foi um show, não de realidade, mas de horrores, a mais crua que pode ser assistida, a realidade das ruas. Na briga, tanto Thiago quanto Douglas deveriam ter sido expulsos. E, se não fosse Mara Maravilha, que numa força sobre-humana que só se justifica pelo desespero, separou os dois e fechou a porta para que Douglas não voasse em cima de Thiago e consumasse uma briga corporal. A torcida de Douglas ou do casal que ele persistentemente tenta a fazer com Rayanne, tem muito à agradecer para a ex-apresentadora infantil, porque sem ela ali, tudo tenderia a ter uma briga em que nenhum dos dois se safaria das desculpas de uma produção tão omissa quanto essa - a não ser, claro, que ela não tenha impedido nada e que o que aconteceu ali foi refeito. Não duvido de nada.

Mas as regras de “A Fazenda” são mesmo de acordo com os participantes. Apenas a lutadora de MMA Duda Yankovitch foi punida em tempos para lá de longínquos: a quarta edição. Desde então pode tudo na edição de famosos, de bebida na cara até cusparadas homéricas. Por mais que Roberto Justus tenha dito que Douglas estava “apenas tentando se desvencilhar” de J.P. e Rebecca, o que se viu foram três empurrões dados por ele: em Thiago, em J.P., e em Rebecca. Empurrão não deixa de ser agressão física. Logo, é triste um publicitário com a credibilidade de Roberto Justus compactuar com essa farsa.

E, mais uma vez, por essa direção omissa, o participante que desistiu, na verdade, deveria ter sido expulso, porque desferiu golpes, jogou lata de cerveja, tirou Douglas do sério, desestabilizou a todos... Por que, se já havia batido o sino? A resposta é que, se a história que foi mostrada ao público não foi inventada ou refeita para Thiago não sair tão prejudicado aos olhos da plateia e os anunciantes saírem correndo desse programa medonho, ele nitidamente estava mal-intencionado e queria levar Douglas para a lama. Desistir não é vergonha, desde que não se prejudique ninguém e havbia claras intenções de prejudicar até mesmo Ana Paula, distorcendo o que ela disse para ele a respeito da conversa que teve com Douglas. "Você é maldosa", ele acusou. 

Triste, porque o desistente poderia ter deixado Amaral render mais no jogo. Poderia não ter compactuado em coagir Mara Maravilha a desistir do programa, e ter deixado Ana Paula se envolver com outra pessoa, se fazia ela de capacho e falava tanto mal dela para outras pessoas. Luka ouviu que as chances de Thiago em ficar com Ana Paula eram 99,9% contrárias. Mara também ouviu alguma coisa, pois ficou meio chocada com o pedido de casamento. Deixar alguém iludido com uma mentira é o pior tipo de omissão possível. Logo, espero que a verdade venha à tona.

Mas, nesta história, se alguém subiu no meu conceito, Mara foi uma delas. Fosse realmente mal-intencionada, teria deixado dois desafetos evidentes dela se agredirem mutuamente – então, torcida #Douanne, mais uma vez, agradeçam à ela por algo pior não ter acontecido. Outros dois são J.P., que manteve a calma e educação quando o Douglas lhe dizia uma série de desaforos, Bimbi, que estava presente e se colocou disposto a separar mesmo que de longe, e até a Rebeca, que tentou separar uma possível briga e levou uns sopapos, sumariamente ignorados pela produção, que fez vista grossa. Não vi má intenção em nenhum desses que tentaram apaziguar. 

É certo que haverá substituição e algumas escolhas que seriam geniais. Primeiro, Matheus Herriez, o marido de Li, para lavar a roupa suja em rede nacional ou, quem sabe, fazer parte de um triângulo amoroso. O ex-“Dominó” Marcelo Bandeira,  ou até o ex-participante e ex-“Menudo” Roy Rosselló, que namoraram Mara Maravilha quando esta ainda era nova. Ou trazer de volta os participantes eliminados: Amaral, Edu K, Veridiana e Ovelha. No mais, o clima da casa melhorou demais desde que Thiago saiu. Há outra atmosfera no ar. Jogo que se renova, vida que segue e, vamos combinar? A cota de caipiras, ou gente tentando fingir ser esse personagem mais que batidos, em programas de confinamento... já deu!

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.