domingo, 18 de outubro de 2015

.: Sensação de que ser assessor..., por Mary Ellen Farias dos Santos

Por: Mary Ellen Farias dos Santos 
Em outubro de 2015 



Ainda sem alcançar a maioridade, cursando Comunicação Social com ênfase em Jornalismo, eu cheguei a sonhar em criar a minha própria assessoria de imprensa. Ali, tudo parecia encantador e perfeito! Na minha cabeça, bastava locar um espaço e comprar alguns computadores. Conseguir clientes? Tarefa fácil.

Por sorte, mudei de ideia, pois percebi que não era tão simples quanto parecia. No entanto, permaneci na profissão, sou jornalista e lido com os temíveis assessores. Sim! O adjetivo para o substantivo tem total fundamento.

Afinal, receber centenas de e-mails por dia e que estejam totalmente fora do seu conteúdo de interesse é frustrante. No entanto, o problema não fica somente neste impasse, pois existem: erros, erratas, modificações e alterações. Chamem como quiser!

Caso não fosse o suficiente o fato de ter o e-mail lotado de lixo eletrônico. Sim! A faxina toma um tempo absurdo, mas garimpar cada mensagem recebida é preciso. Com o texto selecionado, não basta replicá-lo, pois o assessor consegue enviar releases para toda a imprensa e-mails com informações erradas. Sem comentar os erros de gramática!


Complicado? Ao extremo! Assim fica a sensação de que o assessor não sabe ou não está afim de trabalhar. É a hora da crise!


* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do www.photonovelas.com.br. Twitter:@maryellenfsm 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.