sexta-feira, 27 de novembro de 2015

.: Adele, um retorno suave e agradável, por Luiz Gomes Otero

Por Luiz Gomes Otero
Em novembro de 2015


O tão esperado retorno da cantora britânica Adele acabou acontecendo este ano. E de uma forma saudável, sem muitos "jogos de marketing". Somente a música em primeiro plano com a sua poderosa voz, que continua inteira no álbum intitulado simplesmente "25".

Quem se lembra de "Rolling In The Deep" e "Someone Like You", seus hits supremos do disco "21", sabe que Adele é uma intérprete que gosta de testar os limites da voz. Depois do estrondoso sucesso, ela ficou um tempo afastada da mídia para tratar da voz  e cuidar da vida particular. 


No disco "25", esses testes vocais já não precisam de tantos exageros. A potência da voz está lá, em estado perfeito. Mas as canções são mais contidas, formando uma espécie de diário pessoal para o público, com a faixa "Hello" sendo o ponto de abertura do disco, um perfeito cartão de boas vindas para o ouvinte.

Há momentos de puro lirismo como na saudosista "When We Were Young", a segunda faixa de trabalho do álbum e em "I Miss You". Na essência, as baladas predominam no álbum, muito embora haja momentos mais dançantes, como as ótimas "Water Under The Bridge" e "Send My Love", ambas com boas chances de tocar nas rádios também.


"25" é um disco que traz uma cantora mais madura, consciente do papel a ser desempenhado no show business. Afinal de contas, não é preciso usar muitos recursos de marketing para conseguir o tão almejado sucesso. Basta cantar e emocionar o público. O resto vem naturalmente.






"Hello"

"When We Were Young"


"Water Under The Bridge"


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.