quinta-feira, 26 de novembro de 2015

.: Porque sou #FicaMara, mas jamais #ForaMarcelo - Por Helder Miranda

Por Helder Miranda
Em novembro de 2015

Tentei, em vão, escrever sobre a oitava temporada de "A Fazenda" por esses dias, mas confesso que foi tarefa um tanto impossível. Ou não, porque poderia pegar qualquer gancho e escrever sobre alguma coisa. 

Todos os participantes que ainda seguem confinados exibem a mesma proporção de qualidades e defeitos. Torcer por um e por outro não invalida a minha opinião como crítico, porque aprendi, tempos atrás, no bacharelado em jornalismo, que imparcialidade não existe. É balela, conversa para boi dormir. O que pode haver é a tentativa de camuflagem dessa parcialidade que existe, sim, e começa a partir do momento em que se escolhe de que ponto de vista será contada uma história.

Mara e Marcelo. #Maracelo. #Marelo. #Marrentos. Qualidades e defeitos em cascata, como água descendo em grandes proporções. Mas também água e óleo, que não se misturam. Podemos dizer que Mara é o Marcelo de saia, e Marcelo é a Mara de calça. Em comum, ambos são grandes jogadores e estrategistas na mesma medida. Torcer por um ou por outro, a essa altura do campeonato, é irrelevante. O jogo já está definido. Mas dizer que o torcedor de Mara é sádico, vândalo, anjo ou demônio é exagero.

Nem tanto o céu nem tanto a Terra, gente, não estamos elegendo o próximo presidente da república, mas um participante de uma edição aleatória de reality show que será esquecido em pouco tempo. Posso até declarar aqui que sou #FicaMara, mas jamais serei #ForaMarcelo porque eles são equivalentes. Não posso repudiar o defeito de um nesse jogo, em que o julgamento é o verdadeiro protagonista, que o outro também não tenha.

Mara foi para uma berlinda por uma estratégisa suja de JP e Marcelo ao se aliarem a um pigmeu que transborda arrogância e na vida real não iria tão longe, como se confirma aqui fora com o que foi feito de uma carreira tão promissora em que restaram apenas algumas fãs alucinadas e dispostas a trocá-lo por um próximo ídolo assim que ele surgir. Ídolo? 

Marcelo, por sua vez, foi colocado para disputar a preferência do telespectador por conta dessa manobra de JP. E não percebeu até agora que esse "amigo" o usa como "escudo" para se safar nas semanas. Dizem isso de Rayanne com Douglas, mas por que não enxergam isso na amizade entre esses dois homens? Será por Rayanne ser mulher e o machismo, tanto dentro quanto fora da casa, imperam? Pelo menos, a moça protege o rapaz quando pode. Já JP... onde está a ombridade dele quando propõe não votar em Douglas, um desafeto durante toda a trajetória no programa, se Rayanne indicasse Ana Paula, Mara ou Luka que, a essa altura do campeonato, ainda não estava na grande final do programa. Justo ele, que se fazia de amigo de Mara e potencializou uma atitude que ela sempre tem para justificar o voto de terça passada.

Há um determinado ponto nos realities de confinamento que as pessoas se cansam. Participantes e telespectadores. Até Mara já não tem a mesma disposição em causar com aquele vigor do início do jogo, quando conseguiu se destacar entre todos os participantes. Agora é tocar o barco, o jogo até aqui apresentado já definiu quem irá vencer e todos eles deveriam entender que o leite está derramado, e agora é tarde... Inês é morta!

A carta da família de Rayanne, um presente de Luka, que venceu a prova da Arca e quis dar a ela algo que não poderia refletir na votação, pode, se a produção do programa for esperta, o que não acredito muito, dar um novo vigor para estar últimas semanas. Boninho já fez essa manobra em uma das edições do "Big Brother Brasil" e conduziu o jogo de uma participante apática de maneira mais interessante com um simples "aproveite agora que você está solteira...".

No mais, queridos... saindo Mara ou Marcelo, dois perfis que se repelem mas se complementam, quem perde é o público. Porque ambos são iguais, tenho comigo que um deles com um pouco mais de caráter que o outro pelo que foi mostrado em uma edição para lá de duvidosa, motivo que faz com que essa eição não me diga mais nada desde, pelo menos, a saída de Carla Prata.

Marcelo e Mara... #Celomara. #Elomar. #Amarelo... Um dos dois sairá nesta quinta porque são dois bicudos cheios de... marra. E dois bicudos não se beijam!

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.