quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

.: 15% dos estudantes já sentem os efeitos da crise econômica

Enquete do CIEE revela que 15% dos estudantes já estão sentindo os efeitos da crise econômica. Dos 7,5 mil jovens que responderam à pergunta pelo site, nada menos do que 11% declararam que estão em débito com a escola, 2% trancaram a matrícula e outros 2% abandonaram o curso. 

O quadro mostra a importância dos programas de estágio e de aprendizagem para continuidade dos estudos, pois são atividades remuneradas. A bolsa-auxílio dos estagiários e o salário dos aprendizes ajudam no custeio das mensalidades, além de complementar os orçamentos familiares.

Anderson Barboza da Silva, 21 anos, é prova de como a capacitação pode mudar a vida. Ele encerra em fevereiro a formação profissional no programa Aprendiz Legal. Atuando na área de montagem de materiais elétricos da Fame, fabricante de chuveiros elétricos no Brasil, uma vez por semana recebe aulas teóricas obrigatórias do curso de Auxiliar de produção, ministradas pelo CIEE. Essa é mais uma oportunidade que a vida oferece ao jovem que, durante a infância, foi morador de rua, resgatado pela solidariedade de pessoas que surgiram em seu caminho.

Chegado o momento de entrar no mercado de trabalho, ingressou no Aprendiz Legal. “O curso me capacitou mais do que eu imaginava, com ensinamentos para a vida profissional e pessoal, como ética, planejamento, compromisso”, valores que ele aplica no dia a dia, na sala de aula, no trabalho, no convívio familiar. “Ele tinha um pouco de dificuldade de se entrosar e demonstrava pouca atitude, tanto que nós o incentivávamos a fazer cursos”, conta Maria da Cruz Monteiro, a mãe adotiva que o tirou da antiga vida.

Mas, desde que Anderson se tornou aprendiz, essa postura vem se transformando. “Ele conversa mais e fala com os irmãos sobre planos para o futuro, está começando a amadurecer”, acrescenta. No trabalho, também ganha elogios. “Ele é comprometido com as tarefas, comunicativo, trabalha bem e tem ambição de crescer na empresa”, avalia Valmir Silva de Oliveira, encarregado do setor de montagem de material elétrico da Fame, que conta com 80 aprendizes em parceria com o CIEE. 

Esses traços de personalidade de Anderson têm sido evidentes também na capacitação teórica. Anderson planeja fazer faculdade compatível com seu desenvolvimento na empresa, na qual tudo indica ser forte candidato à efetivação.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.