quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

.: 5x11: "American Horror Story: Hotel" tem batalha real de Ramona

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em janeiro de 2016



Preparação para a hora perfeita de Iris e Liz com direito a trilha sonora e câmera lenta. No décimo primeiro episódio de "American Horror Story: Hotel", intitulado "Battle Royale", a sequência para a cena no estilo Quentin Tarantino não sai como planejado, mas Donavan (Matt Bomer) descobre que quem tem uma boa mãe nunca está só. Sim! Iris (Kathy Bates) resgata a cria e consegue ser chamada de "mãe". 

Mas é Sally (Sarah Paulson) quem muda o rumo da história com a Condessa (Lady Gaga) em mãos. Tal qual a calculista ressalta: "Eles não me chamam Sally Hipodérmica por nada!". É, nós que acompanhamos os seus passos, só podemos concordar. 

Para entender melhor a história de Sally, uma volta ao ano de 1993, em Los Angeles. Num estúdio de gravadora, um casal pervertido segue com a compositora para o Hotel Cortez. Após a entrada do trio ser acertada por Liz Taylor, eles enlouquecem numa insana orgia e o final é muita união. Literalmente!

A triste confirmação de que "Donavan está morto", enquanto que os Lowe voltam para casa. De fato, não há como ser uma família novamente, por mais que se diga. Eis que Sally, presa ao Hotel, precisa que John Lowe cometa o último assassinato para estar a salvo e voltar a viver com quem ama. 

Um bate papo de Iris e Liz e a curiosidade com o que há dentro da lata entregue à mamãezinha sofredora é gigantesca. Contudo, a curiosidade logo é sanada. Cena forte, mas compreensível. 

Eis que a aparição de Ramona (Angela Basset) é tão perturbadora quanto cada fala da personagem. Entretanto, é o check-in, ou melhor a chegada do jantar de Ramona, que ironicamente é chamada de Queenie (Gabourey Sidibe). Sim! Ela até fala da Suprema dela. Confuso!

Para tornar tudo mais interessante, "um mau pressentimento" alerta a eterna "preciosa" do perigo que corre, embora seja uma bruxa vodu. Quem assistiu "Coven" vai lembrar bem! No entanto, o desfecho da cena perde o sentido. Como que Queenie leva a pior assim?

O esperado embate de Ramona e Condessa acaba em beijos, mas é Lowe quem dá o fim para a relação. Sim! O ex-detetive comete a última morte (de modo surpreendente) para ganhar a liberdade. Antes, a devoção da melhor lavadora de lençóis é exteriorizada. Entretanto, March (Evan Peters), em um jantar com a Condessa reage friamente aos sentimentos expostos sobrando tempo para um brinde selado com lágrimas quentes e tocantes.


Seriado: American Horror Story: Hotel
Temporada: 5
Episódio: 11 - "Battle Royale"
Exibido em: 6 de janeiro de 2016, EUA.
Elenco: Lagy Gaga, Sarah Paulson, Wes Bentley, Denis O'Hare, Matt Bomer, Evan Petters, Kathy Bates, Angela Bassett, Cheyenne Jackson, Chloë Sevigny.


* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do www.photonovelas.com.br. Twitter:@maryellenfsm



Vídeo promocional



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.