quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

.: Paulo Miklos fala de sua estreia no teatro como Chet Baker

O músico e ator Paulo Miklos faz sua estreia no teatro, na pele do trompetista norte-americano Chet Baker. 

Ele está no Metrópolis de domingo, dia 24 de janeiro, em um bate-papo com Cunha Jr., para falar sobre essa nova experiência na arte dramática.  Ao seu lado estão a atriz, cantora e dramaturga Anna Toledo, que contracena com ele na peça, e o diretor José Roberto Jardim. O programa da TV Cultura vai ao ar às 20h.

Um dos gigantes do jazz e intérprete único, Chet Baker era mestre não só do trompete, mas também da voz. Com uma vida pessoal tumultuada, com dependência de drogas, o músico precisou ficar parado por uns tempos após perder os dentes em uma briga. É nesse momento que começa a representação de Paulo Miklos no espetáculo "Chet Baker, Apenas Um Sopro". 

Durante a conversa, Paulo diz que está sentindo o mesmo quando estreou no cinema. “A mesma vertigem de 15 anos atrás, vendo os posicionamentos... O palco é uma coisa viva, o público reage com você. Tudo é muito novo e estou feliz em entrar em cartaz”. Para explicar esse momento na sua carreira, o titã, que fez o papel de Adoniran Barbosa no curta-metragem "Dá Licença de Contar", traça um paralelo: “Reviver Adoniran foi um grande desafio. E agora, novamente estou vivendo o desafio de reviver Chet Baker”. A peça "Chet Baker, Apenas Um Sopro" entra em cartaz  nesta quinta-feira, dia 21 de janeiro, no Teatro do Centro Cultural Banco do Brasil, no centro de São Paulo.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.