sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

.: O som indie de Eleanor Friedberger‏, por Luiz Gomes Otero

Por Luiz Gomes Otero
Em fevereiro de 2016

A americana Eleanor Friedberger é um dos nomes emergentes do chamado estilo indie rock. Ela está lançando seu terceiro disco solo, intitulado "New View", com uma sonoridade repleta de citações de influências do rock dos anos 70, com toques de folk music norte-americana.

Eleanor tocou anteriormente como irmão Matthew no duo The Fiery Furnaces. Como artista solo, ela busca uma sonoridade limpa, desprovida de efeitos eletrônicos e truques de estúdio. Os solos de guitarra da banda de apoio são discretos e só adornam a melodia e letra das canções.

Logo na primeira faixa, "He Didn’t Mention His Mother", é possível notar que os acordes iniciais lembram os de um hit antigo de Bob Dylan ("Knocking On Heaven´s Door"). Mas é só em uma parte da introdução instrumental. Logo vem a voz cândida e suave de Eleanor trazendo um leve ar de melancolia na mensagem.

O visual de Eleanor aliás lembra um pouco o de Patty Smith, que não deixa de ser uma outra referência importante para qualquer nome do indie rock. Como Patty, Eleanor parece querer buscar alternativas ao som repetitivo que o pop rock vem produzindo nos últimos anos.

O disco tem momentos de puro saudosismo e toques de anos 60/70. Canções como "Open Season", "Sweetest Girl", "Two Versions Of Tomorrow" e "A Long Walk" trazem de volta o tom nostálgico que grupos como Lovin Sponfool e The Byrds proporcionavam em sua época. É algo agradável de ouvir, do começo ao fim.

"New View" é mais um disco interessante dessa leva recente de artistas do estilo indie rock. Não simplesmente por repetir fórmulas antigas e desgastadas. Mas sim por reciclá-las e mostrá-las sob a sua ótica musical, de uma nova forma. E que ela continue por esse caminho por um longo tempo. 




Sobre o autor
Luiz Gomes Otero é jornalista formado em 1987 pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Trabalhou no jornal A Tribuna de 1996 a 2011 e atualmente é assessor de imprensa e colaborador dos sites Juicy SantosLérias e Lixos e Resenhando.com. Recentemente, criou a página Musicalidades, que agrega os textos escritos por ele.



"He Didn’t Mention His Mother"

"Because I Asked You"

"Sweetest Girl"

"Two Versions Of Tomorrow"



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.