quarta-feira, 2 de março de 2016

.: Phill Collins e a retrospectiva "Take A Look At Me Now"

A campanha de retrospectiva "Take A Look At Me Now", de Phil Collins, entra em sua terceira etapa com as edições estendidas e remasterizadas dos seus álbuns clássicos "No Jacket Required" e "Testify". O lançamento digital será no próximo 15 de abril.  Na campanha,  Phil Collins revisita sua carreira que ostenta mais de 100 milhões em vendas e inúmeros álbuns em primeiro lugar no mundo todo.

Os quatro álbuns que foram relançados até agora "Face Value" (1981), "Hello, I Must Be Going!" (1982), "Both Sides" (1993) e "Dance Into The Light" (1996) despertaram uma grande redescoberta e reapreciação na carreira solo de Phil Collins. 

A ideia do cantor ao relançar seus álbuns de sucesso, era que o conceito de "Take A Look At Me Now" fosse uma análise de como suas músicas evoluíram com o passar do tempo, com a maioria do material adicional da série focada em versões ao vivo das canções. Ao comparar as versões originais de estúdio com as performances posteriores, a série demonstra como as músicas de Collins ganham vida própria ao se libertarem das paredes de um estúdio. 


Lançado em 1985, seu terceiro álbum "No Jacket Required"  ficou no topo das paradas do Reino Unido, Estados Unidos e em muitos outros países em uma jornada que resultou em três Grammy Awards (por Melhor Álbum, Melhor Performance Vocal Pop, e Produtor do Ano para o Collins e o co-produtor Hugh Padgham) e mais de 20 milhões em vendas. Misturando as baladas romântias de Collins a sua forte influência de funk e R&B, os maiores hits do álbum – ‘Sussudio’, ‘One More Night’, ‘Don’t Lose My Number’ e ‘Take Me Home’ – se tornaram essenciais na setlist dos shows dos anos seguintes.

"No Jacket Required"
 Tracklisting - Remasterizado:
1) "Sussudio"
2) "Only You Know and I Know"
3) "Long Long Way to Go"
4) "I Don't Wanna Know"
5) "One More Night"
6) "Don't Lose My Number"
7) "Who Said I Would"
8) "Doesn't Anybody Stay Together Anymore"
9) "Inside Out"
10) "Take Me Home"

Faixas Bônus:
1) "Sussudio" (live) *
2) "Don’t Lose My Number" (live) *
3) "Who Said I Would" (live) *
4) "Long Long Way To Go" (live) *
5) "Only You Know and I Know" (live) *
6) "Easy Lover" (live) *
7) "Inside Out" (live) *
8) "Doesn’t Anybody Stay Together Anymore" (live) *
9) "One More Night" (live) *
10) "Take Me Home" (live) *
11) "Only You Know And I Know" (demo)
12) "One More Night" (demo)
13) "Take Me Home" (demo)
*Nunca antes lançado em CD


Apesar de Collins ter retornado ao topo das paradas em 2010 com a coleção em tributo ao soul e à Motown, "Going Back, Testify" de 2002 ainda é seu álbum mais recente com material original. Talvez seu trabalho mais moderado e reflexivo como demonstrado em "This Love This Heart" e "You Touch My Heart", contudo, "Testify" também explora outros territórios como nas batidas e ritmos de "Driving Me Crazy" e o toque gospel da faixa que deu nome ao álbum. O principal single do álbum, uma interpretação de "I Can’t Stop Loving You" do Leo Sayer demonstrou a contínua habilidade de Collins em criar hits, chegando ao topo do ranking da Billboard: Adult Contemporary.

"Testify"
 Tracklisting Original, Remasterizado:
1) "Wake Up Call"
2) "Come with Me"
3) "Testify"
4) "Don't Get Me Started"
5) "Swing Low"
6) "It's Not Too Late"
7) "This Love This Heart"
8) "Driving Me Crazy"
9) "The Least You Can Do"
10) "Can't Stop Loving You"
11) "Thru My Eyes"
12) "You Touch My Heart"

Faixas Bônus:


1) "High Flying Angel" (B-side) 
2) "Crystal Clear" (B-side)
3) "Hey Now Sunshine" (B-side)
4) "TV Story" (B-side)
5) "True Colors" (live rehearsal) *
6) "Come With Me" (live) *
7) "It’s Not Too Late" (live) *
8) "Can’t Stop Loving You" (live) *
9) "It’s Only Loving" (demo)
10) "Tearing and Breaking" (demo)

*Nunca antes lançado em CD

As versões estendidas dos álbuns também contemplam demos e B-sides cuidadosamente selecionados. “Sempre me orgulhei muito das minhas demos e frequentemente as deixei disponíveis como B-sides, mas com algumas exceções. Eu evitei colocar algumas delas nessa coleção”, diz Collins. “Eu foquei em como as músicas se desenvolveram quando tocadas no palco, ao invés de apenas mostrar como elas se originaram".
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.