sexta-feira, 15 de abril de 2016

.: A "Segunda sem Carne" em Santos e as crianças carentes

Por Helder Miranda
Em abril de 2016

O projeto de lei que institui a "Segunda sem Carne" foi aprovado pela Câmara de Santos, proibindo o fornecimento de carnes e derivados às segundas, nos refeitórios dos órgãos públicos da cidade, com exceção de hospitais e outras unidades de saúde pública. 

Alunos de escolas públicas serão diretamente impactados. Alguns deles, carentes a ponto de dependerem da merenda escolar para se alimentarem, deixarão de consumir a proteína animal, algo comprovadamente necessário para refeições saudáveis. 

O autor do projeto defendeu que em vários países a iniciativa é realidade, também em cidades brasileiras, como São Paulo. Mas uma coisa é alguém que tenha uma refeição balanceada ficar um dia na semana sem comer carne, e ter condições para se alimentar com alternativas. Outra, bem diferente, é tirar de quem depende da merenda escolar e não tem como repor.

Compartilhar no WhatsApp
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. "Mas uma coisa é alguém que tenha uma refeição balanceada ficar um dia na semana sem comer carne, e ter condições para se alimentar com alternativas. Outra, bem diferente, é tirar de quem depende da merenda escolar e não tem como repor."

    Acontece que hoje, qualquer pessoa o minimo possível estudada, está cansada de saber que não há necessidade de repor nada PORQUE a própria alimentação oferecida pelo Segunda Sem Carne JÁ OFERECE TODAS PROTEÍNAS, VITAMÍNAS E MINERAIS NECESSÁRIOS. Todos cientistas, e até mesmo a organização Mundial da Saúde já cansou de explicar que carne não é necessária, pior, é cancerígena! E não me venha falar ao contrário, pois sou vegano HÁ 22 ANOS E ESTOU VIVO TÁ? TECLANDO DA TERRA, NÃO DO ALÉM! E a saúde vai muito bem há mais de 2 décadas, obrigado.

    ResponderExcluir

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.