sexta-feira, 20 de maio de 2016

.: Intercâmbio na China: por que você deveria avaliar essa opção?

Por Sumara Lorusso
Em maio de 2016

Muitos estudantes sonham em fazer um intercâmbio para o exterior, mas poucos chegam a considerar a China como uma opção de destino. Se você se enquadra nesse cenário, pode estar cometendo um grande erro. Isso porque, além do país ser uma grande potência econômica e apresentar uma cultura milenar, ele pode ampliar seus horizontes como nenhum outro e te proporcionar experiências inesquecíveis. Ainda não está confiante? Então, confira abaixo sete motivos para você considerar a China como uma excelente opção para um intercâmbio cultural.

Sim, você precisa conhecer a Muralha – como se fosse um grande dragão, a Grande Muralha sobe e desce por desertos, bosques, montanhas e planícies. Ela possui mais de 6 mil quilômetros de extensão, vai de leste à oeste da China, tem mais de 2 mil anos de história e é considerada patrimônio da humanidade pela Unesco. Você pode subir de teleférico ou a pé por excursão ou trekking. O mais importante é que quando você chegar ao topo poderá sentir como o mundo fica pequeno perto de toda a magnitude dessa muralha.

Você poderá visitar a Cidade Proibida – localizada no centro de Pequim, a Cidade Proibida é a maior e mais bem preservada coleção da arquitetura antiga chinesa. Trata-se do maior complexo palaciano sobrevivente no mundo, cobrindo uma área de 723 mil m². Por mais de 500 anos ela serviu como residência dos imperadores das dinastias Ming e Qing, que comandaram o exército mais populoso do planeta. Durante esse período, qualquer pessoa que entrasse na cidade sem autorização era imediatamente executada de forma sumária ou dolorosa. Hoje, ela é aberta ao público e abriga o Palácio Museu, que possui cerca de um milhão de peças de arte referentes a esse período histórico e uma riqueza arquitetônica impressionante.

Se você gosta de Ibiza, vai amar Xangai – essa grande metrópole é o centro econômico, financeiro, cultural, científico e tecnológico da China. Como se não bastasse ser tudo isso, Xangai tem também a segunda vida noturna mais agitada do planeta, de acordo com o índice londrino, World Cities Culture Report. As casas noturnas dominam toda a cidade, em especial as ruas South Maoming Road e Hengshan Road. Reconhecida pela sua multiculturalidade, Xangai proporciona uma experiência memorável por meio do encontro do moderno com o tradicional e do ocidental com o oriental.

Os chineses são pessoas que valem a pena conhecer – pode ser que na China você veja de quase tudo, mas será difícil encontrar um chinês com cara de estressado ou um engarrafamento recheado de buzinas. Muito calmos e prestativos, os chineses dificilmente negam ajuda ao próximo e são capazes de até atrasar um compromisso, se você estiver precisando de alguma coisa. Além disso, eles são muito simpáticos e receptivos com os ocidentais, principalmente, se souberem ao menos um pouquinho da sua língua. E lembre-se, nunca recuse um chá ou uma conversa com uma pessoa local, pois esses momentos podem se tornar os mais valiosos da sua viagem.

Sem dúvida, a China é o paraíso das compras - se no Brasil já é possível encontrar milhares de produtos e utensílios chineses, imagina na China! Mesmo que você não seja uma pessoa consumista, será difícil resistir a algumas comprinhas. Você encontra de tudo e tudo muito barato. Em Pequim é bom visitar a avenida oficial das compras, chamada Wangfujing, e o Mercado de Panjiayuan. Em Xangai é possível encontrar todos os tipos de roupas, acessórios, eletrônicos, joias e marcas famosas. Agora, se você for mulher, não deixe de conferir o Ladies Market em Hong Kong, é de enlouquecer!

A gastronomia chinesa é exótica, mas vale a experiência - é provável que você já conheça um pouco da culinária chinesa, mas, muito além dos famosos yakisoba e frango xadrez, você pode experimentar diversos pratos que não temos por aqui, como o pato de Pequim, uma iguaria mundial, os jiaozhi, bolinhos preparados no vapor, e os deliciosos Shuijiao, como são conhecidos os pasteizinhos chineses. Além disso, até os fast foods que conhecemos podem ser uma grande experiência, visto que eles têm pratos exclusivos na China.

Você poderá dar um upgrade no seu currículo – que o inglês é essencial, ninguém discute. Mas, o mandarim é um diferencial competitivo. Pra se ter uma ideia, entre os americanos o chinês já é a segunda língua que mais desperta interesse, vindo logo após o espanhol. A concorrência por bons empregos, estágios e trainees está altíssima, para conseguir um diferencial competitivo, nada melhor do que enriquecer seu currículo acrescentando conhecimentos pouco convencionais, como o Mandarim. Além disso, de acordo com empresários e agências de recrutamento, saber o idioma chinês pode até mesmo aumentar seus ganhos. No caso de um engenheiro, por exemplo, o salário base chega a dobrar caso o profissional tenha domínio dessa língua.  Estando na China, além de aprender o idioma no dia a dia, você ainda pode treinar seu inglês, visto que grande parte dos chineses das metrópoles é bilíngue.

Além de todos esses motivos ainda temos a maravilhosa medicina chinesa, os pandas, os jardins e tantas outras atrações. Se você gosta de experiências diferenciadas, pode saber que a China é o lugar certo para você. Prepare-se e surpreenda-se!

Sobre a autora
Sumara Lorusso é formada em letras e tradução pela Unibero e tem fluência em mais de cinco idiomas, incluindo o Mandarim. É presidente da Nin Hao, escola referência no ensino do idioma, há dez anos no mercado, que tem por objetivo permitir e facilitar o contato dos brasileiros com a língua chinesa, por meio do ensino do idioma e serviços de tradução. As aulas são ministradas por professores nativos e o material didático é exclusivo. A escola segue o padrão internacional estabelecido pelo governo chinês.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.