quinta-feira, 5 de maio de 2016

.: Rodrigo Campos com Ná Ozzetti e Juçara Marçal grátis‏ nesta quinta

Nesta quinta-feira, às 20h, o Itaú Cultural abre sua série de shows do mês de maio com o espetáculo "Conversas com Toshiro" do cantor paulistano Rodrigo Campos, que propõe uma viagem ao seu "Japão imaginário", com canções sobre histórias fictícias de amor, sexo, vida e morte e de suas impressões subjetivas daquele país criadas pelo cinema.

Ao som de groove, soul e alguns sambas, o show é homônimo ao terceiro CD do músico, lançado em setembro de 2015, com direção artística de Rômulo Fróes. Acompanhado da banda formada por Marcelo Cabral no baixo, Curumin na bateria, Thiago França, no sax e flauta e Dustan Gallas, nos teclados e guitarra. Rodrigo também toca guitarra e recebe no palco da Sala Itaú Cultural suas amigas, Ná Ozzetti e Juçara Marçal para cantar com ele boa parte das 13 músicas do repertório deste show. 

"Conversas com Toshiro" faz um mergulho no consciente oriental, a começar pelo personagem de destaque do show. A canção que revela a figura fictícia é "Toshiro Vingança", escrita pelo cantor e que, além de falar sobre este homem, mostra a relação do imigrante japonês com o caos de São Paulo: “Toshiro saiu de casa/Trampava de madrugada/Na esquina na rua Ásia/Caiu numa cova rasa”

No repertório cabem ainda os sambas "Chihriro", inspirado na animação "A Viagem de Chihiro" (2003), e "Mar do Japão", que é um jogo de abstração e poesia. Takeshi e Asayo e Katsumi falam de mais personagens da imaginação de Rodrigo, que ele criou inspirado em filmes e na cultura pop japonesa, como se vê também em "Abraço de Ozu", em referência ao cineasta Yasujiro Ozu.

Das músicas apresentadas na Sala Itaú Cultural, 11 são de Rodrigo, as outras duas são do artista plástico Nuno Ramos – "Dois Sozinhos" e "Dono da Bateria", esta última em parceria ainda com Rômulo Froés. Some-se dois grooves, mesclados por soul e música brasileira.

Rodrigo Campos é cantor e instrumentista paulistano do bairro de São Mateus e tem fortes influências musicais com raiz no samba e tradição no cavaquinho. O primeiro disco solo dele São Mateus não é um lugar assim tão longe, de 2009, teve excelente repercussão e ficou em destaque como um dos melhores do ano. Em 2012, ele lançou "Bahia Fantástica", que marca sua ruptura com o samba e seu ingresso no amplo universo da música brasileira e no soul americano. Esse CD lhe rendeu mais visibilidade e o fez conquistar o Prêmio da Música Brasileira em 2013, como artista revelação, e elogios de crítica no The New York Times. 

Em 2015, lançou o disco que agora apresenta na programação musical do Itaú Cultural, "Conversas com Toshiro" – mais uma viagem ao seu um universo imaginário e que fala do cotidiano urbano de São Paulo com influências da cultura japonesa por meio de impressões que Campos formou a partir de filmes do cinema.

Em paralelo à carreira solo de cantor, ele colabora como compositor, arranjador e instrumentista para vários artistas como Criolo, Juçara Marçal, Vicente Barreto, Tom Zé, Elza Soares, Emicida e também é integrante do projeto Passo Torto, em conjunto com os músicos Kiko Dinucci, Rômulo Fróes e Marcelo Cabral.

Serviço
Programação musical do Itaú Cultural
Rodrigo Campos – show "Conversas com Toshiro"
Nesta quinta-feira, dia 5 de maio, às 20h
Duração: 80 min
Classificação indicativa: livre
Sala Itaú Cultural (249 lugares)
Entrada franca (ingressos distribuídos com 30 minutos de antecedência)

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1776/1777 
atendimento@itaucultural.org.br
www.itaucultural.org.br



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.