sexta-feira, 24 de junho de 2016

.: "Entre Percepções e Afetos" traz Liam Porisse pela 1a vez a Santos

A Pinacoteca Benedicto Calixto apresenta, a partir de quinta-feira, 23 de junho, "Entre Percepções e Afetos", a primeira exposição do artista inglês Liam Porisse em Santos. A inauguração está marcada para às 19h30 e é aberta ao público.

A mostra tem curadoria de Andrés Hernández e Danilo Garcia e vai ocupar todas as salas do piso térreo da Pinacoteca com 35 obras, entre objetos, desenhos, pinturas, colagens de grande e médio formato.

A maioria dos trabalhos foram produzidos no Brasil, nos últimos três anos e, por meio da coleção em cartaz, o público da região poderá conhecer o traço intenso, emocional e expressionista de Porisse. Ele entrelaça objetos reais e imaginários em composições que conjugam planos figurativos e abstratos distribuídos em espaço aparentemente arbitrários, que vão formar uma atmosfera de possíveis sonhos.

"Entre Percepções e Afetos" fica em exposição até 31 de julho. A Pinacoteca Benedicto Calixto funciona de terça a domingo, das 9h às 18h, na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão, Santos. A entrada é franca.


Sobre o artista plástico
Liam Porisse nasceu em 1962 na Inglaterra, filho de pai francês e mãe Irlandesa e sempre conviveu no mundo da arte. Sua avó paterna teve galeria em Paris e em Cannes e seu pai, Julien Porisse, também era artista e expôs suas obras por muitos anos na famosa Place du Tertre em Montpartre, bairro boêmio e reduto de artistas como Pablo Picasso e Van Gogh

Porisse concluiu seus estudos na Inglaterra e complementou sua formação na École Nationale de Beaux Arts (Escola Nacional de Belas Artes) em Paris. Sua produção inclui pinturas, desenhos, esculturas, cadernos de artistas onde se entrelaçam o  figurativo, o abstrato, arte pop, além de experimentar várias outras linguagens artísticas. Evidencia-se na sua produção plástica a influência de artistas como Jackson Pollock, Jean Michel Basquiat, André Butzer e Jonathan Meese.

Tem participado de varias exposições individuais e coletivas na França, nos Estados Unidos e no Brasil. Destaque a participação, em 2011, na Bienal de Firenze, Itália, onde recebeu o “Prêmio Internazionale Lorenzo Il Magnifico” e no mesmo ano recebeu a medalha de ouro no Salão de Belas Artes no Grand Palais, em Paris. Outro destaque, em 2016 participa da Sp-arte / 2016 em solo show.

Possui obras em coleções privadas e publicas como o Museu de Arte Contemporânea de Olinda, Pernambuco e no Davis Museum em Barcelona, Espanha. Atualmente vive entre São Paulo e Paris, mantendo ateliê nas duas cidades.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.