quinta-feira, 16 de junho de 2016

.: Sobre o massacre em Orlando e o assassinato de Christina Grimmie

Por Helder Miranda
Em junho de 2016

Em poucas palavras: um otário, americano filho de imigrantes afegãos se sentiu no direito de entrar em uma boate gay em Orlando e matar pelos menos 50 seres humanos. Homofobia ou terrorismo? 

Não se sabe, pois esse assassino frequentou a boate por muito tempo. Talvez, até, para planejar o atentado. Talvez tanto ódio denunciasse uma repressão de quem não pode vivenciar o que deseja, 

Outro louco assassinou a tiros uma finalista do "The Voice", Christina Grimmie, nos Estados Unidos, homossexual assumida, para se matar depois. O que as duas tragédias gritam para nós? Estamos correndo perigo. Ninguém está seguro, pouco importa cor, raça, credo, orientação sexual ou seja lá o rótulo que queiram impor. Fica a sensação de urgência que assola esse mundo, carente de compreensão, afeto e tolerância. 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.