terça-feira, 14 de junho de 2016

.: Resenha do filme emocionante: "Como eu era antes de você"

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em junho de 2016



"Como eu era antes de você" não apresenta aquela história tradicional de um casal e suas dificuldades para se unirem. A trama dirigida por Thea Sharrock é totalmente focada na valorização daqueles que estão ao nosso lado, independente dos motivos ou interesses. Não é puramente uma história de amor com as várias previsíveis que deixam todos felizes ao saírem da sala de cinema. 

O longa inspirado no livro homônimo de Jojo Moyes não usa e abusa do envolvimento psicológico do público com os protagonistas, mas consegue, com facilidade, arrancar lágrimas. Sim! Quando perceber que seus olhos estão lacrimejando, não tente parar. Todos sentadinhos na poltrona ao lado também partilharão a emoção do momento. Logo, aquele "snif snif" e mãos secando as lágrimas no rosto irão compor um verdadeiro balé sincronizado na sala de cinema.


Por quê? Simples. O filme é bom. O enredo de "Como eu era antes de você" começa com o riquíssimo e bem sucedido, Will (Sam Claflin). O jovem que ama tudo o que a boa vida pode lhe proporcionar e acumula conquistas, viagens e esportes radicais. Entretanto, chega o fatídico minuto em que o rumo da história muda: Em um dia chuvoso, Will é atingido por uma moto, ao atravessar a rua. O acidente o torna tetraplégico, fazendo com que ele fique refém da cadeira de rodas.

Sem o desejo de viver, o rapaz se 
torna depressivo e sarcástico, o que muito desagrada os pais (Janet McTeer e Charles Dance). Afinal, as contratações para cuidar dele são constantes. Quem aguentaria tantos desaforos, não é? No entanto, uma promessa surge com a tentativa de quebrar o encanto: a jovem Louisa Clark (Emilia Clarke). 


Assim, é fácil estabelecer conexões entre a história de Will e Louisa com o clássico conto de fadas francês, "A Bela e a Fera". Como? Jovem rico, orgulhoso diante de uma moça de origem modesta, com dificuldades financeiras. Desta forma, a pergunta que vai e volta à mente é: Será que a "Bela" será capaz de quebrar o feitiço desse príncipe moderno?

Por outro lado, o esforço da moça que usa roupas extremamente coloridas -o que dá uma grande alegria a cada cena- é constante. Louisa não desiste de fazer 
o possível para levantar o estado de espírito de Will. Tamanha dedicação faz com que os dois se envolvam e, fatalmente, por mais que ela já tenha namorado, o público acaba torcendo pela união de a Bela e a Fera. Em tempo, a trilha sonora é incrível com duas músicas de Ed Sheeran: "Photograph" e "Thinking Out Loud".


Filme: Como eu era antes de você (Me before you, EUA)
Duração: 1h 50min
Data de lançamento 16 de junho de 2016 
Direção: Thea Sharrock
Elenco: Emilia Clarke, Sam Claflin, Janet McTeer mais
Gêneros: Drama, Romance


* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do www.photonovelas.com.br. Twitter: @maryellenfsm 




Sobre o Cinesystem Cinemas: Divertir, ensinar, documentar e entreter - este é o papel do cinema: uma das formas de expressão cultural das mais intensas e que desperta no público todo tipo de emoção. O cinema traz, através da sua história, uma grande responsabilidade, como propor a reflexão para pessoas ao redor de todo o mundo. A Rede Cinesystem Cinemas vai além e cria "um jeito novo de curtir cinema"!

O mercado cinematográfico brasileiro investe, ano a ano, para atender com excelência a uma demanda crescente de público, concentrando a exibição dos filmes em multiplex. É nesta ascendente que a empresa paranaense Cinesystem vem se posicionando, inovando e fazendo de seus cinemas um grande espetáculo, com máxima qualidade de som, imagem, conforto e segurança.

Quinta maior do Brasil em público e renda (segundo ranking Rentrak - dezembro de 2010), a Rede Cinesystem Cinemas foi eleita "Destaque Exibidor 2010" na 3ª edição do Prêmio ED - Exibidores e Distribuidores, uma iniciativa do Sindicato das Empresas Exibidoras Cinematográficas do Estado de São Paulo - Seecesp.

A Rede é, hoje, uma das principais exibidoras do País graças a um agressivo plano de expansão iniciado em 2003 que a colocou, ao fechar o ano de 2010, na quinta posição do ranking nacional. Foram 6 milhões de ingressos vendidos em seis estados brasileiros, do Maranhão ao Rio Grande do Sul passando pelo Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina. 


Além disso, a Cinesystem investe pesado em tecnologia, sendo a primeira e única empresa a operar complexos 100% digitais no Brasil, nas cidades do Rio de Janeiro e Paranaguá - PR.



Trailer

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.