quarta-feira, 22 de junho de 2016

.: Revista "Playboy" passa a ser bimestral: Marina Dias é a capa

Quando chegou às passarelas brasileiras na década de 1990, Marina Dias deixou sua marca ao provar que uma top toda tatuada podia, sim, ser bem-sucedida. Agora ela se prepara para fazer história novamente: com 1,75m de altura, olhos castanhos e cabelos escuros, é a garota da capa da edição de junho/julho da revista "Playboy". 

"Faço 40 anos em julho e tenho que comemorar da melhor forma possível. A Playboy é essa forma", diz a modelo. Enteada da fotógrafa Glória Flugel, responsável por diversos ensaios da "Playboy" na década de 1980, Marina conta que na adolescência viu muitas mulheres serem fotografadas. "Eu acompanhei muitos ensaios e poder fazer o meu agora é incrível", comemora. 

Para Marina, a proposta da nova "Playboy", que permite que as mulheres se mostrem ao mundo da maneira como desejam, é primorosa: "A revista está mais chic, sofisticada, linda. Toquei na festa da Luana Piovani e pude ver e sentir essa nova proposta. Sem falar que a edição da Vivi Orth é extremamente elegante". Questionada sobre o que o leitor da "Playboy" pode esperar do ensaio, a modelo responde com uma  palavra: "fetiche!".

Ícone da moda brasileira, Marina nunca deixou a passarela. Criativa por essência, atua  como stylist , além de dar aulas de poses – habilidade marcante em sua trajetória. E vai além: DJ, ilustradora e apresentadora são mais algumas funções que integram seu currículo.

"A Marina vai contar mais um capítulo da história que estamos escrevendo. Com a terceira edição quase chegando às bancas, já deu para a perceber que a nova 'Playboy' caminha olhando para a frente. Nesta nova fase da revista as mulheres que protagonizam nossos ensaios têm, além de um corpo bonito para mostrar, muita coisa a dizer. A Marina Dias, que quebrou barreiras e esteriótipos em sua profissão,  é certamente uma peça importante do novo cenário que estamos construindo", afirma André Sanseverino, publisher da revista.

Natural de São Paulo, Marina Dias não tinha em seus planos a carreira como modelo. Seu primeiro desfile foi para um amigo que concluía a graduação em moda: o então formando Alexandre Herchcovitch – hoje referência no mercado internacional.

Ao longo dos anos estrelou campanhas de peso para algumas das mais respeitadas grifes do cenário mundial, como Fendi e Sonia Rykiel, além de ter pisado na passarela de marcas como Dior, Chanel, Kenzo, Thierry Mugler, Veronique Branquinho e John Richmond.

Sua beleza clássica e ao mesmo tempo transgressora chamou a atenção de ícones da fotografia. Posou para Rankin, Mario Testino e Karl Lagerfeld, além dos brasileiros JR Duran, Bob Wolfenson e Miro.
Para o ensaio na Playboy, foi fotografada por Cássia Tabatini.

Mudanças na "Playboy"
A partir dessa edição a revista "Playboy" passa a ser bimestral. Essa mudança é a segunda parte de um grande processo de reestruturação da marca. Assim, a publicação mantém a qualidade editorial, e entrega aos leitores uma revista premium a cada dois meses. A mudança se deve a uma série de outras frentes em que a editora PBB Entertainment está investindo: "Mudamos a estrutura para ganhar mais vivacidade. A revista continua sendo nossa prioridade, foco de nossas maiores atenções. Ela sempre será a 'menina dos olhos' da editora. Mas nesse segundo semestre teremos novidades em nossa área digital e de eventos. Um novo mundo está chegando para o leitor da Playboy", finaliza Sanseverino.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.