domingo, 17 de julho de 2016

.: Padre excomungado fala sobre pedido de perdão de Papa aos gays


A Igreja pede desculpas? Para o Padre Beto, excomungado pelo Vaticano, pedido de perdão aos gays feito pelo Papa Francisco “são apenas frases de efeito”.

Beto é protagonista de uma das mais recentes perseguições religiosas por homofobia. Depois de se mostrar favorável a questões como bissexualidade, homossexualidade e também divórcio, recebeu um comunicado pela Diocese de Bauru de que seria afastado. 

Foi convidado a entregar uma carta de afastamento em mãos, quando se viu no Tribunal Supremo da Sé Apostólica sentado em cadeiras destinadas a réus, sem saber que seria intimado a um processo e sem o direito de um advogado. "Se eu peço perdão, isso me exige uma transformação. Não basta dizer 'desculpa'. Para demonstrar isso na prática, a Igreja precisa mudar sua moral sexual. A sexualidade por si já é vista como negativa", acredita. 

Entrevista completa no site da revista: http://revistatrip.uol.com.br/trip/padre-beto-excomungado-pelo-vaticano-fala-sobre-pedido-de-perdao-aos-gays-de-papa-francisco.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.