segunda-feira, 26 de setembro de 2016

.: Praia Grande recebe espetáculo EleEla, da Anacã Cia de Dança

Apresentação única em 7 de outubro terá entrada franca


“EleEla”, segundo trabalho da Anacã Cia de Dança, tem alcançado sucesso de público e crítica por onde tem passado. Com direção do coreógrafo Edy Wilson, o espetáculo coloca o jazz no foco e o resultado poderá ser visto mais uma vez na Baixada Santista: desta vez, em Praia Grande, em 7 de outubro, 20h, no Teatro Municipal Serafim Gonzalez (Av. Pres. Costa e Silva, 1600, Boqueirão). A entrada é gratuita e os ingressos poderão ser retirados no próprio local com uma hora de antecedência. 

O espetáculo iniciou sua itinerância estadual em abril, na cidade de Santos, e depois passou por  Jundiaí, Santo André, Jacareí, Americana, Bauru, São José do Rio Preto e Araraquara.

EleEla
Para falar de amor, Edy inicia o espetáculo subvertendo a ciência: é a mulher que nasce do homem, e não o contrário. Surgem as cenas que permeiam a obra sobre o amor ideal e da (falsa) ideia do príncipe/princesa encantado (a) que bate à porta. A partir de um conto de Moisés Vasconcelos, Wilson criou 12 cenas acerca da diversidade de elos estabelecidos entre os gêneros masculino e feminino, em como cada um conceitua o amor. Para concretizar a ideia no palco, Edy convidou Úrsula Félix para criar o figurino, Raquel Balekian para a luz, Divanir Gattamorta na música e Lucas Simões na cenografia.

Logo de início, o coreógrafo apresenta sete casais para representar um nascimento às avessas: em vez de ser da mulher que nasce o homem, é do homem que nasce a mulher – uma alusão ao mito de Adão e Eva, que inaugura as possibilidades de relação entre homens e mulheres. Na visão de Edy Wilson, a atração é o que norteia desde o princípio esses dois indivíduos.

O figurino desenvolvido por Úrsula Félix se alinha com essa concepção. Por mais de dez anos ela atuou como diretora criativa do ateliê de Tânia Agra sua mãe. Para “EleEla”, Úrsula desenvolve um design que migra gradualmente, a cada cena, de tons terrosos para tons quentes, com destaque para os sapatos de salto que as bailarinas ostentam nos pés – um ícone jazzístico por excelência.

Conhecido por seu trabalho na criação de músicas voltadas para dança contemporânea, o músico Divanir Gattamorta, do Departamento de Artes Corporais da Unicamp, se arrisca pela primeira vez na composição para uma obra de dança jazz. Ao misturar influências, ele trilha um caminho nada óbvio para o gênero, desafiando o ouvido dos bailarinos, convocados por Edy Wilson a imprimirem suas individualidades em cada movimento.

Anacã Cia de Dança
Em 2012, Helô Gouvêa e o coreógrafo Edy Wilson se encontraram durante o Passo de Arte e o Festival de Dança de Joinville, no qual atuaram como júri e professores. Edy havia acabado de se desligar da Raça Cia de Dança, onde atuava como diretor. Conversa vai, conversa vem, Helô fez o convite para que juntos fundassem a companhia no Estúdio Anacã, inaugurado por ela dois anos antes em sociedade com Ana Maria Diniz. Surgia assim a pedra fundamental da Anacã Cia. de Dança.

Logo veio a ideia de montar um espetáculo, Principiar, que estreou em junho de 2013 fazendo uma reflexão justamente sobre o início desse novo rumo nas carreiras de Edy, Helô e dos bailarinos. A assinatura coreográfica que seria buscada já se anunciava nesse momento. Recentemente, a convite da Secretaria de Cultura do Estado, realizou uma circulação pelo interior de São Paulo, nas cidades de Regente Feijó, Paraguaçu Paulista, Pedrinhas Paulistas, Ibitinga, Jaú e Agudos, dentro do Circuito Cultural Paulista 2015.

Os apoios conquistados nesses primeiros passos são frutos de uma dinâmica singular que a companhia construiu para si ao se instalar em uma escola de dança frequentada por mais de mil alunos divididos em duas unidades, o que tem se revelado positivo tanto para o grupo quanto para o próprio estúdio. Há ainda outro braço da Anacã dedicado à formação técnica. Além de seus 12 bailarinos e 2 estagiários, a companhia oferece aulas gratuitas a 30 talentos escolhidos via audição que podem assim vivenciar um pouco da rotina de trabalho de um profissional de dança e se especializar para o mercado de trabalho.

O espetáculo tem incentivo do MINC através da  Lei Rouanet e patrocínio do Itaú. 

Teaser

Serviço:
EleEla
Data: 7 de outubro
Horário: 20h
Local:Teatro Municipal Serafim Gonzalez, que fica na Av. Pres. Costa e Silva, 1600, Boqueirão, Praia Grande

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.