sábado, 3 de setembro de 2016

.: “Hell’s Kitchen” estreia com eliminação tripla neste sábado

Participantes da segunda temporada do “Bake Off Brasil – Mão Na Massa” são os convidados especiais do primeiro jantar do restaurante da cozinha comandada pela Chef Danielle Dahoui. Fotos: Gabriel Gabe

“Lugar de mulher é onde ela quiser”, avisa a chef Danielle Dahoui assim que se apresenta aos 20 novos participantes da quarta temporada do “Hell’s Kitchen - Cozinha Sob Pressão”, que estreia no SBT na noite deste sábado, 3 de setembro, às 21h30. Logo na primeira prova, todos os competidores, divididos em duas equipes, vermelha (mulheres) e azul (homens), precisam fazer um prato que os represente e que sirva de cartão de visita para que a Chef Dahoui possa conhecê-los melhor. A disputa é literalmente apimentada e depois de alguns dedos cortados - tanto na equipe vermelha, quanto azul – a chef experimenta os pratos e, para surpresa geral, elimina dois candidatos.


O ambiente fica ainda mais tenso com a decisão inesperada da Chef. Na sequência, os 18 cozinheiros que permanecem na competição descobrem que os participantes da segunda temporada do reality show “Bake Off Brasil - Mão Na Massa” (vencida por Camila Poli no último sábado, dia 27 de agosto), são os convidados especiais da primeira noite de funcionamento do restaurante da atração. Eles estão ansiosos para saborear os pratos que devem ser preparados pelos competidores.

A tensão toma conta das cozinhas e, por consequência, muitos problemas com o prato de entrada. E a consequência foi desastrosa: pela primeira vez na vida, a chef Dahoui teve que fechar seu restaurante antes de completar o serviço. “É uma sensação de derrota, frustração máxima”, disse.


Dinâmica do “Hell’s Kitchen – Cozinha Sob Pressão”:
 cada episódio, cozinheiros profissionais precisam enfrentar um desafio e executar receitas propostas pela experiente chef Danielle Dahoui. Eles têm de convencer a chef de que não são nada menos do que excelentes.

Os cozinheiros também servem jantares para 50 pessoas em um restaurante profissional. E é nesse momento em que qualquer erro pode ser fatal: ao final de cada noite, a Chef Danielle Dahoui elimina ao menos um dos candidatos.

Na primeira fase da atração, as equipes azul e vermelha disputam entre si os desafios. A partir da metade da temporada, a competição passa a ser individual. O grande vencedor de “Hell’s Kitchen - Cozinha Sob Pressão” leva para casa o valor de R$ 100 mil em barras de ouro. O programa estreia neste sábado, dia 3 de setembro, a partir das 21h30, no SBT. 


Sobre os chefs
Chef Danielle Dahoui
Pernambucana de origem franco-italiana, viveu em vários lugares do Brasil. Cresceu no Nordeste até os 11 anos, quando se mudou com a mãe e o padrasto para Petrópolis. Foi criada entre costuras e a cozinha das amadas avó e mãe, filhas de italianos que sempre adoraram ter a mesa farta e repleta de família e amigos. Aos 18 anos começou a trabalhar com costura e a fazer festas temáticas em Petrópolis, quando descobriu seu dom de cozinhar, servir e decorar. Conheceu o pai francês aos 19 anos e o viu poucas vezes antes de falecer, em 2009. 

Aos 23 anos foi para a França estudar fotografia e aprender tudo sobre gastronomia, mesmo sem falar francês, sem dinheiro, sem conhecer ninguém. Começou lavando louça e foi crescendo rapidamente. Na época, aprendeu na prática pelos bistrôs que trabalhou, passando por todos os setores: cozinha, bar e salão. “Uma super aventura com muitas histórias legais!”, diz ela. Há 20 anos é proprietária do Bistrô Ruella, com três unidades nas zonas Sul e Oeste de São Paulo. Em 2016, Danielle Dahoui foi contratada pelo SBT para ser a primeira mulher no mundo a apresentar uma edição do “Hell’s Kitchen”.

Subchef Gilda Maria Bley
Gilda é natural de Curitiba, possui 29 anos, formou-se em Direito e fez pós-graduação em Administração de Empresas. Em 2011, ao participar de um curso de "Chef de Cuisine" descobriu-se em uma nova profissão: a gastronomia. A partir daí, estagiou em alguns dos mais renomados restaurantes de Curitiba e estudou pâtisserie em São Paulo. O interesse e aptidão pelo universo acadêmico levaram Gilda a atuar como Diretora Acadêmica da escola onde se formou e de onde, mais tarde, tornou-se sócia. Com passagem pelo The Culinary Institute of America, Gilda dedica-se à difusão da gastronomia e está em constante busca por novos desafios.

Subchef Zi Saldanha
O chef Zi Saldanha é natural de Porto Alegre, possui 30 anos e é formado em Turismo com ênfase em Hotelaria. Apaixonado por gastronomia, começou desde cedo, trabalhando em um renomado restaurante em Porto Alegre. Em 2007, foi para Espanha para assumir a cozinha do "Hotel Rural Villa Matilde", em Malpartida de Cáceres. De volta ao Brasil, ministra diversos cursos de gastronomia pelo Rio Grande do Sul, presta consultoria para novos restaurantes e atua em eventos sociais e corporativos. Atualmente, possui um food truck, é chef executivo, sócio e responsável pela elaboração da carta do primeiro bar temático de erotismo do Brasil, além de ser proprietário de uma empresa produtora de grandes eventos gastronômicos.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.