segunda-feira, 21 de novembro de 2016

.: Como terminar 2016 e começar 2017 com as finanças em ordem?

Muitas pessoas terminam o ano levando muitas dívidas para o próximo. Parece que se esquecem de que os primeiros meses também são carregados de despesas, como IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, dentre tantas outras. Somando isso às parcelas remanescentes, o estrago no orçamento financeiro pode ser grande, se não houver planejamento.

Já estamos na segunda quinzena de novembro e o sinal de alerta está ligado. Como estão suas finanças? Muitos não fazem ideia de para onde está indo seu dinheiro, e isso é sinal de falta de educação financeira, que pode levar ao endividamento e até à inadimplência, o que tem consequências muito sérias na vida de quem se “aventura” nesse cenário.

O educador financeiro e diretor da Unidade DSOP ABC, Edward Claudio Júnior, dá orientações sobre o assunto para que se tenha controle da situação atual e possa iniciar um marco de mudança da vida financeira em 2017. “O primeiro passo é reunir a família e expor a atual situação financeira, no intuito de que todos possam colaborar para que 2017 ganhe novas cores na vida financeira. Proponham-se a realizar um diagnóstico financeiro, no qual todas as despesas e gastos serão anotados por 30 dias, a fim de analisar um a um e verificar o que pode ser reduzido ou até mesmo eliminado, nem que seja por um tempo. Desta forma, o equilíbrio financeiro será alcançado e a qualidade de vida da família será melhor”.

Edward explica ainda que os objetivos traçados devem ser encarados como um combustível para se manter focado na nova fase, pois só com muita disciplina e força de vontade será possível encontrar o equilíbrio e viver uma vida saudável, sustentável e, principalmente, de mais realizações.

Agora, para quem tem tudo sob controle, o educador financeiro também tem algumas orientações para comprar bem nesse final de ano e iniciar 2016 com o pé direito:

1) Por maiores que sejam as facilidades de compra nesse momento, o consumidor deve observar a sua real situação financeira e projetá-la pelos próximos 12 meses, no mínimo, para ter certeza de que o que foi gasto não fará falta;

2) É importante fazer uma lista detalhada de quem quer presentear, o que gostaria de comprar, quais os preços praticados no mercado e fazer uma simulação de quanto pretende gastar nesse momento;

3) Ter ciência dos gastos de início do ano que vem (IPVA, IPTU, matrícula, material escolar, fatura de cartão, etc.) é essencial para poder se planejar para o fim deste ano;

4) Antes de sair às compras, vale a pena listar tudo o que já pensou e pesquisou para compar. Assim, se tem uma base e evita-se o descontrole, especialmente diante de promoções, gastando mais do que poderia – e deveria;

5) Se for possível, uma ótima saída é antecipar ou postergar as compras de Natal. Se fizer com antecedência, é possível guardar dinheiro, pagar tudo à vista, com desconto e ainda, de quebra, evita as grandes aglomerações e estresse. Caso decida postergar, há diversas promoções no período pós Natal, pois é uma época em que o comércio está bastante frio e busca tentar acabar com o estoque;

6) É recomendado que se faça, pelo menos, três cotações dos produtos/serviços que se deseja consumir. A internet facilita muito esse trabalho, mas nem sempre é garantia de menor preço. Além disso, é preciso ficar atento a fraudes, buscando sempre avaliar a reputação da loja/marca em questão, por meio de sites que fazem essa avaliação com a ajuda dos consumidores internautas;

7) O maior conselho nesse momento é evitar parcelamentos, principalmente os longos. Em caso de impossibilidade de pagamento à vista, faça parcelas curtas e negocie os juros. Não se esqueça de que essas parcelas serão somadas com outras já existentes em seu orçamento;

8) Lembre-se! As festas de fim de ano são momentos para estar próximo à família e aos amigos. A troca de presentes é divertida, porém o mais importante é o espírito festivo dessa época e manter a nossa saúde física, mental, espiritual e, claro, financeira!

Edward Claudio Júnior é educador e coach financeiro e diretor financeiro da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin).
DSOP Educação Financeira
Avenida Paulista, 726, conjunto 1205 - 12º andar, Bela Vista/SP. Telefone: 11 3177-7800

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.