segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

.: Quer se aborrecer? Preencha somente um cadastro

Por: Mary Ellen Farias dos Santos*
Em dezembro de 2016


Preenchi um cadastro no site da Jequiti, para receber uma explicação mínima sobre o funcionamento e, talvez, ser uma revendedora. Já no dia 08 de dezembro a senhora Aniete, entrou em contato via WhatsApp com um código de consultora. Na sequência, telefonou no celular, estava no ônibus a caminho de casa e ela me informava que para eu ver a listagem dos itens do kit início, eu deveria acessar o e-mail. Ok! 

Vi e enquanto debatia com meu marido se era bom revender Jequiti, o meu cadastro foi feito sem qualquer autorização e não sendo o suficiente, no dia 10, sábado, uma caixa com um boleto de R$137,76, tendo o vencimento para 30/12/2016 foi entregue no salão ao lado da minha loja. Em tempo, no cadastro destaquei para que as entregas fossem apenas feitas somente no número informado. 

Até o presente momento, a caixa está na minha loja com a desculpa de que os Correios estão tumultuados. Hã? Como se a entrega do que não pedi foi feita a jato e por uma transportadora?! A novela ganhou proporções e está sendo esticada, pois o boleto vai vencer e a caixa permanece aqui. Qual foi o posicionamento? Nesta segunda-feira, enviar um código para que eu fosse aos Correios postar o retorno da caixa. Brincadeira absurda, não é?! 

Ainda agora, fiz novo contato com quem me meteu nessa confusão e permaneço no aguardo da retirada. Quanto aborrecimento! Não tenho mais qualquer pretensão de um dia revender Jequiti. Se num simples cadastro em busca de informações, já ganhei essa dor de cabeça que parece estar longe do fim. Imagine revender os produtos? Sem condições.


* Mary Ellen é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista. Twitter: @maryellenfsm 

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.