terça-feira, 31 de janeiro de 2017

.: Lenda da música instrumental, Raul de Souza se apresenta em SP

Aos 82 anos, o trombonista Raul de Souza revela seu virtuosismo em único show no Itaú Cultural antes de seguir em turnê internacional. Uma das lendas mundiais da música instrumental, o brasileiro que tocou com nomes que vão de Pixinguinha, Ary Barroso, Baden Powell, Sérgio Mendes e João Donato a Ron Carter  e Richard Bonna, apresenta repertório que abrange samba e jazz.

O Itaú Cultural abre a programação de shows de 2017 na quinta-feira, dia 2 de fevereiro, às 20h, recebendo o trombonista Raul de Souza, uma das lendas da música instrumental brasileira e internacional. Com mais de seis décadas de carreira, Raul é conhecido internacionalmente pela ginga e o fraseado brasileiro em sua forma de tocar, transitando entre o samba e o jazz, estilos que compõem o repertório que apresenta neste show. Em março, o músico toca na Holanda, Suíça, França e Áustria.

O samba e o jazz fazem parte dessa longa trajetória de Raul de Souza. Tanto que no ano passado o músico lançou o disco Brazilian Samba Jazz. O trabalho chegou ao mercado e à carreira de Raul de Souza exatamente 51 anos após À Vontade Mesmo, seu primeiro trabalho solo. Além de integralmente autoral, o disco contou com parte do repertório composto por músicas inéditas.

A ousadia é uma marca da carreira de Raul de Souza. Nomeado diversas vezes como um dos maiores trombonistas do mundo por revistas especializadas como a DownBeat, Billboard, Rolling Stones, hoje é considerado como referência mundial no virtuosismo de seu instrumento e pela ginga e fraseado brasileiro, adquirido nas gafieiras cariocas. Criou um modelo próprio de trombone, o Souzabone. Lançou 18 discos até hoje, dos quais Colors (Milestone), de 1974, foi incorporado como material didático na famosa faculdade americana de música Berklee College.

No show que apresenta no Itaú Cultural, Raul faz um passeio pelo repertório e trajetória desses mais de 60 anos de música, acompanhado pelo pianista Fabio Torres, e integrantes do Trio corrente. Do novo disco, Brazilian Samba Jazz, o trombonista apresenta Rio Loco, de sua autoria assim como Bossa Eterna e Bom Momento, de álbuns anteriores. Dos parceiros de estrada, toca Ilusão à Toa, de Johnny Alf, Deixa, de Baden Powell, e Ligia, de Tom Jobim, e interpreta também My One Only Love, de R. Mellin e G. Wood, e Lament, de J.J. Johnson.

Mestre
Carioca nascido em 23 de agosto de 1934, João José Pereira de Souza virou Raul de Souza quando seu padrinho musical, Ary Barroso, o batizou como Raulzinho, na Rádio Tupi, no Rio de Janeiro. Sua trajetória de sucesso, no entanto, começou anos antes, entre 1951 e 1952, quando tocou com Pixinguinha e Agostinho dos Santos.

Em 1955, gravou o primeiro álbum brasileiro de música instrumental, ao lado de Sivuca, Altamiro Carrilho e Baden Powell. E seu primeiro disco solo, "À Vontade Mesmo" (RCA Brazil), foi lançado em 1965, seguido de "International Hot" (Equipe, 1968). O seu ápice, no entanto, aconteceu na década seguinte, quando consolidou sua carreira internacional após gravar álbuns nos Estados Unidos – lançados mundialmente, entre eles "Colors" –, tocando com artistas como Sergio Mendes, Airto Moreira, Sonny Rollins, George Duke, Freddie Hubbard e Cannonball Adderley. 

Com um ecletismo musical que não se encaixava nas grandes gravadoras americanas, decidiu voltar ao Brasil, onde gravou com nomes como Tom Jobim, Zimbo Trio, Paulo Moura, Milton Nascimento, Djavan, Maria Bethânia, Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, entre outros. Atualmente, divide-se entre o Brasil e a França.

Serviço
Show Raul de Souza
Dia 2 de fevereiro 2017 (quinta-feira), às 20h
Duração: 80 minutos
Entrada gratuita
Classificação Indicativa: livre

Sala Itaú Cultural (254 lugares) 
Entrada gratuita
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: 2 horas antes do espetáculo
Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo
Estacionamento: entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108
Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:
3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.
Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.
Acesso para deficientes físicos
Ar condicionado

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1776/1777
Acesso para pessoas com deficiência física
Ar-condicionado
Estacionamento: entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108
Se o visitante carimbar o ticket na recepção do Itaú Cultural:
3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.
Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.