terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

.: PLAYBOY Brasil comenta volta da nudez na edição americana

Depois de um período de edições menos ousadas, a PLAYBOY americana anunciou a volta das fotos com nudez. De acordo com o diretor criativo da revista, Cooper Hefner, a decisão é baseada no entendimento de que a nudez é uma expressão artística normal e faz parte da essência e do estilo único da PLAYBOY.

Para Marcos Abreu, presidente da PLAYBOY Brasil, a notícia é para ser comemorada: a PLAYBOY está de volta. “Estive recentemente nos Estados Unidos e apoio essa decisão, que para mim é mais do que acertada. Isso porque, enquanto a nudez ainda é tratada como tabu por algumas pessoas, a sociedade começa a perceber o quão natural é essa expressão artística. Acredito que, ao acabar com a nudez no impresso, a PLAYBOY americana passou por um momento de repaginação de sua identidade. Mas a verdade é que essa é uma essência intrínseca e única da grande marca que é a PLAYBOY", diz Abreu.

Para comprovar o quanto a revista está engajada em ressaltar a normalidade e naturalidade da nudez, o CCO americano, Cooper Hefner, voltou a escrever a coluna “The Playboy Philosophy”, que o próprio Hugh Hefner publicou ao longo dos anos 60 para defender e expor a real identidade da PLAYBOY. Em seu primeiro texto, Cooper destaca que o mundo passa por grandes mudanças de pensamento e necessita, cada vez mais, de ideais que prezem pela igualdade, em uma sociedade que enxerga na nudez algo mais profundo do que apenas um resultado da cultura pop. Seja como movimento artístico, seja como posicionamento social, a PLAYBOY dá novamente um enorme passo em direção ao exclusivo e inovador.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.