quinta-feira, 22 de junho de 2017

.: Exposição retrata a vulnerabilidade das tradições gaúchas

O Sesc Interlagos exibe de 8 de julho a 10 de setembro 2017, a exposição Gaúchos e Gauchos – Brasil, Argentina e Uruguai, que retrata a vida, tradição e cultura gaúcha e traz contribuições para fortalecer sua identidade


"Gaúchos e Gauchos" é fruto de um estudo e coleta de dados em campo, realizados ao longo de dois anos, pelo curador argentino Guillermo David e equipe do Sesc São Paulo sob coordenação de Marina Herrero. As fotografias são do argentino Christian Delgado, produção de Ulysses Fernandes. A exposição conta com as colaborações da Biblioteca Nacional e Museo de Bellas Artes, da Argentina; Consulado de Argentina en Rocha, Sociedad Criolla “Batovi e Bonura”, o folclorista uruguaio Boby Aliano e do Sesc Rio Grande do Sul.

A cultura do gaúcho (gauchesca) é composta e compartilhada por vários grupos sociais, abrangendo, pelo menos, três países: Brasil, Uruguai e Argentina. Sua vida se articula em torno dos negócios rurais do ciclo do gado, constituindo o que os antropólogos chamam de "complexo equestre”. Esses modelos de vida estão ameaçados de extinção pelos avanços civilizacionais e tecnológicos que interferem em seus costumes tradicionais. De acordo com o curador Guillermo David, a cultura gauchesca está em perigo e resiste aos embates da modernização, a exposição aborda as vulnerabilidades e o desaparecimento da figura social e possíveis causas. A base material da cultura gauchesca manteve-se relativamente estável ao longo dos dois últimos séculos, e se reflete na cultura “popular” e “culta”, dando forma a hábitos e moldes de civilidades próprias de regiões específicas que transcendem as fronteiras dos estados.

Norteado pela premissa de valorizar e revitalizar as culturas regionais, o Sesc São Paulo traz à zona sul da cidade, a exposição Gaúchos e Gauchos – Brasil, Argentina e Uruguai, com uma série de imagens de rostos, paisagens e cenas de trabalho, em diversas dimensões registradas no Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina. Há também estatuetas da cultura popular e elementos do trabalho rural.  Com o intuito de se aproximar e refletir sobre o mundo vital do gaúcho, nos dias 28, 29 e 30 de julho, o Sesc realiza na Unidade Interlagos um encontro dos três países, com a presença do quarteto musical La Sinfonica de Tambores Patria Gaucha (Uruguai), os gaiteiros João Mendes (Porto Alegre - RS) e Waldomiro Azevedo (São Lourenço do Sul – RS), a dupla de músicos Gracio e índio Pessoa (Erechim – RS), o trio feminino Flor de Irupé (Argentina), o grupo de músicos e bailarinos do CTG - Centro de Tradições Gaúchas Porteira do Rio Grande (Rio Grande do Sul), os cavaleiros do Piquete 35 e seus animais trazidos de Lagoa Vermelha, com demonstrações de montaria, doma, tiro de laço, e palestras sobre o universo gauchesco.

A abertura acontece no dia 8 de julho, com visitas gratuitas de quarta a domingo e feriados, das 9h às 17h, até 10 de setembro 2017. Aos finais de semana, complementando a temática da exposição, serão realizadas diversas atividades em diferentes linguagens artísticas, como, música, teatro, literatura e culinária entre outros.  
  

Programação 
Música
Dias 8, 9, 15 e 22 | CTG Rio Grande Sem Fronteiras
Trio musical acompanhado de intérprete vocal, declamações e apresentação da chula e outras danças típicas gaúchas.
Sábados e domingo, às 10h e às 15h. Praça Pau-Brasil.

Dia 9 | Renato Borghetti Quarteto
Um dos instrumentistas mais conceituados e respeitados do Brasil. Detentor do Primeiro Disco de Ouro da Música Instrumental Brasileira.
Domingo, às 16h. Praça Pau-Brasil.

Dia 16 | Yangos
Banda instrumental com forte influência na música de raiz sul-american.  
Domingo, às 16h. Praça Pau-Brasil.

Dia 23 | Kleiton & Kledir
Música popular gaúcha. Conhecidos como símbolos do gaúcho contemporâneo, do homem moderno do sul do Brasil, possuem o título de "Embaixadores Culturais do RS".
Domingo, às 16h. Praça Pau-Brasil.

Dias 28, 29 e 30 | João Freitas e Waldomiro Azevedo 
Os cantores, gaiteiros, repentistas, relembram clássicos da música tradicional gaúcha e composições próprias e muito humor.
Sexta, das 14h às 17h. Sábado, das 13h às 14h e das 15h às 16h. Domingo, das 10h às 11h e das 15h às 16h. Itinerante

Dias 28, 29 e 30 | Grácio e Índio
A dupla de músicos (acordeon e violão), cantores e compositores são acompanhadas por um baixista nas apresentações de música tradicional gaúcha.
Sexta, das 16h às 17h. Sábado e domingo, das 12h às 14h. Praça Pau-Brasil.

Dias 29 e 30 | La Sinfonica de Tambores Patria Gaucha (Uruguai)
Quarteto de música tradicional Criolla oriundos da cidade de Tambores (Tacuarembó, Uruguai). Dois acordeons e dois violões trazem Milongas, Chamamés, baião e outros ritmos do norte do Uruguai.
Sábado, das 11 às 12h. Domingo, das 16h às 17h. Praça Pau-Brasil.

Dias 29 e 30 | Flor de Irupé (Argentina)
Trio de música do litoral argentino, formado por Milagros Cativa (bandoneon), Flor Giammarche (voz e violão) e Flor Bobadilla Oliva (voz).
Sábado, das 16h às 17h. Domingo, das 11h às 12h. Praça Pau-Brasil.

Dias 29 e 30 | João Freitas
O cantor, gaiteiro, humorista, repentista e compositor, relembra clássicos da música tradicional gaúcha.
Sábado, das 10h às 11h. Domingo, das 13h às 14h. Praça Pau-Brasil.

Cinema e vídeo
exibição
Dia 9 | Fábrica de Gaiteiros - Exibição de Vídeo e Bate Papo com Renato Borghetti
Renato Borghetti apresenta e comenta o vídeo sobre seu projeto social "Fábrica de Gaiteiros". Uma ação educativa para crianças e jovens que objetiva a revitalização das músicas e a construção desse instrumento tradicional. Duração do vídeo: 10 min.
Domingo, das 14h às 15h. Café Campestre.

Alimentação
bate-papo
Dia 8 | Roda de Chimarrão
A bebida tem raízes dos indígenas que habitavam a região do Paraguai, Uruguai e sul do país. É um dos símbolos dos gaúchos, consumido diariamente em diversos lugares, é muito consumido em encontro entre amigos e familiares.
Sábado, das 12h às 15h. Recanto do Lago.

oficina
Dia 15 | Churrasco para Mulheres - Chef Clarice Chwartzmann
Importante item da culinária gaúcha. Atividade voltado para  mulheres que queiram desconstruir este domínio culturalmente masculino e ter um churrasco preparado por elas. Com a Chef Clarice Chwartzmann.
Sábado, das 13h às 16h. Recanto do Lago.

Dia 22 | Oficina Culinária sobre "Cuca"
Cuca é um pão doce típico da culinária alemã, muito popular na região sul do país.  Com a forte colonização deste povo europeu, o prato acabou se popularizando e hoje é muito comum tomar um café acompanhado de uma boa cuca.  Com a Chef Graciela Martins.
Sábado, das 13h30 às 15h. Recanto do Lago.

Dia 29 | Oficina Culinária sobre Doces Caseiros
A culinária gaucha é saborosa e rica em variedade. Esta A gastronomia gaúcha é saborosa e rica em variedades e teve uma forte influência do povo europeu e alguns doces se tornaram tradicionais na região do Sul como: sagu de vinho, arroz doce e a ambrosia. Com a Chef Graciela Martins.
Sábado, das 13h30 às 15h. Recanto do Lago.

Intervenção
Dias 28, 29 e 30 | Piquete 35
A relação do gaúcho com o cavalo é demonstrada pelos cavaleiros do Piquete 35 e seus animais vindos de Lagoa Vermelha/RS.
Apresentações de montaria, doma, tiro de laço e conversas com os seguintes temas:
Origem dos cavalos que povoaram o Rio Grande do Sul; Raças mais comuns utilizadas nos dias atuais; Primeiros povos a domar e utilizar cavalos em seus costumes; Métodos de doma; Tipos de encilha utilizadas nas regiões fronteiriças e serrana; Influência Castelhana nos costumes e lidas com o cavalo; A importância da Raça Crioula no RS nos dias atuais.
Sexta a domingo, das 14h às 17h. Sábado e domingo, das 10h às 12h. Mirante da Billings.

bate-papo
Dias 29 e 30 | Roda de Demonstração: Cutelaria com Waldomiro Azevedo
Conhecido como "Homem das facas" faz demonstrações do seu trabalho de cutelaria (feitio artesanal de facas). Sábado, das 10h às 11h | Domingo, das 13h às 14h. Praça Pau-Brasil.

Dia 29 | Roda de Convivência - Argentina e Uruguai
Conversa e trocas entre as culturas gauchesca e criolla da Argentina e Uruguai, abordando costumes, cura, lida com o gado entre outros temas. Com Kandy Olivera (Uruguai), Bobby Aliano (Uruguai), Carlos Arezo (Uruguai), Beto Segovia (Argentina) e Sara Beatriz Medina (Argentina).
Sábado, das 15h às 16h. Praça Pau-Brasil.

Dia 30 | Gaúchos e Gauchos: Roda de Convivência - Brasil, Argentina e Uruguai
Momento de troca cultural entre representantes da cultura gauchesca do Brasil, Argentina e Uruguai: pontes e diferenças. Com João Índio, Waldomiro Azevedo (Homem das facas), Josemar Dutra, João Cunha, Luiz Carlos Bossle da Costa, Kandy Olivera, Bobby Aliano, Carlos Arezo, Beto Segovia e Sara Beatriz Medina. Domingo, das 15h às 16h. Praça Pau-Brasil.

palestra
Dias 29 e 30 | Roda de Demonstração Guasqueria (Uruguai)
"Guasquero" tradicional uruguaio, Kandy Olivera demonstra refinada técnica de trabalho manual em couro.  Sábado, das 13h às 14h. Domingo, das 10h às 11h. Praça Pau-Brasil.

espetáculo
Dias 28, 29 e 30 | Invernada Porteira do Rio Grande
Representada por quatorze bailarinos e três músicos, apresenta danças tradicionais gaúchas recolhidas da cultura e do cotidiano das pessoas do campo e dos tropeiros, com mulheres e homens vestidos com indumentárias tipicamente regionais representando os usos e costumes de outrora.
Sexta a Domingo, das 14h às 15h. Praça Pau-Brasil.


Serviço:
Exposição: Gaúchos e Gauchos – Brasil, Argentina e Uruguai
Data: 08 de julho a 10 de setembro 2017
Horário: das 9h às 17h
Dias: quarta a domingo e feriados
Faixa etária: Livre
Grátis

Sesc Interlagos
Av. Manoel Alves Soares, 1100 – Cep. 04821-270
Quarta a domingo e feriados, das 9h às 17h.
Entrada: Gratuita
Estacionamento: R$ 12,00 Credenciados | R$ 24,00 visitantes
Facebook @SescInterlagos
Twitter @SescInterlagos

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.