segunda-feira, 19 de junho de 2017

.: Vestibular: Editora Moderna lança sermões de Padre Antônio

Importantes sermões de Padre Antônio Vieira têm edição comentada pela Editora Moderna.Leituras obrigatórias nos vestibulares, textos apresentam diferentes enfoques sobre a questão da morte


As leituras obrigatórias têm uma grande importância pedagógica por possibilitarem ao aluno a chance de conhecer ilustres nomes da literatura. Geralmente os livros sugeridos possuem enorme valor histórico e despertam o interesse dos candidatos aos vestibulares. No entanto, as expressões e referências de outras épocas, por muitas vezes, dificultam a compreensão e envolvimento do estudante com a leitura. Por isso, a Editora Moderna acaba de lançar mais uma obra da Coleção Travessias, comentada pelo professor Douglas Tufano aos vestibulandos.

Em Sermão da Sexagésima e Sermões de quarta-feira de cinza, Padre Antônio Vieira apresenta diferentes enfoques sobre a questão da morte, eternidade e as misérias da vida. No primeiro texto, dividido em 10 partes, o eclesiástico examina criticamente o modo como geralmente se prega e explica o que seria, para ele, o sermão verdadeiramente eficaz para fazer frutificar a Palavra de Deus. Para isso, usa o jogo das ideias, as figuras de linguagem, e faz predominar na obra, o estilo barroco em prosa sacra.

Os outros três sermões, elaborados para o período da Quaresma são voltados para a meditação e podem ser vistos como exemplos dos princípios da arte de pregar que Vieira expôs no primeiro sermão. Nesses textos, o jesuíta português trata da morte como a essência da consciência cristã e como instrumento de temor que orienta as práticas da existência humana.

O conjunto dessas obras traz muitas citações em latim das passagens bíblicas que são divididas em capítulos e em versículos. Geralmente, Vieira menciona um texto em latim acompanhado de sua tradução ou explicação, porém a Editora Moderna traz a versão integral da obra comentada, com diversas notas e explicações à margem do texto que visam a compreensão plena do enredo e também das características vigentes da época. Para complementar, detalhes da vida e da obra do escritor português ganham espaço logo nas primeiras páginas, assim como a importância do estilo barroco, predominante no século XVII.

Sobre os autores: Padre Antônio Vieira nasceu em Lisboa, em 6 de fevereiro de 1608, mas passou boa parte da sua vida no Brasil, principalmente em Salvador, na Bahia, onde faleceu em 18 de julho de 1697. Chegou ao Brasil aos sete anos, junto com sua família, e foi estudar no Colégio dos Jesuítas, em Salvador, em cuja ordem professou. Alternando períodos no Brasil e em Portugal, Vieira exerceu várias funções religiosas e diplomáticas, além de viajar em missões de evangelização em comunidades indígenas de lugares distantes e isolados do território brasileiro.

Douglas Tufano nasceu em São Paulo. É formado em Letras e Pedagogia pela USP. Foi professor efetivo da rede oficial de ensino de São Paulo e trabalhou também em escolas particulares, tendo lecionado Português, Literatura Brasileira e História da Arte. Atualmente, ministra cursos de capacitação para professores de todo o Brasil a convite de Secretarias de Educação e instituições particulares de ensino. É autor de vários livros didáticos e paradidáticos publicados pela Editora Moderna.

Sobre a Moderna: A Moderna na área de Literatura desenvolve projetos para que o aluno-leitor – desde a Educação Infantil até o Ensino Médio – ative sua capacidade de compreender, analisar e refletir sobre os conteúdos estudados. Com obras de ficção, não ficção e arte, o selo disponibiliza recursos para que o professor tenha a sua disposição todas as oportunidades de ensino, tais como: um plano leitor, apresentando os níveis de dificuldade de cada livro; um projeto de leitura, sugerindo atividades criadas por especialistas; e uma assessoria pedagógica específica para a necessidade da escola. Sempre em busca de novos caminhos para a excelência de suas publicações, a Moderna Literatura, numa iniciativa inédita no mercado editorial brasileiro, trouxe, com exclusividade para seu catálogo, todas as obras do renomado autor Pedro Bandeira, criando assim um momento importante para a literatura brasileira infantil e juvenil. O sucesso desta ação foi repetido com a escritora e ilustradora Eva Furnari e com o autor Walcyr Carrasco, cronista, dramaturgo, roteirista, tradutor e adaptador de clássicos da literatura.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.