terça-feira, 12 de setembro de 2017

.: Mitos e verdades sobre os ovos na dieta alimentar

Completando 10 anos de existência em 2017, o Instituto Ovos Brasil celebra o Dia Mundial do Ovo confirmando benefícios e desfazendo mitos sobre o alimento


Nos últimos anos, a imagem dos ovos tem passado por uma grande "repaginada". Antes um alimento visto como perigoso para a saúde, hoje o alimento é enaltecido como um dos mais completos e nutritivos disponíveis para receitas e dietas. Para esclarecer as dúvidas de muitas pessoas do que é mito e o que é verdade, e celebrar o Dia Mundial do Ovo, que em 2017 é celebrado no dia 13 de outubro, o Instituto Ovos Brasil traz muitas respostas das perguntas mais comuns recebidas pela entidade.

A qualidade da proteína do ovo é alta?
Verdade! A proteína do ovo é considerada de alto valor biológico, o que significa que ela é muito bem absorvida pelo organismo. Exemplo disso é a albumina, presente na clara, que reduz a perda muscular. Por isso, muitos multivitamínicos e suplementos fazem uso da proteína dos ovos para garantir a melhor forma de suprir esta demanda em atletas e idosos. Ainda assim, especialistas apontam que comer os ovos é ainda mais eficaz!

Ovo aumenta o índice de colesterol?
Mito! A quantidade de colesterol de qualquer alimento, incluindo o ovo, não tem impacto direto sobre o colesterol do sangue. Isso significa que o consumo de ovos, ao contrário do que muitos ainda acreditam, não aumenta estas taxas. Vários estudos científicos têm sido realizados nas últimas décadas provando que o consumo de ovos não faz mal à saúde.

Ovos fazem bem no café da manhã?
Verdade! Uma das características do ovo é que este alimento promove como poucos a saciedade, ou seja, a sensação de estar satisfeito depois de uma refeição. Isso significa que comer omeletes, ovos mexidos ou cozidos logo pela manhã, pode inibir o consumo de outros alimentos mais calóricos. Além disso, os ovos fornecem energia e disposição para atividades físicas, como uma caminhada, e intelectuais, como estudar!

Não se deve guardar ovos na porta da geladeira?
Verdade! A variação constante de temperatura pode afetar a capacidade de proteção que a casca do ovo gera ao conteúdo interno: sobretudo a clara e a gema. Caso seja mal armazenado, este alimento pode apresentar rachaduras e pequenas fissuras, que serão portas de bactérias nocivas à saúde humana.

Comer só a clara é mais saudável?
Mito! A clara do ovo possui sim uma grande quantidade de proteína, e este mito surgiu pelo fato de que atletas têm alta demanda deste nutriente e costumam fazer uso destas claras para suprir esta necessidade. No entanto, é na gema em que estão presentes os principais minerais, vitaminas e muitas outras substâncias essenciais ao funcionamento adequado do organismo humano.

Ovo faz bem para a memória?
Verdade! Uma das substâncias de maior destaque dos ovos é a colina. Muitos estudos já comprovam que esta vitamina produz excelente resposta no que se refere às funções do cérebro, principalmente em testes de memória e em propriedades que hoje associam o consumo desta substância a baixos índices de demência em pesquisas. Você sabia que acrescentar ovos na dieta alimentar também é fato já associado à redução da incidência de doenças como Alzheimer e Parkinson?

Ovos vermelhos são melhores que os brancos?
Mito! A única diferença entre estes dois tipos de ovos está na linhagem das galinhas que os produzem. Em termos nutricionais, tanto o ovo vermelho quanto o branco possuem as principais vitaminas, minerais e toda a rica proteína que torna o alimento tão valorizado na mesa das famílias brasileiras.

Sobre o IOB: O Instituto Ovos Brasil é uma entidade sem fins lucrativos criada em 2007 com objetivo de esclarecer a população sobre as propriedades nutricionais do ovo, os benefícios que este alimento proporciona à saúde, além de desfazer mitos sobre seu consumo. O IOB tem atuação em todo o território nacional e hoje é referência em informação sobre ovos no Brasil. O site da instituição (www.ovosbrasil.com.br) reúne campanhas, dados, pesquisas e artigos de credibilidade para o público em geral e profissionais das mais diversas áreas.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.