domingo, 15 de outubro de 2017

.: BaianaSystem promete sacudir o Sesc Santos com o show "Duas Cidades"


Depois de ter agitado o ultimo Rock in Rio, a banda segue turnê com o novo álbum que trouxe significados diferentes ao conhecido ritmo baiano. Apresentação única acontece nessa sexta, 20 de outubro, no Ginásio do Sesc Santos.


O Brasil vive, musicalmente falando, uma safra riquíssima, o que evidencia que nossa cultura é cíclica e totalmente baseada na antropofagia proposta por Oswald de Andrade. O novo álbum da banda BaianaSystem, "Duas Cidades", não foi apenas um dos melhores de 2016, mas já abriu espaço como um dos mais importantes lançados na última década.

Um dos principais méritos do grupo foi trazer um novo sopro de frescor à cena brasileira, que pouco tem apresentado em termos de inventividade. Uma das inúmeras críticas que se faz à música contemporânea brasileira é o quanto ela tem emulado o que foi feito em décadas passadas sem inserir nenhuma dose de novidade.

A banda formada por Russo Passapusso, Roberto Barreto, SekoBass e Filipe Cartaxo se esforça em estabelecer uma ressiginificação, não só da música baiana, estereotipada pela massificação do axé music, ocorrida a partir da década de 1990, mas usa essa arte, também, para repensar Salvador enquanto ocupação do espaço urbano, o que consequentemente também permite uma reflexão mais séria sobre o Brasil 2017. 

Em um país de tantos contrastes, "Duas Cidades" evoca raízes musicais e confronta as imagens que temos da rua – e da importância que o processo de ocupá-la tem na ressignificação do espaço urbano.

Com produção musical assinada por Daniel Ganjaman e participações de Siba, Márcio Victor (Psirico), do coro das Ganhadeiras de Itapuã e outros grandes artistas, "Duas Cidades" reforça o engajamento social e a identidade cultural da banda.

A BaianaSystem é provocativa. Não há outra forma de encarar um grupo que mescla tantos gêneros e ritmos diferentes a uma crítica social pontual e certeira. A banda pretende reunir com seu ritmo todas as multifaces deste estranho Brasil contemporâneo. Há de se considerar que o habitat musical que a projetou para o país, também foi berço para Caetano, Gil, Novos Baianos, Chico Science, Nação Zumbi, Margareth Menezes, Carlinhos Brown, Olodúm e outros muitos outros.

Ao vivo, a banda (ou coletivo) sobe um patamar, passando para um status de movimento, em movimento; quase uma ideologia. E é possivelmente essa uma das maiores virtudes da BaianaSystem como conjunto musical. "Duas Cidades" deve impulsionar a BaianaSystem além das praças que a banda já conquistou.

Serviço
BaianaSystem - "Duas Cidades"
Sexta-feira, 20 de outubro, às 21h, no Ginásio do Sesc Santos ( Rua Vergureiro Steidel, 300)
Ingressos: R$ 25 (inteira) R$ 12,50 (meia). R$ 7,50 (credencial plena)
Não recomendado para menores de 16 anos

"Invisivel" 

"Capim Guiné", com Margareth Menezes

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.