sábado, 14 de outubro de 2017

.: "Tcheckov É Um Cogumelo" numa viagem alucinógena


Por Mary Ellen Farias dos Santos, em outubro de 2017

Cada vez mais, relaxar parece ser um verbo proibido de conjugar, assim como refletir. Contudo, o espetáculo teatral  "Tcheckov É Um Cogumelo", da Cia Estudio Lusco-Fusco, em cartaz no Teatro Sesc Santos até esse sábado, 14 de outubro, provoca o público a curtir a paz do silêncio, acalmar o corpo, apreciar os detalhes da vida e relaxar os nervos mesmo diante das reflexões originadas dos questionamentos humanos. Então, qual é o sentido da vida se dormimos, comemos e bebemos vodca?

Entretanto, antes das reflexões despontarem, o diretor André Guerreiro Lopes se apresenta usando um capacete de eletrodos, os quais exibirão numa tela gigante as ondas cerebrais dele. Em total silêncio, o passo-a-passo para relaxar o necessário e alcançar a reflexão é dado somente em palavras escritas.


Após levar o público para dentro da mente do diretor, chega a vez de entender a admiração dele por Tchekhov, claramente despertada por José Celso Martinez. Em meio a depoimentos, entram em cena "As Três Irmãs", da peça teatral do escritor russo.


A narrativa regada de reflexões provocantes é repleta de complementos. Nada em cena sobra. Desde a sonoplastia compassada até a interpretação sem falas, "Tchekhov É Um Cogumelo", é completo. É a alucinação perfeita do encanto que faz a mágica do teatro da vida.


O espetáculo que cria um vínculo com o público, brinca com sons e imagens da melhor e impressionante forma possível. Diante de uma grande tela, como se fosse um cinema ao vivo, que três mulheres demonstram seus anseios, medos e curiosidades. Retratam que independente de nacionalidade ou época, o protagonismo feminino sempre existiu. E você, está preparado para esse cogumelo?


Serviço

Peça ‘Tchekhov é um Cogumelo’
Quando: última apresentação - sábado, 14 de outubro
Horário: sexta, às 21h, e sábado, 20h
Onde: Sesc Santos
Endereço: rua Conselheiros Ribas, 136, Aparecida
Ingressos: de R$ 6 a R$ 20
Observações: não recomendado para menores de 14 anos
Os ingressos custam de R$ 6 a R$ 20.

Elenco: Djin Sganzerla, Helena Ignez e Michele Matalon, atrizes de gerações distintas, dividem o palco com o cantor Roberto Moura e os dançarinos Samuel Kavalerski e Fernando Rocha, com participação especial do grupo Embatucadores. Apresentação do diretor André Guerreiro Lopes, que interfere de forma inusitada na peça. 

* Mary Ellen Farias dos Santos é editora do site cultural www.resenhando.com, jornalista, professora e roteirista, além de criadora do site www.photonovelas.com.br. Twitter: @maryellenfsm 


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.