domingo, 3 de dezembro de 2017

.: Vencedor do Prêmio SP de Literatura: Maurício de Almeida prepara dois livros

Após vencer um dos prêmios literários mais importantes do Brasil, escritor finaliza dois livros que devem ser publicados no próximo ano


Ganhador do Prêmio Sesc de Literatura 2007 com o livro de contos Beijando Dentes, o escritor Maurício de Almeida foi recentemente anunciado vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura 2017 na categoria autor estreante com menos de 40 anos pelo seu primeiro romance, A Instrução da Noite. A história acompanha o relato de um filho descomposto pelo retorno inesperado de um pai ausente.

Além das duas publicações, Maurício também participou de diversas antologias, assina peças de teatro e roteiros de curta-metragem. O autor aposta no trânsito entre as diferentes linguagens e nas novidades que uma pode trazer à outra. As experimentações acontecem tanto nas próprias histórias quanto na forma de seus textos. Exemplo é o conto Duelo, de Beijando Dentes, um texto dividido por duas colunas representando uma discussão entre duas pessoas que não são capazes de se ouvir.

Independente da forma escolhida, os textos de Maurício têm a tendência comum de discutir questões familiares – suas tensões, fragilidades e urgências. Antropólogo, o autor também identifica uma carga alta de alteridade nas suas discussões literárias. 

“Muitos textos reagem a dificuldades de convívio e da tentativa de compreender o outro, mostrar empatia. Também busco por uma narrativa com ação mais interna e psicológica”, diz Maurício. O autor complementa que os recortes psicológicos de seus textos literários recriam situações mais pelas sensações do que pelos fatos externos.

Entre suas referências, Maurício destaca diversos autores que também trabalham a tensão interna de seus personagens em detrimento da ação, como Raduan Nassar (Lavoura Arcaica e Um Copo de Cólera), Osman Lins (Avalovara e Nove, Novena), Luis Sérgio Metz (Assim na Terra), Clarice Lispector (A Paixão Segundo G.H), Lúcio Cardoso (Crônica da Casa Assassinada) e Hilda Hilst (O Caderno Rosa de Lori Lamby).

O autor cita ainda autores contemporâneos conhecidos por trabalhar “linguagens que criam sensações”, como Rafael Gallo e Bernardo Carvalho - escritores em atividade - e Max Martins e Roberto Piva, falecidos em 2009 e 2010, respectivamente.

Novos Projetos: Atualmente, Maurício está em processo de finalização de outros dois livros: um de contos e um romance – ambos com títulos a serem revelados em breve.

O livro de contos traz relatos de viagens. As personagens, de modo geral, estão fora de seus lugares de origem e devem lidar com o estranhamento de estarem em locais que não conhecem e lidar com hábitos muito distintos dos seus. Algumas passagens do livro são inspiradas nas próprias viagens que Maurício faz como antropólogo em visitas a aldeias indígenas e outros espaços muito diferentes dos que habita na rotina.

Já o romance perpassa por uma relação familiar e, de alguma forma, dialoga com A Instrução da Noite. Dois irmãos com rotinas e vivências completamente distintas têm os caminhos distorcidos e são colocados em contato após uma situação ocorrer com o pai deles.

Sobre os livros, Maurício diz que eles marcam caminhos para fora e não mais para dentro dos personagens. “São pessoas fora de suas zonas de conforto e que estão em pleno movimento. Enquanto nos livros anteriores as personagens ficavam mais contidas com suas elucubrações, agora as situações explodem, vão para fora”, diz o escritor.

Sobre Maurício de Almeida: Maurício de Almeida nasceu em Campinas, em 1982. Formou-se em antropologia pela Unicamp. Seu primeiro livro, Beijando Dentes, foi vencedor do Prêmio SESC de literatura 2007. Mora atualmente em Brasília. Site: mauriciodealmeida.com.br.

A Instrução da Noite: Depois de anos desaparecido, um pai volta para casa, provocando, além de surpresa, uma avalanche de sentimentos contraditórios nos membros da família. Vencedor do Prêmio SESC de Literatura por Beijando Dentes, Maurício de Almeida costura com grande habilidade o drama psicológico vivenciado por cada um dos personagens de seu intrincado novelo familiar em A instrução da noite, sua estreia na Rocco. Dialogando com a literatura de Osman Lins e Raduan Nassar, o autor cria belas metáforas para falar de situações e sentimentos como perdas, traição, frustração, solidão, medo e abandono, e dos traumas que cada um carrega, muitas vezes por uma vida inteira, e que influenciam as escolhas que fazemos ao longo dessa mesma vida.

Livro: Beijando Dentes
Escritor: Maurício de Almeida
144 páginas
Selo: Rocco

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.