terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

.: "Mogli - O Livro da Selva" em cartaz no Teatro Folha até 1º de junho

“Mogli – O Livro da Selva” é uma adaptação de Fabio Brandi Torres para a obra de Rudyard Kipling, que narra a história e as aventuras vividas por um menino criado por lobos. A encenação dirigida por Eduardo Leão bebe na fonte do teatro oriental e no universo mágico indiano. A estreia acontece dia 03 de fevereiro.

Com movimentos de animais inspirados em “Rei Leão” e “Cats”, a história de “Mogli – O Livro da Selva” não abre mão do humor  e apresenta a agilidade vista nas animações Disney. A produção da montagem escolheu os atores mirins Chico Sanches de Melo e Pedro Estevam – que estreiam no teatro, ambos com 8 anos de idade – para se revezarem no papel principal. Com a  inclusão dos atores mirins, a encenação busca a autenticidade do olhar de criança.

O diretor Eduardo Leão diz que o processo de criação da montagem contou com a espontaneidade dos atores mirins e a vontade de jogar, típica da faixa etária deles. “Além da disposição para o jogo lúdico, a diferença de tamanho entre os atores adultos e crianças reforça a leitura de que Mogli é um menino pequeno num ambiente hostil, que é a floresta”.

A encenação faz referência ao teatro oriental, o que é revelado principalmente pelas músicas criadas especialmente para o espetáculo por André Abujamra, e nos figurinos desenhados por Olintho Malaquias. “Também trabalhei com o elenco detalhes da atuação. Atores fazem personagens animais em pé, com movimentações, posturas e energias que lembram a vida selvagem. Mas nunca fazem animais em quatro patas”, detalha o diretor.

Sobre o autor
Brandi Torres é diretor teatral, dramaturgo e roteirista. Foi vencedor por duas vezes do prêmio de Melhor Autor do Festival de Teatro Curta/SESI (2000 e 2002) e três vezes indicado como Melhor Autor ao Prêmio Coca-Cola FEMSA de Teatro Jovem (“A Matéria dos Sonhos”, 2004, “Ciranda das Flores”, 2009 e “Pandolfo Bereba”, 2013). Também foi indicado ao Prêmio Shell 2005, como Melhor Autor, por “O Mata-Burro”.

Como roteirista, foi colaborador das novelas “Seus Olhos” (SBT) e “Paixões Proibidas” (BAND/RTP), e da sitcom “#PartiuShopping” (Multishow). Em 2017, assinou o roteiro do documentário “Inezita”, para a TV Cultura.

Teve a peça “Um Conto do Rei Arthur” editada ao vencer o Concurso de Dramaturgia Vladimir Maiakovski e o livro infanto-juvenil “O Tesouro de Fabergè” publicado em duas edições.

Seus textos já foram apresentados em Portugal, Espanha, Estados Unidos e Cabo Verde, e encenados por Isser Korik (“Revistando”, “Grandes Pequeninos” e “A Pequena Sereia”), Iacov Hillel (“Prepare seu Coração” e “Tutto Nel Mondo è Burla”), Val Pires (“Medida por Medida”), Caco Ciocler (“Vão Livre”), André Garolli (“Trama da Paixão” e “O Mata-Burro”), William Gavião (“Respeitável Público?” e “Macbeth”) e Rosi Campos (“Se Casamento Fosse Bom...”). Seu mais recente texto encenado é “Michel III – Uma Farsa à Brasileira”.

Sobre o diretor
Eduardo Leão começou no teatro em 1990. Cursou Artes Cênicas na Escola de Comunicação e Artes da USP e Núcleo de Pesquisas Teatrais do TUCA/PUC-SP de 1993 a 1996. Após seu período de formação, trabalhou com os diretores Antônio Abujamra, Antunes Filho, Isser Korik, Roberto Lage, Zé Henrique de Paula, Alexandre Reinecke, Alexandra Golik, Otávio Martins, Pedro Garrafa, William Pereira e Alonso Barros, entre outros.

Seus últimos trabalhos no teatro foram a comédia “Jogo Aberto” (2016) de Jeff Gould com direção de Isser Korik, a direção de “Chapeuzinho Vermelho” (2016) e o musical “A Era do Rock” (2017).

Atuou em peças publicitárias para diversas empresas, trabalhou em vídeos institucionais e desde junho de 2013 está no ar pelo Canal Brasil com o programa “Abusando”, em parceria com André Abujamra e Rafael Terpins. Em 2017 fez participação na série “Amigo de Aluguel”,  produzida pela O2 filmes.

Sobre o elenco


Ivy Souza é formada pela Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo. Com a Cia Filhos de Olorum - Os Crespos foi produtora do projeto de “De Brasa e Pólvora: Zonas Incendiárias”. Atualmente dirige o espetáculo “Búfalos da Carcaça de Poéticas Negras”. Desenvolve há 15 anos pesquisas na cena teatral No cinema participou do filme “Boas Maneiras”, de Juliana Rojas e Marco Dutra; “Uma Noite não é Nada”, de Allan Fresnot; “A Sombra do Pai”, de Gabriela Amaral; “Pitangueiras de Flora Pappalardo”. Também atuou na série “O Som e o Tempo: a Passagem do Cometa”, dirigido por Juliana Rojas; entre outros.


Lia Canineu atuou nos musicais “R & H’s Cinderella”, “Castelo Rá-Tim-Bum” e “A Era do Rock”. Formada no Curso Técnico de Atuação em Teatro Musical do SESI-SP. Estudou canto com Douglas Toledo, Amélia Gumes e atualmente estuda com   Pedro Navarro. Pesquisou técnicas de dança com Alexa Gomes, Marcos Veniciu, André Santos e Chris Matallo.

Thiago Andreuccetti é ator e palhaço. Tem curso Técnico de Ator, da Fundação das Artes de São Caetano do Sul.  Escola de Artes e Ofícios. Frequentou diversos cursos de atuação, técnicas de clown, canto, mímica e outras técnicas corporais. É artista membro do casting oficial do Cirque du Soleil desde setembro de 2017.  Tem vários espetáculos em seu currículo, entre eles, “Sobre Meninos e Pipas”, direção Karen Menatti, 2017; “Henriques”, Cia. Vagalum Tum Tum, 2016; e “Vidas Secas”, direção Luís Carlos Laranjeiras.

Everton Granado é ator e cantor. No teatro, atuou em “Castelo Ra-tim-bum”, “Os 10 Mandamentos, O Musical”, “A Pequena Sereia – 4D”. Participou em diversos cursos e atividades de reciclagem em atuação, dança e canto.

Leo Romanno atuou em diversos espetáculos adultos e infantis.  Foi diretor de produção dos espetáculos "Nas Alturas - Um Musical da Broadway (In the Heights)" e "Menino Maluquinho - O Musical". Em 2016, integrou o elenco do espetáculo "We Will Rock You - O Musical do Queen". Fez direção artística e de produção em "Ghost - O Musical". Recentemente dirigiu o espetáculo "A Era do Rock - A Comédia Musical da Broadway (Rock of Ages)" e a produção inédita "Castelo Rá-tim-bum - O Musical", ambos com realização da 4Act Entretenimento.

Ficha Técnica

Texto - Fabio Brandi Torres
Elenco - Chico Sanches de Melo e Pedro Estevam (em revezamento no papel de Mogli), Everton Granado, Leo Rommano, Lia Canineu, Ivy Souza e Thiago Andreuccetti.
Cenografia - Márcia Pires
Cenotécnico - Marcos Santos
Costuras de cenografia - Fátima Nahjar
Figurino - Olintho Malaquias
Execução de figurinos - Paula Gascon e Laura Françoso
Costureiras - Célia Pereira da Rocha e Edéia Evaristo
Trilha sonora composta - André Abujamra
Criação gráfica - Winnie Affonso
Fotografia - Eduardo Leão
Equipe técnica - Jardim Cabine
Coordenação de produção - Isabel Gomez
Produção executiva e administração - Pedro Pó
Assistente de direção - Manuela Figueiredo
Iluminação - Isser Korik           
Direção - Eduardo Leão
Realização - Conteúdo Teatral

Serviço – “Mogli – O Livro da Selva”
Local: Teatro Folha
Estreia: 03 de fevereiro
Temporada: até 1º de junho. Sessões extras nos feriados e emendas de feriados 12 e 13 de fevereiro, 30 de março, 30 de abril, 1º e 31 de maio, 1º de junho.
Apresentações: sábados e domingos, às 16h
Ingresso: R$ 25,00 (setor único)*
*Valor referente ao ingresso inteiro. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.
Duração: 50 minutos
Classificação etária indicativa: quatro anos

Teatro Folha
Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site: www.teatrofolha.com.br

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.