quinta-feira, 15 de março de 2018

.: Shangela é a campeã moral de "RuPaul´s Drag Race - All Stars"

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em março de 2018



CONTÉM SPOILERS!


Em um programa com a talentosíssima BenDelaCreme e a irreverente Shangela coroando Trixie Mattel e levando-a ao Hall da Fama de RuPaul, é um tanto que desolador. Nada contra a Trixie, admiro muito o trabalho dela, afinal coleciono Barbies e amo itens nos vários tons da cor rosa, mas que a dona Mattel não evoluiu de modo surpreendente, assim como Shangela -que ficou até o final do reality para ser julgada pelas perdedoras e uma desistente- não dúvida!

Com a saída de BenDela, os olhares foram atraídos exclusivamente para Shangela, que mandou muito bem nos desfiles, atuações, além dos comentários sensatos -os que são acrescentados em fundo de chroma key. Fez uma participação de qualidade constante com momentos crescentes e totalmente surpreendentes. Fosse desfilando dentro de uma gigante bola transparente, com uma roupa de "espinhos" ou até no lipsync que usou enchimento, sendo criticada por quem se sentiu desrespeitado. 

Na concorrência, Bebe levou a elegância habitual, mas mostrou mais do mesmo nos desfiles. Entretanto, a cantoria da vencedora da primeira temporada de "RuPaul´s Drag Race", na apresentação de Jungle Kitty, em grupo ficará eternizada. Definitivamente. Nesse mesmo caminho de somente aperfeiçoar o que já apresentou no programa, estava Kennedy Davenport. Como descordar de Trixie ao destacar as semelhanças entre os dois vestidos usados pelo drag da velha-guarda ao tentar levar a coroa -RPDR, temporada 7 e All Stars 3? Sim! Impossível deixar de estabelecer qualquer relação.

Então, vem Trixie Mattel! Excelente na atuação, com uma voz incrível. No entanto, oscilante nos desfiles, Mattel seguiu uma trajetória não tão linda nessa edição de "RuPaul´s Drag Race - All Stars". A vitória desagrada? Sim! É de estranhar vê-la ao lado da perfeita Chad Michaels, até mesmo de Alaska.

A verdade é que a esperança é sempre a última que morre, mas esse resultado já estava mais do que na cara, há tempos. Fosse pelo spoiler dado em uma entrevista da própria Trixie ou o lançamento dos novos Funkos: RuPaul, Alaska e Trixie. Ok! Era só juntar os pontos, mas uma dúvida surgiu por conta da ausência de Chad Michaels. Ainda não entendi, de fato. A explicação é de que as miniaturas cabeçudas são das drags mais conhecidas pelo público.

Logo, "All Stars 3" perde a essência da nova chance, ficando maculado por esse gracejo de RuPaul passando para as eliminadas o poder de escolher a bel prazer, entre quatro finalistas, apenas duas para competir o lipsync. Como isso? De quem foi essa ideia de gerico? Da própria RuPaul ou da produção? Disso, saiu um resultado mais do que insosso. Convenhamos, o lipsync de um "All Stars" deveria ser marcante. Não... foi apenas mais uma dublagem esquecível.



Twitter: Enquanto que no mundo os comentários vieram acompanhados da hashtag #AllStars3, no Brasil, a real vencedora do público foi Shangela, o que teria sido muito merecido. Para tanto, subiram a hastag #teamShangela e criaram diversos memes. Confira alguns abaixo:







*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: 
@maryellenfsm
Compartilhar no WhatsApp
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. Shangela é a melhor, essa jogada das perdedoras foi um twist lixo e revoltante. Detestei aquela palhaçada.

    ResponderExcluir

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.