domingo, 29 de abril de 2018

.: Resenha crítica do arrebatador "Vingadores: Guerra Infinita"

Por: Mary Ellen Farias dos Santos
Em abril de 2018


"Vingadores: Guerra Infinita" é a completa desconstrução da ordem habitual -e totalmente cômoda- dos filmes de heróis: surge um vilão poderoso para o combate e, o final, sabemos de cor e salteado. Após muita pancadaria e destruição, a paz volta a reinar e a humanidade é salva. Contudo, nesse terceiro filme da franquia Marvel, os mocinhos poderosos não se perdem no "mimimi" das rusgas entre si e na tentativa de se juntarem para acabar com o vilão -aquele que sempre quer o fim do mundo. 

A nova sequência da reunião de heróis Marvel -que na verdade é uma franquia cheia de ramificações com produções solo de seus heróis-, é uma continuação do embate entre o bem e o mal, no caso, os Vingadores e o vilão Thanos (Josh Brolin). Eis um ponto importante que torna o enredo muito rico: o antagonista é extremamente bem estruturado, não é somente um rebelde egocêntrico. Thanos, é capaz de discursar tão bem quanto matar e chorar -talvez lágrimas de crocodilo, mas chora bastante. 

Ironicamente, o vilão de "Vingadores: Guerra Infinita" não é somente uma pedra -infinita- no sapato dos defensores da humanidade, mas também o dono dessa história. Obstinado em reunir na manopla as joias do infinito (Poder, Tempo, Mente, Espaço, Realidade e Alma) para possuir total controle sobre o universo, Thanos protagoniza discussões de família, no caso com Gamora (Zoë Saldaña), filha adotada. Assim, por vezes, rouba a cena, seja pelo fato de não ser caricato ou apenas por pensar errado a respeito do que é o melhor para todos. Do contrário poderia até ser um membro de "Os Vingadores".

Em contrapartida, o terceiro filme da franquia aproveita para inserir heróis de filmes próprios: o incrível mago de Benedict CumberbatchDoutor Estranho (Confira a crítica do filme aqui), o jovem curioso Peter Parker, Homem-Aranha, interpretado brilhantemente por Tom Holland, a trupe cômica de "Os Guardiões da Galáxia" e o líder absoluto de Wakanda, o "Pantera Negra" (Chadwick Boseman). A verdade é que todos têm papeis fundamentais no desenrolar da trama, sem mais ou menos destaque. Com esse reforço camarada, os heróis apresentados anteriormente como membros dos Vingadores, seguem na batalha contra o supervilão. 

Embora traga Loki (Tom Hiddlestom) para brilhar ao lado de Thor, a Marvel ignora, solenemente, o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) -presente nos filmes anteriores do grupo de heróis,- e deixa de fora o Homem-Formiga (Paul Rudd), que é, pelo menos, lembrado por um dos heróis de "Vingadores: Guerra Infinita"Detalhe: tanto Clint Barton quanto Dr. Hank Pym estão presentes no longa paralelo, "Capitão América: Guerra Civil" (Confira a crítica do filme aqui).



No entanto, há romance na película com Visão (Paul Bettany) e a Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen). Sem perder o bom humor, o filme com 2 horas e 40 minutos de duração, mantém o sarcasmo engraçado nas falas de Tony Stark, o Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), que inicia a trama como um humano que pretende seguir uma vida normal. Pois é, Stark vai se casar com Pepper Potts (Gwyneth Paltrow)! 

A leveza na trama é dada para o Hulk birrento de Mark Ruffalo que se rende ao Hulkbuster, mas o romance com Viúva Negra (Scarlet Johansson) é totalmente jogado para debaixo do tapete. Já Thor (Chris Hemsworth), invejado por Quill, ganha do "Rabbit", o guaxinim Rocket Raccoon (Bradley Cooper), um presentinho de bom proveito, mas que fora guardado num lugar suspeito

A entrada dos "Guardiões da Galáxia" também acrescenta muita comicidade ao longa, principalmente pelas observações de Quill, o Senhor das Estrelas (Chris Pratt) com a chegada de Thor à nave do grupo. Até o Groot (Vin Diesel) adolescente birrento que remeda os adultos e é viciado em jogos, dá um tom leve ao longa repleto de confrontos e quebra-quebra. Entretanto, é  na hora de maior necessidade que o genioso age de modo certeiro.

Com maestria e pura audácia, a produção dirigida pelos irmãos Anthony Russo e Joe Russo dá fim ao que está consagrado nas grandes produções de heróis. O que, infalivelmente, resulta na surpresa de seu público cativo, acertando em o alvo mais cobiçado, o de ganhar novos admiradores/seguidores. Sem dúvida, o roteiro de Stephen McFeely e Christopher Markus, faz com que a Marvel, sabiamente, ofereça tudo a mais, sem errar em nada. 

Por que "Vingadores: Guerra Infinita" é um chute no peito do público? A cereja do bolo não é somente a desconstrução da ordem pré-estabelecida em filmes do gênero, mas a ousadia em "dar fim" a personagens de peso. Como não se lembrar do desfecho de "Logan" nessa hora, não é? (Confira a crítica de "Logan" aquiÉ simplesmente impossível segurar o queixo com o ritmo e rumo dos acontecimentos que deixam qualquer um para lá de "#passado" e até com olhos marejados. Pode confessar!

Stark e Rogers voltam a ser amigos? Bruce consegue controlar a raiva? Stark vai ser papai ou é só um sonho? Viúva Negra e Bruce dão "match"? Em "Vingadores: Guerra Infinita" nada disso é tratado, muito menos como pano de fundo, pois os heróis têm preocupações do tamanho do mundo para resolver. Maior até que Eitri, Rei dos Anões de Nidavellir (Peter Dinklage). 

Não faltam motivos para assistir a nova produção da Marvel, principalmente numa sessão em 3D, pois os efeitos visuais de "Vingadores: Guerra Infinita" são perfeitos complementos da plena imersão no universo atribulado de heróis e vilões. Como não curtir restos de materiais arrebentados durante embates fervorosos voando em sua direção? 

Aqui, Stan Lee é o motorista do ônibus escolar em que Peter Parker está. Não deixe, de modo algum, de assistir as cenas finais, pós-créditos. Não só pelo fato de rever alguns personagens que não estiveram presentes, efetivamente, no longa, mas por saber o que virá por aí, aliás, em março de 2019! Pois é, o terceiro filme de "Os Vingadores" é totalmente imperdível!



Sinopse de "Vingadores: Guerra Infinita": Os Vingadores já combateram muitos inimigos para manter o mundo a salvo. Agora os heróis têm um dos maiores desafios de suas vidas: enfrentar o déspota celestial Thanos. Ele quer ter total controle sobre o universo e para isso precisa das Joias do Infinito, pedras que representam: Espaço, Mente, Realidade, Poder, Alma e Tempo. O destino de todos está nas mãos dos Vingadores, que agora contam com ajuda extra dos super-heróis Homem-Aranha, Doutor Estranho, Pantera Negra e os Guardiões da Galáxia.

Maratona Vingadores no Cine Roxy 5: "Vingadores: Guerra Infinita" não é apenas o filme mais aguardado do ano, como também é o ponto alto dos dez anos do universo compartilhado do Marvel Studios. Em 2008 a Marvel começava uma ambiciosa jornada em, traduzir para os cinemas, o que já era costume nos quadrinhos: interligar suas histórias. "Homem de Ferro" foi o primeiro. Desde então foram lançados 18 filmes. Para tanto, na quarta-feira, 25 de abril, a partir das 18h, o Roxy 5 exibiu os dois primeiros filmes, “Vingadores” (2012) e “Vingadores: Era de Ultron” (2015), um na sequência do outro, em cópias legendadas. Na quinta-feira, dia 26 de abril, data da estreia de “Vingadores: Guerra Infinita”, que reúne o famoso time de heróis aos Guardiões da Galáxia, Homem-Aranha, Pantera Negra, entre outros, para enfrentar o temível vilão Thanos, à 0h01 do dia 26, de quarta para quinta-feira, o Cine Roxy 5 promoveu a pré-estreia do longa-metragem, em cópias legendada e dublada. 


Filme: Vingadores: Guerra Infinita (Avengers: Infinity War, EUA)
Duração: 2h 40min
Direção: Joe Russo, Anthony Russo
Elenco: Robert Downey Jr. (Tony Stark, Homem de Ferro) Chris Hemsworth (Thor), Chris Evans (Steve Rogers, Capitão América) Mark Ruffalo (Bruce Banner, Hulk), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff, Viúva Negra), Tom Holland (Peter Parker, Homem-Aranha), Chris Pratt (Quill, o Senhor das Estrelas), Vin Diesel (Groot), Zoë Saldaña (Gamora), Josh Brolin (Thanos), Chadwick Boseman (Pantera Negra), Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho), Gwyneth Paltrow (Pepper Potts), Bradley Cooper (Rocket Raccoon), Peter Dinklage (Eitri, Rei dos Anões de Nidavellir), Paul Bettany (Visão), Elizabeth Olsen (Feiticeira Escarlate), Benicio Del Toro (O Colecionador), 
Gêneros: Aventura, Ação
Data de lançamento 26 de abril de 2018 


*Mary Ellen Farias dos Santos é criadora e editora do portal cultural Resenhando.com. É formada em Comunicação Social - Jornalismo, pós-graduada em Literatura e licenciada em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos. Twitter: @maryellenfsm



Teaser de "Os Vingadores"


Trailer de "Os Vingadores"


Leia também!



.: Lista: Figurinhas repetidas das histórias de heróis nas telonas



Sobre o Cine Roxy: Em mais de oito décadas, o Roxy é caso raro de cinema que acompanhou a transformação da maneira de se exibir um filme: dos primeiros e grandes rolos de película ao sistema digital. A rica trajetória se deve à perseverança e o senso empreendedor da família Campos: de pai para filho, chegou ao atual diretor do Roxy, Antônio Campos Neto, o Toninho Campos. A modernização, aliada à tradição, transformou o Roxy no principal cinema do litoral paulista, fato que rendeu a Toninho o Prêmio ED 2013 na categoria Exibição -Destaque Profissional de Programação, considerado o principal do país nos segmentos de exibição e distribuição. E o convite para ser diretor cultural do Santos & Convention Visitors Bureau.


Compartilhar no WhatsApp
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

6 comentários:

  1. Que final foi aquele? Ou que final deram para os herois que amamos? Fiquei sem chão..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Mas quem é fã saiu da sala de cinema assim mesmo. Por outro lado, sabemos que nem tudo é bem assim, pois teremos Homem-Aranha 2... E aquele final com o símbolo da Capitão Marvel? Aaaaah! Sensacional.
      Valeu por comentar!!

      Excluir
  2. Thanos é o mais mau de todos os vilões, além de bem sucedido. Claro! HAHAHA.
    Alexandre Pinto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk... Grande verdade, Alexandre.
      Ele alcançou o objetivo e ainda fez com que os fãs saíssem incrédulos da sala de cinema.
      Filme sensacional!!
      Valeu o comentário!!

      Excluir
  3. Vi ontem. Que filme. valeu.

    ResponderExcluir

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.