domingo, 20 de maio de 2018

.: #DOM05: Dolores Aveiro, mãe de Cristiano Ronaldo lança livro em SP

Por Helder Moraes Miranda, em maio de 2018.


Mãe de Cristiano Ronaldo lança livro em São Paulo

Em tempos que antecedem a Copa do Mundo, Dolores Aveiro, mãe de Cristiano Ronaldo, lança o livro "Mãe Coragem". Escrito pelo jornalista português Paulo Sousa Costa, o livro será lançado na próxima terça-feira, dia 22 de maio, na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi. Na obra, a mãe do melhor futebolista do mundo fala das dificuldades que passou e da forma decidida como sempre educou os filhos.


***



"Músico mais impressionante do mundo”, Hermeto Pascoal volta ao estúdio

Para celebrar os 30 anos do primeiro (e único) álbum solo “Por Diferentes Caminhos” de Hermeto Pascoal, brasileiro reconhecido mundialmente por seu talento em fazer música a partir de todo tipo de material e considerado “o músico mais impressionante do mundo” por Miles Davis, o instrumentista a volta ao estúdio para gravar musicas inéditas ao melhor estilo de quem “nasceu música”.

Guiada por sua autenticidade e inspirada no experimentalismo singular de Hermeto Pascoal, a cerveja Budweiser desenvolveu, em parceria com o Festival Brasileiro de Música Contemporânea, uma ação que alia a gravação de novas canções com uma experiência interativa para o público. 

Intitulado “Made of Music”, o projeto traduz as distintas melodias e ritmos do músico em dados e linguagem de código para serem convertidas em gráficos e formas visuais. Assim, por meio de uma plataforma online, os fãs poderão enviar suas fotos, selecionar seu instrumento preferido - passando por piano, acordeom, flauta e até mesmo um copo d’água - e ver suas imagens “transformadas” pela musicalidade do artista. O resultado dessa união entre a foto do visitante e a música produzida por Hermeto dará origem a uma imagem exclusiva e personalizada que poderá ser compartilhada nas redes sociais. O projeto tem criação da agência Africa e está disponível no site: www.madeofmusic.org.


***



Jun Sakuma e Felipe Folgosi contam a trajetória das HQs em documentário

Os produtores Jun Sakuma e Felipe Folgosi anunciam o lançamento do documentário "Traço Livre - O Quadrinho Independente no Brasil" para o dia 31 de maio, nas plataformas de streaming iTunes, Google Play e NOW. Produzido pela Bravo Cinematográfica, dirigido por Jun Sakuma (de "Médicos da Floresta") e apresentado por Felipe Folgosi, conhecido também por atuar em novelas brasileiras, o longa-metragem de 82 minutos tem distribuição da O2 Play. 

O filme documenta passo a passo como se dá a produção de uma história em quadrinhos, da ideia inicial, passando pelo roteiro, artes, editoração e lançamento e revela, através de entrevistas com nomes de peso, os bastidores, segredos e anseios de se produzir quadrinhos no Brasil hoje. 
Filmado ao longo de todo o ano de 2017 e finalizado em 2018, o filme conta com depoimentos de quadrinistas e outros proofissionais ligados ao mundo das HQs.




***


"Quem gosta de sertanejo ainda sofre bullying cultural", diz capa da PLAYBOY

Gabriella Araújo, Musa do Sertanejo, escolhe palco onde ganhou maior notoriedade para lançar o seu primeiro ensaio sensual, o Rodeio de Itu. A vencedora da última edição do concurso ligado a arena estampa a capa da Playboy de Portugal na edição Primavera da publicação, que já estará disponível bancas nos próximos dias em todo território português .

Apesar de construir sua fama através da atração animal, a modelo é alvo de críticas por quem não gosta do estilo da música sertaneja e também de seguidores a favor da proibição dos rodeios no Brasil. O lançamento da sua capa no evento, por exemplo, poderia estimular o acréscimo de público para estas competições.  “Associam a minha imagem a maus tratos aos animais. O evento e a música faz parte da nossa tradição”.

Para o seu primeiro trabalho totalmente nu, a musa expõe sua beleza e corpo escultural com o tema country. “Estou muito feliz, pra mim é importante valorizar o estilo e local que me conquistou e que me abriu muitas portas. Quem gosta de sertanejo ainda sofre bullying cultural’, comenta a morena.


***
Diversidade para todos na República
O Museu da Diversidade Sexual inaugura “Com Muito Orgulho”, exposição com fotos das paradas do orgulho LGBT de vários países. Realizada de maneira colaborativa, a exposição mostra a força do movimento LGBT pelo mundo. São fotos de paradas do orgulho LGBT realizadas em vários países. A mostra, com entrada gratuita, celebra os seis anos do museu e serve de aquecimento para a Parada do Orgulho LGBT, que acontece no domingo, dia 3 de junho.

Realizada em parceria com a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo e com apoio da Interpride, a exposição foi desenvolvida de maneira colaborativa e conta com imagens registradas em países como Uganda, Cuba, México, Estados Unidos, Holanda, China, Israel, Chile e França. A Parada de São Paulo, cidade em que está localizado o Museu da Diversidade Sexual, tem uma parte reservada em “Com Muito Orgulho”, com fotografias históricas, uma linha do tempo e notícias de suas edições, desde a primeira, realizada em 1997.

“Desde sua primeira edição, com poucas pessoas, até se transformar na maior manifestação da população LGBT, a Parada (do Orgulho LGBT de São Paulo) mostrou que é o espaço genuíno de reinvindicação, visibilidade e celebração do orgulho. E é com muito orgulho que o Museu da Diversidade Sexual homenageia todas as pessoas que de alguma forma contribuem, organizam e participam das Paradas pelo mundo”, declara Franco Reinaudo, diretor do museu.

O espírito de coletividade presente na exposição, com mais de 50 fotos impressas enviadas por amadores e profissionais, e mais de 500 que serão exibidas nos telões. A abertura será na próxima sexta-feira, 25 de maio, das 19h às 22h, na Estação República do Metrô – piso Mezanino. Com curadoria de Franco Reinaudo e projeto expográfico de Flávio Pires, a mostra fica em cartaz de terça a domingo, das 10h às 18h.


***



Astor Piazzolla, homenageado no próximo concerto do Quarteto de Cordas
A apresentação de quinta-feira, 24 de maio, do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, às 20h na Sala do Conservatório da Praça das Artes será uma homenagem ao compositor argentino Astor Piazzolla. Formado por Betina Stegmann e Nelson Rios, nos violinos; Marcelo Jaffé, na viola; e Rodrigo Andrade, no violoncelo, o quarteto ainda recebe o pianista André Mehmari e o clarinetista Nailor Proveta para o concerto.

“O André e o Proveta são parte importante do processo de desenvolvimento de uma identidade musical brasileira para o Quarteto”, explica Jaffé. “E Piazzolla é uma inspiração para todos nós. É um elemento aglutinador. Será a apresentação de seis músicos brasileiros revisitando o trabalho de um ídolo argentino de tango”, completa. Entre as obras deste programa, estão Milonga del Angel, La Misma Pena e Michelangelo 70. Ingressos a R$ 20. Sala do Conservatório – Praça das Artes. Av. São João, 281 - Centro de São Paulo.


***


Feira de publicações com shows e oficinas gratuitas de arte gráfica
A terceira edição da feira de publicações Tinta Fresca acontece dias 26 e 27 de maio, sábado e domingo, no Espaço Cultural Porto Seguro. O evento gratuito de experiências gráficas e feira de publicações, organizado em parceria com a Lote 42 traz editoras e artistas que exploram os limites do papel e da arte gráfica. Uma programação musical foi especialmente preparada. No sábado, dia 26, a cantora e compositora LaBaq faz show às 15h e a discotecagem fica por conta do DJ Formiga (Vinil é Arte). Já no domingo, 27 de maio, será o show do trio Zé Pereira, também às 15h, e discotecagem de DiMangaba. 

O Complexo Cultural Porto Seguro fica na Alameda Barão de Piracicaba, 610, em Campos Elíseos - São Paulo e oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro Porto Seguro e do Espaço Cultural Porto Seguro. Na Estação da Luz, o ponto de encontro das vans é na saída Rua José Paulino / Praça da Luz / Pinacoteca, em frente ao Parque Jardim da Luz. Há instrutores no local para orientar o embarque. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 3226-7361.


***


“The Handmaid’s Tale” continua no Brasil
A Paramount Channel acaba de confirmar a exibição da segunda temporada de "The Handmaid’s Tale – O Conto da Aia", com exclusividade na TV paga. Os novos episódios vão ao ar no segundo semestre deste ano e prometem momentos ainda mais tensos no drama vivido na distópica cidade de Gilead. Com o sucesso de exibição da aclamada série, o Paramount Channel registrou, desde seu lançamento em fevereiro de 2015, o melhor mês de audiência em abril, entre adultos com mais de 18 anos, sendo assistido por mais de 4 milhões de pessoas.

Mais premiada e comentada série dos Estados Unidos, em 2017, a primeira temporada teve 13 indicações ao Emmy e conquistou oito prêmios, incluindo "Melhor Série de Drama", "Melhor Atriz Protagonista em Drama" (Elisabeth Moss), "Melhor Atriz Coadjuvante em Drama" (Ann Dowd), "Melhor Direção de Série Dramática" (Reed Morano) e "Melhor Roteiro para Série Dramática". Além diversos outros prêmios, como Television Critics Association, Critics’ Choice Awards, ACE Eddie Awards, a série levou dois Globos de Ouro, em 2018, como Melhor Série Dramática de TV’ e Melhor Atriz em Série Dramática para a protagonista Elizabeth Moss.

Na segunda temporada, além de se ajustar a um novo modo de vida, Offred (Elisabeth Moss) lida com as consequências de uma decisão perigosa enquanto é assombrada por memórias de seu passado e pelos primórdios violentos de Gilead. A chegada de uma pessoa inesperada perturba as colônias. Uma família é dilacerada pela ascensão de Gilead.


***

#CineRoxy
O Cine Roxy, em Santos, foi homenageado com a entrega da Medalha Quintino de Lacerda, na Sala Princesa Isabel, do Paço Municipal (Prefeitura de Santos). A outorga foi oferecida pelo Conselho da Comunidade Negra de Santos.



***



A ditadura da diversidade
Entrevistada para o canal do YouTube do jornalista Alvaro Leme, a cantora Paula Lima tocou no assunto do empoderamento racial e outras minorias. Sobre as mudanças de paradigmas que acompanhamos como a ditatura do cabelo liso mencionada por Alvaro, Paula Lima foi enfática. 

"Depois teve uma outra ditatura que dizia que a mulher que tem cabelo crespo ou cacheado tem que manter o cabelo crespo ou cacheado. Em primeiro, lugar a gente tem que ser livre. Eu detesto essa perseguição com um cuidado extra com o que não me interessa achando que a estética vai resolver problemas muito maiores"

A conversa caminha para o conceito de empoderamento, e a cantora, mais uma vez, dá uma aula e uma resposta direta: "empoderamento é dar o poder da pessoa se sentir livre e feliz para ela fazer o que ela quiser". Mantendo seu alto astral de sempre mesmo ao tocar em temas delicados.




*Helder Moraes Miranda escreve desde os seis anos e publicou um livro de poemas, "Fuga", aos 17. É bacharel em jornalismo e licenciado em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura, pela USP - Universidade de São Paulo, e graduando em Pedagogia, pela Univesp - Universidade Virtual do Estado de São Paulo. Participou de várias antologias nacionais e internacionais, escreve contos, poemas e romances ainda não publicados. É editor do portal de cultura e entretenimento Resenhando.

Compartilhar no WhatsApp
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.