::Favoritos::
:: Equipe ::
::Promoção::
::Fale Conosco::
::Canais              
.: Acústico
.: Gente
.: Legenda
.: Novidades
.: Resenhas
.: R.G.
.: Set
 
 
:: Promoção ::
::Resenhando
 
:: Equipe ::
 
         
:: Parceiros ::
                    
:: Privacidade ::
:: Fale Conosco ::

 

::Set de Constantine
 

O Bond. James Bond bruxo invade a telona
Por: Mary Ellen Farias dos Santos

Em abril de 2005



Mais um filme que sai diretamente dos quadrinhos para a telona. Constantine, acabou sendo os passos de Homem-Aranha, X-Men, Hulk, entre outros. Contudo,  John Constantine (Keanu Reeves), do cultuado gibi Hellblazer, sofreu algumas alterações na adaptação para o cinema.

Ele perdeu o sotaque, suas madeixas louras e deixou de viver na Inglaterra. A criação do inglês Alan Moore, na telona é um cidadão norte-americano

Em meio a muitas tragadas, a alma cinza de Constantine permanece intacta, menos os seus pulmões, é claro. O ocultista das HQs mantém o charme, cinismo e o humor negro. Com perfeitos efeitos visuais e uma atuação alá "matrixada", Keanu Reeves, incorpora com excelência o mestre Constantine. John Constantine.

Nesta história, Constantine é um exorcista que busca nas ruas de Los Angeles, qualquer coisa que cause desequilíbrio entre o Céu e o Inferno, pois Deus e o Diabo têm o pacto de influenciar o livre-arbítrio das pessoas. Na briga de levar almas para um dos planos estão os agentes: mestiços, anjos e demônios que caminham pela Terra disfarçados como nós.

Com os pulmões tomados por câncer, ele descobre que irá para o inferno. Até que um dia... ele conhece a detetive Angela Dodson (Rachel Weisz). Em conversa com católica devota, ele descobre que há algo em comum: na infância, Constantine, Angela e sua irmã, eram capazes de ver certas criaturas como elas realmente eram.

Ele que quando jovem tentou suicídio para livrar-se deste "dom", acabou perdendo suas chances de ir para o Céu quando morresse, pecado mortal para os católicos. Para poder salvar a própria alma, dedicou-se na luta contra o demônio. Na tentativa de conseguir seu "passaporte" para o Céu, ele expulsa os maus espíritos, os soldados do demônio de volta para as profundezas do Inferno.

Ele que não é santo, está desiludido com o mundo à sua volta e com o do além. Este herói amargo, tem uma vida difícil e despreza qualquer idéia de heroísmo. Após expulsões de tirar o fôlego do espectador, Constantine percebe que algo de muito ruim irá acontecer.

Enquanto que a católica devota, tenta provar a todo custo que sua irmã gêmea não cometeu suicídio, os dois, juntos, veêm as muitas cenas terríveis: o casal acaba vendo-se em meio a uma série de acontecimentos sobrenaturais catastróficos. Envolvidos eles buscam a própria paz a todo custo.

Em busca de equilíbrio, Constantine, procura o feiticeiro Papa Meia-Noite, dono de uma casa noturna, a qual é neutra para anjos e demônios. Lá ele encontra o demônio Baltazar (Gavin Rossdale - vocalista da banda Bush). No entanto, a aparição do anjo Gabriel (Tilda Swinton ), é excelente. Após mais um encontro, ele descobre que este anjo, não é tão anjo assim.

Mas é na luta travada entre Lúcifer (Peter Stormare) e Constantine que está o grande "tcham" do longa, isto é, uma das cenas mais marcantes, sem levar em conta os momentos em que Constantine entre, literalmente, no Inferno.

Mesmo quem não saiba que o filme é dirigido por um muito talentoso diretor de videoclipes Francis Lawrence, é fácil perceber que as cenas de fato tem um tom de videoclipe, pois a "atmosfera"  é de ocultismo é muito bem transposta no longa.

Apesar da história parecer um pouco que "forçada" filme é de fato excelente, fazendo com que este seja o melhor filme da linha suspense de 2005.

HQ - Para quem não é muito fã de quadrinhos, não sabe-se que o herói, ou melhor, o anti-herói surgiu em junho de 1985, na edição 37 de The saga of Swamp Thing. Ele, um mago loiro, enigmático, desafiador, intrometido, manipulador e detestável, recebeu o nome John Constantine.

Moore revelou que a personagem surgiu a partir da vontade dos desenhistas Steve Bissette e John Totleben de desenharem o cantor Sting, o qual neste época era vocalista da poderosa banda The Police. Moore deu sentido ao fato de Sting perambular pelos pântanos, pois sua vontade era de entrar no universo de personagens místicas. Foi então que Constantine ganhou uma misteriosa história de vida.

Nos anos 80, com o sucesso de Swamp Thing, a DC apostou em mais publicações de temática adulta. Jamie Delano, foi escolhido para lançar Hellblazer, a revista-solo de John Constantine, em janeiro de 1988. Com o texto lírico de Delano, criou-se um clima de terror e suspense enquanto que o ilustrador que o acompanhava, o também britânico John Ridgway. Ridgway vinha da mesma escola de Bissette e Totleben, de Swamp Thing, isto é, tinha desenhos mais elaborados, com muitas hachuras e grande uso de sombras. Fechando o grupo, Dave McKean, iniciava então uma tradição de arte e design de capas, o que o consagraria posteriormente em Sandman.


 

Avaliação

História

* * * * *

Atuação

* * * * *

Visual

* * * * *

Direção

* * * * *

Nota Geral:

* * * * *

Filme: Constantine (Constantine)                    

Ano: 2005

Gênero: Ação/Fantasia/Suspense

Duração: 121 min

Direção: Francis Lawrence

Roteiro: Kevin Brodbin e Frank Cappello, baseados nos quadrinhos de Jamie Delano e Garth Ennis

Elenco: Keanu Reeves, Rachel Weisz, Shia LaBeouf, Djimon Hounsou, Max Baker, Pruitt Taylor Vince, Gavin Rossdale, Tilda Swinton, Peter Stormare










 

 
Arquivo
                  

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer
meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Resenhando.

Direitos Reservados a Mary Ellen Farias dos Santos -
Página melhor visualizada em 800 x 600 pixels.