quarta-feira, 29 de abril de 2020

.: O que os animais selvagens podem ensinar durante o confinamento?


A esfera brilhante se ergue e anuncia um novo dia na savana sul-africana. Aos primeiros sinais de luz solar, seus habitantes começam a percorrer os amplos espaços abertos em busca de comida e água, abrigo e interação social. Em evidente contraste com a nossa realidade atual, a vida animal na África do Sul cumpre seus ciclos da mesma forma de sempre, sem ser afetada pelas últimas notícias, pelo caos e pela incerteza.

O Sabi Sabi Private Game Reserve, hotel de safári localizado nas adjacências do Kruger National Park, se encontra fechado no momento por causa da quarentena, mas os funcionários que continuam por lá, focados na proteção dos animais e dos ecossistemas, permanecem maravilhados com as belezas que a natureza pode proporcionar. Ao recorrer às imagens e histórias da vida selvagem nesse momento eles encontram, mais do que um respiro, uma série de ensinamentos.

A mãe natureza é uma excelente professora e, ao olhar para sua beleza e simplicidade, podemos encontrar novas estratégias, novos modos de pensar, de nos adaptar, e até de enxergar a vida, tão essencial nesse momento. Os animais nos ensinam há séculos como o trabalho em equipe é importante para lidar com as adversidades; que momentos de inatividade são momentos em que o descanso se faz necessário; e que coragem, força e resiliência podem ajudar a ofuscar o medo. Os animais ensinam que pegar da natureza apenas o necessário para sobreviver deveria ser também um modo de vida para nós, seres humanos.

Nossa relação com a fauna e a flora é essencial para a sobrevivência e essa interdependência precisa ser nutrida. A vastidão de um céu noturno tomado de estrelas, a imponência e beleza de um leopardo, o poder de um grupo de leões, a coesão e organização de uma manada de elefantes, a determinação de um rola bosta que incansavelmente dirige uma bola de esterco muito mais pesada que ele por caminhos empoeirados. Essas complexas biodiversidades merecem nossa atenção por tudo aquilo que são capazes de ensinar.

A pandemia da Covid-19 fez com que a vida da forma como a conhecemos enfrentasse uma parada brusca, e nos jogou num momento de reflexão e de novos entendimentos. De forma dura, mas necessária, estamos sendo lembrados de que a conservação da vida selvagem e do planeta que habitamos é cada dia mais vital.

Apesar de fechado, o Sabi Sabi segue ativo não apenas para proteger aquele pedaço ecossistema do qual é guardião, mas também porque esse momento difícil vai passar, e quando isso acontecer as pessoas continuarão em busca de novas realidades, de experiências profundas e emocionantes. A imersão na natureza através dos safáris é uma das experiências mais incríveis que se pode viver, e logo o Sabi Sabi estará novamente de portas abertas, pronto para receber hóspedes que querem aprender com aqueles que chegaram lá muito antes de nós.

Por hora, o que podemos fazer é, mesmo de longe, valorizar a natureza e aprender com as lições que ela nos dá. Para aqueles que querem incluir em suas rotinas histórias cheias de beleza, o Sabi Sabi vem publicando em suas redes sociais atualizações diárias da vida na savana. 


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.