Mostrando postagens com marcador ConcursosLiterarios. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ConcursosLiterarios. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 19 de julho de 2021

.: Inscrições para a 6ª edição do Prêmio Kindle de Literatura estão abertas


Os autores terão até 15 de setembro para participar com romances inéditos em português. Para participar, autores devem autopublicar seus romances via Kindle Direct Publishing (KDP), a ferramenta gratuita e fácil da Amazon para escritores disponibilizarem suas obras ao redor do mundo.


A Amazon.com.br e Grupo Editorial Record anunciam a abertura das inscrições da 6ª edição do Prêmio Kindle de Literatura, que conta com o aumento do valor a ser entregue ao vencedor para R$ 50 mil com o objetivo de reconhecer autores independentes no Brasil e suas obras literárias. Para participar desta edição, os autores devem publicar suas obras pelo KDP (amazon.com.br/kdp), a ferramenta de autopublicação da Amazon, até o dia 15 de setembro de 2021. Os autores devem incluir #PrêmioKindle no campo de metadados de palavras-chave durante o processo de autopublicação e cadastrá-lo na categoria Ficção.

Os títulos inscritos devem ser romances originais em português do Brasil, que não tenham sido publicados anteriormente, e submetidos exclusivamente ao Kindle durante o período do Prêmio, inscrevendo-os no programa KDP Select. Os termos e condições do Prêmio Kindle de Literatura podem ser consultados em amazon.com.br/premiokindle .

Como nas edições anteriores, as obras participantes serão avaliadas por um painel de especialistas editoriais, selecionados pela Amazon e pelo Grupo Editorial Record. Cinco finalistas serão anunciados e avaliados por um júri especial. O autor vencedor receberá R﹩50 mil - um prêmio em dinheiro de R$ 40 mil e um adiantamento de direitos autorais de R$ 10 mil pelo contrato de publicação da versão impressa do livro pelo Grupo Editorial Record em qualquer de seus selos editoriais.

Todos os finalistas também receberão um selo de livro "Finalista" para inserir na capa da versão original não editada do eBook. Além disso, terão uma versão em audiolivro de sua obra, que estará disponível no Audible. "Estamos muito felizes em celebrar os autores independentes com o KDP mais uma vez", afirma Alexandre Munhoz, gerente-geral da Amazon para Livros no Brasil. "Trabalhamos muito com toda a cadeia criativa do livro para criar as melhores oportunidades para os autores contarem suas histórias e encontrarem seus leitores, e estamos muito animados para ver o que eles trarão", completou.

"A natureza plural do Prêmio Kindle de Literatura, que prestigia a melhor ficção, seja de qual gênero for - romance histórico, jovem adulto, literário … - se conecta demais à bibliodiversidade que temos no Grupo Editorial Record. Estamos muito contentes por mais um ano de parceria com essa premiação que é um belo incentivo ao reconhecimento de autores brasileiros", disse Roberta Machado, diretora comercial e uma das sócias do Grupo Editorial Record.

As edições anteriores do Prêmio Kindle de Literatura já tiveram mais de 8.000 títulos participantes publicada por mais de 7 mil autores, com um aumento de 30% das obras inscritas na última edição. A vencedora da 5ª edição foi a paraibana Marília Arnaud com a obra "O Pássaro Secreto". Outros finalistas dessa edição são "Coisa Ruim", de Dani Mussi, "Infância no Além", de Fernando A. Soares, "Embaixo das Unhas", de Vitor Camargo de Melo, e "Noturno em Punta del Diablo", de Tailor Diniz. Os vencedores das quatro edições anteriores foram: "Dias Vazios", de Barbara Nonato, "Dama de Paus", de Eliana Cardoso, "O Memorial do Desterro", de Mauro Maciel, e "Machamba", de Gisele Mirabai.

"Quando autopubliquei 'O Pássaro Secreto' pela ferramenta KDP, não podia imaginar o que me esperava", disse Marília Arnaud, vencedora da 5ª edição. "O Prêmio Kindle de Literatura alavancou a minha carreira, dando visibilidade à minha literatura e me presenteando com uma imensidão de leitores", acrescenta.

Este ano, os autores também podem criar sua própria página de autor com o lançamento da Author Central no Brasil. Além de compartilhar as informações mais atualizadas sobre os autores e seus livros, eles podem engajar seus leitores com conteúdo de marketing adicional e suas biografias, estando disponíveis nas lojas Kindle e de Livros, e com links para seus títulos disponíveis. Saiba mais em https://author.amazon.com.br/.

Todos os romances serão avaliados em diversos critérios, como criatividade, originalidade, qualidade de escrita e viabilidade comercial. Cinco finalistas serão selecionados por um painel de jurados qualificados e especialistas editoriais e apenas um será reconhecido como vencedor. A Amazon dará um prêmio em dinheiro de R﹩ 40 mil para o vencedor, e todos os finalistas serão apresentados nas comunicações da Amazon.com.br aos clientes, e receberão uma versão em audiolivro desses títulos , que estará disponível na Audible para milhões de membros em mais de 180 países em todo o mundo. O vencedor também receberá um adiantamento de direitos autorais de R﹩ 10 mil pela versão impressa do livro, conforme contrato que terá a oportunidade de firmar com o Grupo Editorial Record.

O KDP é uma ferramenta rápida, gratuita e fácil para autores e editores publicarem seus livros e disponibilizá-los para leitores em todo o mundo. Com o KDP, os autores têm total controle do processo, desde a concepção da capa até a definição do preço, podendo receber até 70% em royalties. Todos os romances participantes do Prêmio Kindle de Literatura estarão disponíveis na Loja Kindle e no Kindle Unlimited. Os eBooks Kindle podem ser comprados e lidos com os aplicativos Kindle gratuitos para tablets e smartphones Android e iOS, computadores, bem como e-readers Kindle.


Sobre a Audible, Inc.
A Audible Inc., uma subsidiária da Amazon.com, Inc. (NASDAQ:AMZN), é criadora e fornecedora líder de narrativas em áudio premium, oferecendo aos clientes uma nova maneira de aprimorar e enriquecer suas vidas todos os dias. O conteúdo da Audible inclui mais de 645.000 programas de áudio das principais editoras de audiolivros, emissoras, artistas, editoras de revistas e jornais e provedores de informações de negócios.


Sobre o Kindle Direct Publishing
O Kindle Direct Publishing, ou KDP, é um serviço de autopublicação gratuito que permite que autores independentes publiquem seus trabalhos e alcancem novos públicos. Com o KDP, o poder da publicação está acessível a leitores e autores em todo o mundo, permitindo que um conjunto mais robusto e diversificado de vozes compartilhe histórias com um público mais amplo do que nunca. Para mais informações, visite amazon.com.br/kdp .


Sobre a Amazon
A Amazon orienta-se por quatro princípios: obsessão pelo cliente ao invés de foco na concorrência, paixão por invenções, compromisso com excelência operacional e visão de longo prazo. A Amazon se empenha para ser a empresa mais centrada no cliente do mundo, a melhor empregadora do mundo, e o lugar mais seguro para se trabalhar no mundo. Avaliações de consumidores, compra com 1-Clique, recomendações personalizadas, Prime, Fulfillment by Amazon (Logística da Amazon), Amazon Web Services (AWS), Kindle Direct Publishing, Kindle, Career Choice, Fire tablets, Fire TV, Amazon Echo, Alexa, tecnologia Just Walk Out, Amazon Studios e The Climate Pledge são algumas das ações pioneiras da Amazon. Para mais informações, acesse amazon.com.br/imprensa ou entre em contato pelo e-mail imprensa@amazon.com .

Sobre o Grupo Editorial Record
O Grupo Editorial Record é um dos maiores conglomerados editoriais da América Latina. Em quase 80 anos reuniu um portfólio de doze editoras, que renovaram o espírito e fortaleceram as missões de promover o debate e de valorizar a bibliodiversidade. Além de ser uma das mais antigas editoras de livro atuantes no Brasil, a Record tem dinamismo na produção, proporcionado pela gráfica própria, capaz de rodar 100 livros de 200 páginas por minuto no Sistema Poligráfico Cameron.

segunda-feira, 12 de julho de 2021

.: UBE lança Concurso de Contos em homenagem a Anna Maria Martins


Iniciativa homenageia escritora falecida no ano passado e incentiva a produção literária, em meio à deterioração do estímulo à cultura no Brasil. Foto: 
Divulgação/Academia Paulista de Letras

A União Brasileira de Escritores lança o Prêmio UBE de Literatura - Concurso de Contos Anna Maria Martins - 2021, de abrangência nacional, que contempla textos inéditos do gênero. Os objetivos são promover e valorizar a cultura e estimular a produção literária, bem como reconhecer o trabalho de autoras e autores nacionais, estreantes ou não. As inscrições podem ser feitas até 31 de agosto próximo, no site https://www.ube.org.br/home.php, no qual o regulamento também pode ser consultado na íntegra.


Premiação
A UBE, em meio à crise econômica pela qual o País passa, decidiu que os prêmios concedidos aos vencedores do Concurso de Contos Anna Maria Martins serão os seguintes: o primeiro colocado terá a participação, como entrevistado/a, na "Terça Literária", promovida e realizada semanalmente pela UBE, uma resenha do conto veiculada no Jornal UBE e publicação, nas mídias sociais da entidade, de post com perfil pessoal/profissional; o segundo terá resenha do texto publicada no Jornal UBE e perfil nas redes sociais; e o terceiro, post nas mídias sociais.

Além disso, serão publicados em livro os melhores trabalhos selecionados, no limite máximo de 15, com os três primeiros contos abrindo a publicação. Breves biografias de autoras e autores completarão a antologia do prêmio, a ser publicada pela editora Laranja Original. O cronograma do concurso é o seguinte: inscrições até 31 de agosto de 2021; seleção dos textos até 30 de setembro; resultados até 15 de outubro.

A cerimônia de entrega e o lançamento da antologia serão agendados até o final de 2021. Não haverá quaisquer despesas ou taxas por parte dos participantes. As escritoras e escritores selecionados receberão gratuitamente, pelos Correios, cinco exemplares da antologia, a título de direito autoral. O regulamento, na íntegra, pode ser encontrado no site da entidade.


Uma justa homenagem

"Anna Maria Martins foi uma grande tradutora e escritora e, acima de tudo, alguém que trabalhou pela literatura de São Paulo e do Brasil como poucos", lembra Cássia Janeiro, presidente da Comissão Organizadora do concurso. Participou de diversas atividades da União Brasileira de Escritores e atuou intensamente em cargos da Diretoria da entidade: como 2ª Secretária, de 1986 a 1988; e como 2ª. Vice-Presidente, em mandatos sucessivos entre 1994 e 2006. "É uma justíssima homenagem que a UBE presta a ela, que se foi em 26 de dezembro de 2020, aos 96 anos", conclui.

Sobre a UBE
A União Brasileira de Escritores (UBE) foi fundada em 17 de janeiro de 1958, numa fusão da seção paulista da Associação Brasileira de Escritores e da Sociedade Paulista de Escritores. Sucedeu a Sociedade dos Escritores Brasileiros, primeira entidade do setor, criada em 14 de março de 1942, por Mário de Andrade e Sérgio Milliet. Sua sede localiza-se na cidade de São Paulo, mas sua representatividade é nacional. Suas principais finalidades são a defesa da liberdade de expressão e dos direitos autorais e demais prerrogativas dos autores, difusão da cultura e democratização do acesso à informação.



terça-feira, 25 de maio de 2021

.: Amazon lança concurso nacional de poesia. Inscrição abertas!

Para concorrer a um prêmio em dinheiro, os participantes do concurso nacional de poesia deverão publicar seus poemas em eBook pelo Kindle Direct Publishing (KDP) e preencher formulário do concurso


Neste segundo ano da pandemia, quando ainda precisamos nos manter em distanciamento social, um concurso cultural de âmbito nacional propõe uma reflexão sobre o impacto do isolamento no cotidiano e os planos para o futuro, quando a Covid-19 estiver controlada e as pessoas voltarem às ruas. Depois da bem-sucedida primeira edição em 2020, quando recebeu 400 inscrições de todo o Brasil e reuniu poetas de 110 cidades e 22 Estados, o Concurso Tâmaras, poesias para depois do amanhã chega ao segundo ano. Esta edição 2021 é uma realização da Polo Cultural, por meio da Lei Aldir Blanc estadual, PROAC - expresso do Governo do Estado de São Paulo, com apoio da Amazon.com.br.

As inscrições estão abertas para pessoas de todo o Brasil entre 1 e 31 e maio. Para se inscrever, os autores devem completar duas etapas. A primeira é publicar a obra por meio do KDP (Kindle Direct Publishing) ferramenta de autopublicação da Amazon em http://kdp.amazon.com.br. Realizado de forma virtual, o concurso é aberto a todas as idades, com premiação em dinheiro para os três primeiros lugares de cada uma das categorias – Iniciante (novos autores), Profissional (poetas independentes com reconhecimento no mercado) e Estudante (do Ensino Público). Para participar, é obrigatório o envio da poesia em texto de, no mínimo 5 laudas, e um vídeo com a gravação do poema falado.

Inscrições: Os participantes devem incluir #ConcursoTâmaras no campo de palavras-chave durante o processo de publicação e se registrarem na categoria Poesia. Os títulos têm de ser compostos por poesias originais em português do Brasil que não tenham sido publicados anteriormente e submetidos exclusivamente ao Kindle durante o período do Prêmio, inscrevendo-os no programa KDP Select, e colocando o preço de R$1,99. Os termos e condições do Concurso Tâmaras podem ser vistos em amazon.com.br/concursotamaras

Depois, os concorrentes devem preencher um formulário que estará disponível no site da Polo Cultural em polocultural.com.br. Nesse formulário os autores irão terminar a sua inscrição, colocando o link para a obra publicada pelo KDP e disponível para venda na Amazon, e selecionando em qual categoria que estão se inscrevendo. Além disso, devem incluir também um link para um vídeo público, em qualquer plataforma de vídeo ou rede social com livre acesso, declamando o poema inscrito. Esse formulário é obrigatório, e será a ficha de inscrição para seguir a avaliação das obras.

O KDP é uma forma rápida, gratuita e simples de escritores e editoras publicarem seus livros por conta própria e disponibilizá-los para leitores ao redor do mundo. Com o KDP, os autores têm total controle do processo, do design da capa até a definição do preço, podendo receber até 70% em royalties.

Todos os poemas participantes do Concurso Tâmaras estarão disponíveis na Loja Kindle e no Kindle Unlimited. Os eBooks Kindle podem ser adquiridos e lidos com o aplicativo gratuito Kindle para computadores, tablets e smartphones Android ou iOS, além de e-readers Kindle.

Seleção e prêmios: As obras inscritas serão analisadas em uma primeira fase por uma comissão julgadora composta por coletivos literários indicados pelo Polo Cultural Educação e Arte, levando em conta o texto escrito, o vídeo e o engajamento em mídias sociais. Os critérios de avaliação são: criatividade, desenvolvimento da ideia e linguagem poética (texto), qualidade, performance artística e originalidade (vídeo) e número de visualizações, curtidas e compartilhamento (mídias sociais). Na primeira etapa, os slams vão escolher 30 obras finalistas, 10 em cada categoria. Estes vídeos selecionados serão postados no Youtube e para serem submetidos, numa segunda fase, ao voto popular do internauta.

Quem planta tâmaras não colhe tâmaras: O concurso propõe o semeio das palavras como forma de enfrentar a pandemia: se ainda não há cura ao vírus, que a arte viralize afeto e sonhos para os dias que virão. O nome do prêmio/concurso tem inspiração em um antigo ditado árabe: "Quem planta Tâmaras não colhe Tâmaras". Isso porque em seu processo natural, sem as técnicas de cultivo avançadas, as tamareiras levavam de 80 a 100 anos para frutificar, ou seja, seu plantio era como um exercício de solidariedade, de doação ao próximo, pois se cultivava independente de quem viesse a colher o fruto.

“Propomos aos poetas essa importante e urgente construção, dos poemas para depois do amanhã, onde possamos sonhar o mundo que iremos encontrar no futuro, e os desafios dessa nova relação com o planeta que cada um precisará descobrir e estabelecer. Voltar a circular com os passos certos, com o amor e a coragem que o tempo pedirá”, provoca Marcelo Sollero, da Pólo Cultural, Educação e Arte, realizadora do evento. “Convidamos os amantes das palavras para esse desafio, que surge não só como uma ferramenta de aproximação das pessoas, por meio da troca de experiência nos versos a serem escritos, mas também como um remédio para injetar empatia e esperança no inconsciente coletivo”, finaliza Sollero.

Sobre o Polo Cultural: Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), o Polo Cultural Educação e Arte foi criado em 1998 por iniciativa de um grupo de artistas independentes, com a proposta de impulsionar, criar oportunidades e dar visibilidade a seus trabalhos. Hoje segue com foco na produção destes agentes de cultura que se encontram fora do circuito comercial e desenvolve os seguintes projetos: Arte é Inovação, concurso de poesia Tâmaras, o projeto de literatura Arena da Palavra e o projeto de educação O Palco, que promove oficinas de teatro, dança e poesia a alunos da rede pública e incentiva agentes locais de cultura. Tem sede em São Paulo.

Para Roteiro: Prêmio Tâmaras – Realização Polo Cultural e Amazon. Inscrições entre 1 e 31 de maio por meio do KDP (http://kdp.amazon.com.br.

Os termos e condições do Prêmio Tâmaras podem ser vistos em amazon.com.br/concursotamaras

Os participantes devem incluir #PrêmioTâmaras no campo de palavras-chave durante o processo de publicação e se registrarem sob a categoria Poesia.


quinta-feira, 4 de março de 2021

.: 3° Prêmio Literário AFEIGRAF 2021 para poetas de todo o Brasil


Estão abertas as inscrições para o 3º Prêmio Literário AFEIGRAF 2021, categoria poesia.

O prêmio tem por objetivo prestigiar a literatura brasileira e descobrir novos talentos com a publicação em antologia dos trabalhos selecionados por uma comissão julgadora. É da expertise da AFEIGRAF, promotora do prêmio literário, fornecedora de tecnologia para o mercado gráfico, promover através da comunicação impressa o conhecimento sustentável da cultura em papel. O concurso acontece em parceria com a Scortecci Editora, que cuidará da organização e julgamento dos trabalhos inscritos. Além de editar e imprimir a obra com os 50 trabalhos vencedores.

Poderão participar brasileiros, maiores de 16 anos, residentes ou não no Brasil. Ao fazer a inscrição, o Autor da obra concorda com as regras do concurso, autorizando exposição, divulgação e publicação da poesia (se selecionado), na antologia de nome 3º Prêmio Literário AFEIGRAF 2021 editada e impressa pela Scortecci Editora e responderá por plágio, cópia indevida e demais crimes previstos na Lei do Direito Autoral. 

A Scortecci Editora escolherá uma Comissão Julgadora, de renomado prestígio literário e uma Comissão Organizadora, que resolverá os casos omissos do regulamento, se houver. O autor poderá participar com uma  poesia, obrigatoriamente inédita e de sua autoria. A obra terá que ter um título e estar em língua portuguesa, o que não impede o uso de termos estrangeiros no texto. 

Não haverá cessão de direitos autorais. Autores brasileiros, residentes no exterior, deverão preencher o formulário de inscrição com um endereço do Brasil. O concurso será dividido por região geográfica (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul) e premiará dez autores por região, independentemente do seu endereço atual.

Prêmio
Publicação da obra na antologia do 3º Prêmio Literário AFEIGRAF 2021, com 50 poesias, sendo dez por região geográfica, selecionadas pela comissão julgadora, mais biografia do autor. Não haverá por parte dos participantes nenhuma despesa ou taxa e todos os custos, inclusive de edição e impressão da obra, serão pagos pela promotora. Os autores vencedores receberão via correio 5 (cinco) exemplares da obra, grátis, a título de direito autoral.

Dados técnicos da obra
Edição de 800 (oitocentos) exemplares, com aproximadamente 100 páginas, formato 14 x 20,7 cm, com orelhas, capa colorida, papel 250 gramas, laminação fosca, miolo PB impresso em equipamento digital Canon, em papel Book Slim 80 gramas, da Bignardi Papéis. 

A antologia será organizada por ordem alfabética de nome de Autor (ou nome literário, se houver e indicado no formulário de inscrição), terá número de ISBN, ficha catalográfica, selo da Scortecci Editora e logomarcas dos patrocinadores e colaboradores do prêmio.

Cronograma
Inscrições:
até 31 de julho de 2021.
Período de seleção: até 15 de setembro de 2021.
Resultado: até 31 de outubro de 2021.
Lançamento virtual: novembro de 2021.
Regulamento completo no link: https://www.scortecci.com.br/formulario.php?id=648


segunda-feira, 1 de março de 2021

.: Flipoços Virtual 2021 lança concurso cultural estudantil


Mesmo no virtual, festival lança concurso para escolas e alunos da rede estudantil de Poços. Encontro dos escritores poços-caldenses no Flipoços Virtual em 2020.

Diante da situação pandêmica que nos encontramos e que tende a ter continuidade ao longo de 2021, a organização e curadoria do Flipoços optaram por realizar o evento mais uma vez em formato virtual. A Feira Nacional do Livro e o Festival completam 16 anos de intensa atividade em Poços de Caldas, sempre procurando inserir a população, em especial, as escolas, professores e alunos ao maravilhoso universo do livro, leitura e literatura.

O Festival terá como tema nessa edição “Literatura, Design e Tecnologia: a nova década em suas mãos”, assunto atual e que instiga o aprendizado. Pensando nisso, o Flipoços Virtual 2021, sugere essa reflexão: Como a tecnologia vai nos impactar ainda mais nessa década e que papel a literatura terá na Cultura e no desenvolvimento pessoal da civilização humana que passará a conviver ainda mais com as novas tecnologias e com o mundo virtual?

Na programação oficial do Festival que vai acontecer de 21 a 25 de julho, serão convidados ilustres escritores, pensadores, pesquisadores, profissionais de várias áreas, jornalistas, formadores de opinião e a gente comum, em um mesmo palco para discutir, debater, dialogar e buscar alternativas para um novo pensar e formas de sobrevivência na nova ordem mundial.

Trazendo para a realidade do Concurso Cultural Flipoços 2021, a curadoria convida desde já toda a rede de ensino do município – pública, estadual e particular a convocar seus alunos para debater essa nova realidade, através das categorias - redação e artes, e juntos desbravarem esse novo universo de criação, leitura e expectativas.

O Concurso Estudantil Flipoços 2021 será lançado nesta segunda-feira, dia 1º de março, às 15h, com pelas redes sociais do Flipoços no Youtube (feira-flipocos) e Facebook (/flipocos) com a participaçãode Helena Longhi (coordenadora da GSC e do projeto), de Giovanni Dias (representando a Secretaria Municipal de Educação de Poços) e pelo advogado e escritor Tadeu Rodrigues (representando os avaliadores do Concurso).

Na live de lançamento do Concurso será apresentado o regulamento e como as escolas deverão fazer para inscrever seus alunos no Concurso. As redações e os desenhos devem ser entregues até dia 31 de maio na GSC Eventos (Rua Prefeito Chagas, 305 sala 308). O resultado do Concurso será divulgado no site dia 15 de julho e a entrega da premiação será no dia 24 de julho, e durante a programação do Festival, logo após o encontrão poços-caldense com os escritores da cidade.

Para ficar por dentro dessa e de todas as inúmeras atividades que vão acontecer durante todo o ano em torno do Flipoços 2021, curtam as redes sociais do Flipoços - Facebook(/flipocos), pelo Instagram (@flipocos) e Canal no YouTube (feira-flipocos) o o site do Flipoços (www.flipocos.com). Para mais informações entre em contato pelo (35) 3697-1551 na GSC Eventos Especiais.







quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

.: Literatura: Prêmio Barco a Vapor prorroga inscrições até 21

Uma boa notícia para os escritores de literatura infantil e juvenil: as inscrições para o 17 Prêmio Barco a Vapor foram prorrogadas até o dia 21 de fevereiro. Há 16 anos no Brasil, o Prêmio Barco a Vapor, uma iniciativa internacional da Fundação SM, reconhece e valoriza obras inéditas de autores brasileiros de literatura infantil e juvenil, revelando autores, estimulando a criação literária nacional e proporcionando aos jovens leitores o acesso a textos de qualidade, não só no Brasil, mas em todos os países onde o Grupo SM atua.

O regulamento prevê que qualquer pessoa pode participar, incluindo cidadãos de outras nacionalidades, desde que os originais sejam inéditos, escritos em língua portuguesa, assinados com nome fictício (pseudônimo) - para assegurar a idoneidade do concurso - e que o autor seja maior de 18 anos e more no Brasil. Além do prêmio de R﹩ 40 mil, o vencedor terá seu livro publicado na coleção "Barco a Vapor", da SM Educação. Os interessados podem inscrever textos nos gêneros romance e/ou novela para crianças e jovens através do site http://barcoavapor.smeducacao.com.br/ .

Livro vencedor em 2020: A última edição do Prêmio Barco a Vapor no Brasil contemplou o escritor carioca Guilherme Semionato, com o livro "Nossa Bicicleta", inicialmente intitulado "A Bicicleta Azul". Na narrativa, o autor confere múltiplos sentidos a um objeto cotidiano: uma bicicleta antiga, que pertence à família do protagonista, um menino que adora desenhar e deseja um estojo completo visto numa papelaria próxima. Entre querer e poder, ele acaba tomando uma decisão impensada envolvendo a bicicleta. Na angústia do arrependimento em busca de solução para resolver a situação, o protagonista Daniel toma contato com memórias familiares, fortalecendo seus laços afetivos.

Sobre a SM Educação: Nascida na Espanha, a SM está presente em 10 países e são mais de 2.300 profissionais e voluntários se dedicando a este projeto. Responsabilidade social, inovação e proximidade com a escola pautam o trabalho da entidade, que tem como objetivo promover o desenvolvimento humano e a transformação social para a construção de uma sociedade mais competente, crítica e justa. Atuante no Brasil desde 2004, a SM oferece um amplo catálogo de serviços educacionais, conteúdos didáticos e de literatura infantil e juvenil no país.

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

.: Primeira edição do Prêmio Machado DarkSide anuncia seus ganhadores


Palavras vivas nascem de outras. Enroscam-se. Desatam-se. Confundem-se. Perdem-se. E transformam-se em outras. Em outros sentimentos, em outras bocas, em outras prosas. Se tornam novas, se tornam suas. O importante da palavra é que ela viva. 
A DarkSide® Books, primeira editora brasileira inteiramente dedicada ao terror, fantasia e suspense, junto aos seus parceiros mais que especiais e apoiadores da leitura em nosso país, anuncia nesta sexta-feira 13 os ganhadores do 1º Prêmio Machado Darkside de Literatura, quadrinhos e outras narrativas.

Com mais de cinco mil inscrições realizadas em um período de dois meses, a Comissão Avaliadora da editora chegou a um veredito para premiar criadores nacionais em cinco categorias com 100 mil reais, contratos editoriais, e um troféu dark muito especial. “O Prêmio Machado alcançou um número muito maior do que esperávamos e de enorme relevância dentro de um mercado em transformação”, diz Christiano Menezes, diretor editorial da casa.

Cada um dos 5849 inscritos trouxe ao mundo a sua verdade e expôs o seu coração, comprovando que a palavra vive, e que a arte no país ainda pulsa. A DarkSide Books agradece a todos que ajudaram a escrever um novo capítulo na história da nossa literatura.

Os vencedores do 1º Prêmio Machado DarkSide
Romance/contos // "Porco de Raça", por Bruno Ribeiro
Uma distopia humana, sombria, visceral, potente, violenta, e repleta de horror. Na obra, acompanhamos um professor negro, falido, preso a uma cadeia de acontecimentos inescapáveis que o levam a uma jornada rumo a própria degradação física e psicológica, a partir do momento em que é capturado, confinado e obrigado a fazer parte de um ringue de lutadores formado por párias sociais digladiando-se a gosto de espectadores da alta social. Bruno Ribeiro (Campina Grande, PE) funde e distorce vários gêneros e subgêneros — da ficção pulp ao revisionismo histórico —, compondo um enredo que combina entretenimento com crítica social dura. Em meio a esse mapa movediço de gore, niilismo e visões estranhas, ainda oferece uma abordagem muito íntima e complexa sobre ancestralidade, legado, apagamento e racismo.


Quadrinhos // "Aurora", por Rafael Calça & Diox
Uma graphic novel sensível e emocionante que mostra as batalhas e conquistas de três gerações de mulheres de uma família. Conduzidas pela força e luta da avó, Aurora, que trabalha como empregada doméstica desde os 10 anos de idade, a história é feita de sorrisos, dores e dramas que transformarão os leitores de maneira poderosa, e foi inspirada nas jornadas pessoais das avós, mães e tias dos quadrinistas Rafael Calça e Diox (São Paulo, SP), que também se dedicaram arduamente para que os filhos pudessem estudar e conquistar uma vida melhor.


Outras Narrativas // "Dores do Parto", por Jessica Gonzatto
O projeto vencedor da categoria Outras Narrativas é o roteiro do curta-metragem de horror "Dores do Parto", de Jessica Gonzatto (São Paulo, SP). Com uma ambientação poderosa e personagens marcadas pelas decisões tomadas no passado, o curta aborda o lado sombrio da maternidade com elementos metafóricos e sensoriais para contar uma história de egoísmo, assassinato e manifestação da psique.


Desenvolvimento de Projetos // "Imaginários Pluriversais", por Isa e Pétala Souza
As irmãs Isa e Pétala Souza (São Paulo, SP), criadoras de conteúdo no Instagram @afrofuturas, pautadas na decolonialidade em contextos de raça, gênero, classe e representatividade e articuladoras do movimento #LeiaRepresentatividade, são as contempladas com a mentoria para expandir Imaginários Pluriversais: Narrativas Representativas na Ficção, um estudo que traz um panorama teórico para organizar e amadurecer os significados dos aspectos da representatividade na criação literária, construindo diálogos socialmente transformadores através da literatura.


Não-ficção // "O Monstro no Cinema", por Alex Barbosa
Alex Barbosa (Itabuna, BA), doutor em Cinema, Arte e Cultura Contemporânea pela UERJ apresentou um estudo aprofundado da figura do monstro no audiovisual, de suas origens ao cinema contemporâneo. A obra coloca a DarkSide ainda mais próxima do ambiente acadêmico que vem moldando novos profissionais fundamentais para a formação de uma nova geração de cineastas brasileiros de horror.


Menção Honrosa para Influenciadores Literários
A DarkSide® Books e seus parceiros reconhecem a enorme importância de todos os influenciadores literários para o desenvolvimento da nova geração de leitores, e o 1º Prêmio Machado Darkside contou com uma categoria especial para homenagear estes profissionais que ajudam a propagar o amor pelos livros.

A primeira edição do prêmio recebeu a inscrição de 240 influenciadores espalhados por todos os estados do país e a Comissão Avaliadora selecionou os 30 perfis inscritos mais atuantes para que o público pudesse escolher os seus favoritos. De 15 de outubro e 10 de novembro de 2020, os 30 finalistas da categoria receberam mais de 18 mil votos.

A Menção Honrosa do 1º Prêmio Machado Darkside vai para: Adriana Cecchi, a Redatora de Merda; Milho Wonka e Lana Burns, do canal Freak TV; Pedro Pacífico, o @Book.ster do Instagram; Lucas Barros, do canal Fala, Lucas!; e Dayrealt Azevedo, do perfil @FunkeirosCults, no Instagram. Os 5 influenciadores celebrados com a Menção Honrosa receberão um troféu do 1º prêmio machado darkside e uma surpresa caveirosa. A segunda edição do Prêmio Machado DarkSide ainda não tem data para acontecer, mas está confirmada para o ano de 2021. Você pode conferir todos os ganhadores no site premiomachado.com.br.


Sobre o Prêmio
1º Prêmio Machado Darkside | Premiação brasileira dedicada a literatura, quadrinhos e outras narrativas. As inscrições aconteceram pelo site www.premiomachado.com.br entre 6 de julho de 2020 e 29 de setembro de 2020 para contemplar os ganhadores com 100 mil reais em prêmios. Os vencedores das cinco categorias (romance/contos, quadrinhos, não ficção, outras narrativas e desenvolvimento de projetos), bem como os influenciadores literários votados pelo público, foram revelados no dia 13 de novembro de 2020.


Sobre a DarkSide
A DarkSide® Books é a grande casa do terror. Nasceu no Dia das Bruxas, em 2012. Hoje, com mais de oito anos de vida, já mobiliza mais de 1 milhão de leitores nas redes sociais, que colecionam seus títulos — edições sempre caprichadas e em capa dura. A DarkSide® Books se tornou uma referência entre as novas editoras do mercado e mantém uma relação intensa, de admiração e troca, com seus fãs e seguidores, que não deixam de acompanhar, curtir, sugerir títulos e cobrar lançamentos com a Caveirinha. Além da qualidade do design e acabamento gráfico das edições, esta legião de fãs busca, na DarkSide®, as preciosidades de um catálogo diversificado, que aposta em revelações da literatura mundial, premiadas no exterior (como Andrew Pyper, Caitlín R. Kiernan e Keith Donohue), em ícones do universo do terror e da fantasia (como Robert Bloch, Stephen King e Jim Henson) e em obras-primas que continuavam inéditas no país como Fábrica de Vespas, o premiado livro do autor Iain Banks.





sábado, 7 de novembro de 2020

.: Editora Record lança os vencedores do Prêmio Sesc de Literatura 2020

Enquanto "Terra nos Cabelos" do gaúcho Tônio Caetano, tece suas narrativas de modo delicado e sensual, o romance  "Encontro Você no Oitavo Round", do capixaba Caê Guimarães, é um monólogo poético de rememoração narrativa

"Terra nos Cabelos", do gaúcho Tônio Caetano, foi o escolhido entre os 666 concorrentes na categoria contos e Encontro você no oitavo round, do capixaba por adoção Caê Guimarães, levou na categoria romance, sendo o vencedor entre quase 700 inscritos. O livro de contos tem apresentação de Marcelo Moutinho e de Ana Paula Maia e o romance, de Samarone Lima e de Renata Pimentel. A premiação tem curadoria de Henrique Rodrigues

Chegaram às livrarias os dois vencedores do Prêmio Sesc de Literatura, a mais relevante premiação literária para novos escritores no Brasil. Na categoria de contos, "Terra nos Cabelos" revela as vozes femininas do autor gaúcho Tônio Caetano, que tece suas narrativas de modo delicado e sensual.  Já o romance, "Encontro Você no Oitavo Round", do escritor Caê Guimarães, capixaba por adoção, é um monólogo poético de rememoração narrativa, que revela ao leitor a surpreendente trajetória de seu protagonista, um lutador de boxe que abandonou a poesia depois de um início promissor. 

Criado em 2003 pelo Sesc, o prêmio é uma parceria com a editora Record, responsável por publicar e distribuir os livros vencedores. O concurso tem o objetivo de revelar novos escritores e, assim, renovar o cenário literário brasileiro e incentivar a cultura. Em 2020, o Prêmio Sesc de Literatura recebeu 1358 inscrições, sendo 692 romances e 666 livros de contos.


"Encontro Você no Oitavo Round"
Caê Guimarães
144 pág. | R$34,90
Ed. Record | Grupo Editorial Record

Socos, cicatrizes, quedas, redenções e um zumbido no ouvido, fruto de uma vida marcada por pancadas. Essa é a história de Cristiano Machado Amoroso, um pugilista que chegou bem perto do topo da sua carreira aos 25 anos, mas sofreu um nocaute que nunca esqueceu. Aos 40, antes de integrar ao time dos aposentados, ele tem sua última luta e uma proposta: em troca de uma boa quantia em dinheiro, o boxeador deve entregar o resultado, sem que o adversário saiba, no quarto round.

A narrativa, em primeira pessoa, nos apresenta também o cotidiano da periferia. O vizinho Magro e sua família de doidos, a amizade com o sapateiro, o bairro esquecido coalhado por cortiços e, claro, a jornalista que fará repensar o rumo da sua história são detalhados de forma fluida e delicada, pelo protagonista. Vivaz e irônica, Esther é mais do que uma repórter curiosa pela história de um pugilista no fim de carreira. Ela também é fã das obras literárias de Cristiano, que abandonou uma promissora carreira, mas que agora retorna para, quem sabe, um acerto de contas.

Neste "Encontro Você no Oitavo Round", vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2020 na categoria Romance, a irmanação entre boxe e escrita surge com rara potência. Até o último round, não sabemos se o pugilista vai beijar novamente a lona, conforme o combinado. O estranho mistério que acompanha os que apanham muito, mas nem sempre entregam os pontos.

Caê Guimarães nasceu em 1970 e vive em Vitória (ES). É escritor, poeta, jornalista e roteirista. Tem cinco livros publicados, entre poesia, conto e crônica. "Encontro Você no Oitavo Round", vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2020, é seu primeiro romance. Você pode comprar o livro neste link.

"Terra nos Cabelos"
Tônio Caetano
112 pág. | R$32,90
Ed. Record | Grupo Editorial Record

Em "Terra nos Cabelos", Tônio Caetano apresenta histórias emocionantes protagonizadas por mulheres. Entrelaçadas por um fio invisível que compartilha a força de suas histórias, as personagens apresentam situações reais que, ora atuais ora de décadas passadas, nos fazem refletir sobre autoconhecimento, medos, inseguranças e, sobretudo, o que é ser mulher – em contextos, idades e épocas diversas.

Ao longo de 15 contos, o livro se propõe a uma espécie de investigação do íntimo, das descobertas do outro, e instiga o leitor a mergulhar na vida dos personagens. A menina que vê a mãe partir e se aferra a uma prolongada espera, a esposa infeliz que se aventura na casa de swing, as adolescentes enredadas nas primeiras experiências sexuais, em ritos de passagem e de iniciação. São, todas elas, personagens em contenda com o mundo, seja no âmbito familiar ou no universo da sociedade de forma mais ampla. Tônio Caetano costura as histórias de forma que a ambiência se amalgama a um sentimento difuso de inadequação, de não pertencimento.

A poética presente em Terra nos cabelos revela a chegada de mais um autor talentoso ao cenário da literatura brasileira. Semeando boas histórias que fazem refletir as minúcias da vida comum, sua estreia é bem-vinda, e seus textos, cheios de inquietações.

Tônio Caetano nasceu em Porto Alegre (RS), em 1982. Trabalha como servidor público municipal e é especialista em Literatura Brasileira pela PUC-RS. Integra as coletâneas Contos de mochila, Minicontos de amor e morte, Planeta Fantástico e Ancestralidades: escritores negros. Em 2020, venceu o Prêmio Sesc de Literatura 2020, na categoria Contos, com o livro "Terra nos Cabelos". Você pode comprar o livro neste link.

domingo, 12 de julho de 2020

.: DarkSide Books lança prêmio de 100 mil reais distribuído em 5 categorias


Em meio à pandemia que impactou diretamente o mercado literário, a DarkSide Books lança mão de uma iniciativa para estimular o ecossistema da economia criativa. Assumindo o papel de revelar, apostar, reconhecer novos talentos e estimular a criatividade de autores brasileiros, a editora promove o 1° Prêmio Machado DarkSide de Literatura, Quadrinhos e Outras Narrativas, que dará aos ganhadores  o valor de R$ 100 mil divididos para cinco categorias, além de uma Menção Honrosa ao Influenciador de Literatura mais envolvidos com o universo do livro.

Com inscrições abertas até dia 29 de setembro – dia da morte de Machado de Assis -, o prêmio tem como objetivo selecionar os melhores textos ou projetos originais e inéditos em língua portuguesa, que serão contemplados, cada um, com um contrato de edição de R$ 20 mil. São cinco categorias: Romance e Contos; Histórias em Quadrinhos; Obras de Não-Ficção; Outras Narrativas; e Desenvolvimento de Projeto.

Rompendo os próprios padrões do mercado de literatura, a categoria Outras Narrativas abarca diversas manifestações artísticas, desde ensaios, poesia e prosa, até jogos, música, reportagens, roteiros, podcasts, exposições virtuais. Já o vencedor de Desenvolvimento de Projeto receberá mentoria do time da DarkSide em três fases até a conclusão do projeto. Os resultados saem em 13 de novembro, última sexta-feira 13 de 2020.

Influenciadores concorrem a Menção Honrosa
Os influenciadores literários também terão a oportunidade de ver seu trabalho reconhecido. Considerados pela Darkside grandes colaboradores da formação da nova geração de leitores, estes profissionais poderão se inscrever no prêmio que selecionará, inicialmente, os 30 perfis mais atuantes. 

A partir desta etapa, o voto popular vai eleger seus influenciadores favoritos. A votação estará disponível no site oficial do prêmio entre os dias 15 de outubro e 10 de novembro de 2020. Os cinco candidatos mais votados pelo público serão contemplados com um troféu do 1º Prêmio Machado DarkSide e a menção honrosa.

Sobre as categorias
• Romance/Contos: romances ou coletâneas de contos inéditos (mínimo de 40 mil palavras no projeto completo).
• Quadrinhos: projetos inéditos de quadrinhos (mínimo de 60 páginas), até 4 autores.
• Não ficção: biografias, documentos históricos, pesquisas/monografias.
• Outras narrativas: audiovisual, podcasts, poesia, teatro, música, jogos e todas as formas onde a palavra se manifesta.
• Desenvolvimento de projetos: categoria exclusiva para receber a Mentoria DarkSide em projetos não finalizados.

Sobre as inscrições e resultados
As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas no site do Prêmio (www.premiomachado.com.br) ou através do site da DarkSide Books (www.darksidebooks.com.br) até dia 29 de setembro de 2020. Todas as pessoas maiores de 18 anos residentes no Brasil ou em territórios e comunidades que têm a língua portuguesa como nativa estarão aptas a participar da seleção.  

Para ser considerada inédita, a obra concorrente não pode ter mais que 20% de seu conteúdo divulgado anteriormente em qualquer meio, entre eles, sites, blogs e redes sociais do autor ou outras publicações como revistas e coletâneas. Os vencedores do 1º Prêmio Machado DarkSide de Literatura, Quadrinhos e Outras Narrativas serão anunciados no dia 13 de novembro de 2020, no site oficial da editora (www.darksidebooks.com.br) e do Prêmio (www.premiomachado.com.br).

Para conferir todos os detalhes do regulamento, acesse: http://premiomachado.com.br/regulamento/regulamento_premio_machado_darkside_ed-2020.pdf

Sobre a DarkSide Books
A DarkSide® Books é a grande casa do terror. Nasceu no Dia das Bruxas, em 2012. Hoje, já mobiliza mais de 1 milhão de leitores nas redes sociais, que colecionam seus títulos — edições sempre caprichadas e em capa dura. A DarkSide® Books se tornou uma referência entre as novas editoras do mercado e mantém uma relação intensa, de admiração e troca, com seus fãs e seguidores, que não deixam de acompanhar, curtir, sugerir títulos e cobrar lançamentos com a Caveirinha. 

Além da qualidade do design e do acabamento gráfico das edições, esta legião de fãs busca, na DarkSide®, as preciosidades de um catálogo diversificado, que aposta em revelações da literatura mundial, premiadas no exterior (como Andrew Pyper, Caitlín R. Kiernan e Keith Donohue), em ícones do universo do terror e da fantasia (como Robert Bloch, Stephen King e Jim Henson) e em obras-primas que continuavam inéditas no país como Fábrica de Vespas, o premiado livro do autor Iain Banks.

segunda-feira, 22 de junho de 2020

.: Prêmio Sesc de Literatura anuncia os vencedores da edição 2020


Caê Guimarães foi o escolhido na categoria Romance com "Encontro Você no Oitavo Round". Foto: Fabrício Zucoloco

Há 17 anos, o Prêmio Sesc de Literatura revela anualmente dois escritores, sempre nas categorias Romance e Conto. Nesse período, se tornou uma das mais importantes premiações do país, ao oferecer oportunidades a novos escritores e impulsionar a renovação no panorama literário brasileiro, sendo hoje considerado referência por críticos literários, escritores brasileiros e visto como porta de entrada para o mercado editorial no Brasil.

Neste ano foram inscritos 1358 livros, sendo 692 romances e 666 contos. O cronograma, por ser executado por trabalho remoto, não foi afetado pela pandemia, de modo que o resultado pôde ser divulgado no prazo previsto. Na edição de 2020, os selecionados foram o capixaba Caê Guimarães, na categoria Romance, por "Encontro Você no Oitavo Round", e Tônio Caetano, na categoria Conto, por "Terra nos Cabelos", reafirmando o aspecto de diversidade do projeto.

Caê Guimarães nasceu em 1970 no Rio de Janeiro. Foi criado no Espírito Santo, onde vive atualmente. É poeta, escritor, jornalista, redator e roteirista. Com  "Encontro Você no Oitavo Round", apresenta uma narrativa que trata de redenção: um pugilista se debate entre um incômodo zumbido e a memória de outra ocupação antes de se dedicar ao boxe. Dias antes da sua última luta, ele conhece uma jornalista disposta a desvendar o que o fez tomar o caminho dos ringues. "Eu recebi com muita alegria a notícia que o meu primeiro romance foi o vencedor do Prêmio Sesc de Literatura. É uma oportunidade muito potente de levar meu trabalho pra outras praças, conhecer autores, públicos e outras formas de fazer literatura e estar no mundo", afirma Caê .


Tônio Caetano foi o escolhido na categoria Conto por "Terra nos Cabelos". Foto: Rafael de Oliveira

Tônio Caetano nasceu em Porto Alegre, em 1982. Trabalha como servidor público municipal e é especialista em Literatura Brasileira pela PUC-RS. Já participou de várias antologias literárias. No volume de contos "Terra nos Cabelos", são trilhados diferentes percursos da mulher na nossa sociedade, envolvendo questões que abordam o mundo do trabalho, o primeiro beijo, ritos de iniciação e as violências externas e internas submetidas ao sexo feminino. "A literatura faz parte da minha vida desde a infância. Ganhar o Prêmio Sesc me faz a pessoa mais feliz e também me dá um baita frio na barriga. Eu ainda estou assimilando tudo o que representa este momento. A minha única certeza é que vai me tornar um escritor melhor", comenta Tônio .

"É interessante sempre termos um resultado que mostra a diversidade do país, que revela como nós temos boa literatura, sendo produzida em qualquer lugar. É muito emocionante dar a notícia para os autores, porque começa uma nova etapa nas suas vidas. São duas grandes obras, que temos prazer em anunciar como vencedoras do Prêmio Sesc de Literatura de 2020!", comemora Henrique Rodrigues, analista de Literatura do Departamento Nacional do Sesc.

Os vencedores têm suas obras publicadas e distribuídas pela editora Record, parceira do Sesc no projeto. A curadoria e seleção dos livros segue um padrão criterioso e democrático. Os livros são inscritos gratuitamente pela internet e protegidos por anonimato. Em seguida, as obras são avaliadas por escritores profissionais renomados, cujos nomes mudam a cada edição, e escolhem os vencedores pelo critério da qualidade literária, legitimando o processo. 

Esse ano as comissões foram comandadas por Renata Pimentel e Samarone Lima, na categoria Romance, e por Ana Paula Maia e Marcelo Moutinho, na categoria Conto. Desde 2003, diversos autores foram descobertos e se consolidaram na literatura nacional, graças ao incentivo da Instituição, entre eles Juliana Leite, Rafael Gallo, Luisa Geisler, André de Leones, Franklin Carvalho, Sheyla Smanioto e Lucia Bettencourt .

sexta-feira, 5 de junho de 2020

.: "Enfermidades" é tema da nova edição da revista poética Cabeça Ativa


A revista poética e temática Cabeça Ativa convoca poetas para participarem da edição n.º 50, que terá como tema "Enfermidades". "Aguardamos seus poemas convalescentes, moribundos e cheios de 'dodói'", diz a bem-humorada editora Cláudia Brino, que recentemente foi destaque na edição. Interessados em participar da seleção podem enviar até três poemas de no máximo 25 linhas até o dia 25 de julho, para o e-mail livroscostelasfelinas@gmail.com. Autores selecionados receberão um exemplar grátis.

quinta-feira, 5 de março de 2020

.: Concurso literário da editora Costelas Felinas publicará livro individual

Inscrições abertas para o concurso literário Costelas Felinas 2020, que premiará com a publicação gratuita da obra. A editora artesanal, comandada com muito talento pelos escritores Cláudia Brino e Vieira Vivo, selecionará um autor que terá a publicação gratuita de uma obra. Serão distribuídos ao selecionado 100 exemplares - não haverá nenhum ônus ao autor contemplado. 

A obra, que será costurada e impressa em papel pólen, com capa brochura, terá 50 páginas  sem imagem interna. Não há taxa de inscrição e só poderão participar autores residentes no Brasil e em língua portuguesa. 

O livro não precisa ser inédito e o participante deverá enviar 50 poemas, que não poderão ultrapassar 30 versos/linhas de qualquer estilo poético. O trabalho deverá ser enviado somente por e-mail. Não será aceito de outra forma. 

Tudo deverá vir em um único anexo, seguindo esta ordem: título da obra, nome completo ou nome literário do autor(a), endereço completo - inclusive CEP - , e os poemas. Sendo 01 poema em cada folha. No assunto do e-mail escreva CONCURSO COSTELAS FELINAS. Enviar para:  livroscostelasfelinas@gmail.com. Inscrições até dia 31 de maio de 2020. Regulamento completo no link: https://artesanallivros.blogspot.com/2020/02/concurso-literario-costelas-felinas.html.

Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.