segunda-feira, 23 de setembro de 2019

.: "Simonal" é o grande vencedor do 23º Festival de Cinema Brasileiro de Miami

Na maior e mais importante mostra de filmes nacionais realizada no exterior, o longa estrelado por Fabrício Boliveira ganhou em quatro categorias: Melhor Filme (júris popular e oficial), Ator e Direção de Fotografia

Cena da cinebiografia

O Festival de Cinema Brasileiro de Miami acaba de anunciar, em cerimônia no tradicional Colony Theather, em South Beach, os vencedores de sua 23ª edição. Dirigido por Leonardo Domingues, Simonal, que no Brasil foi lançado em agosto, levou o troféu Lente de Cristal em quatro das sete categorias da premiação: Melhor Filme, Melhor Filme do Júri Popular, Direção de Fotografia para Pablo Baião e Melhor Ator para Fabrício Boliveira. Miguel Falabella ganhou o prêmio de Roteiro por Veneza, Lorena Comparato o de Melhor Atriz por Boca de Ouro, e Joana Mariani de Direção por Todas as Canções de Amor (veja abaixo a lista completa). Além da premiação, a noite teve homenagem à atriz Dira Paes e contou com o ator e cantor Daniel Del Sarto como mestre de cerimônia.

Nesta edição, o júri foi composto por Adriana Sabino, fundadora e presidente do Centro Cultural Brasil-USA; Ana François, professora de cinema da University of Miami; Maria Sanchez, head da Amazon Prime para a América Latina; Monica Sufar, produtora e consultora de cinema; e Yago Mariño, diretor da VICE Media.

Seis longas estavam na competição: os ainda inéditos no Brasil Veneza, de Miguel Falabella, e Boca de Ouro, de Daniel Filho; Simonal, de Leonardo Domingues; Todas as Canções de Amor, de Joana Mariani; Deslembro, de Flávia Castro; e De Pernas Pro Ar 3, de Julia Rezende.

A cerimônia teve a presença de realizadores e atores como Fabrício Boliveira, Malu Mader, Daniel Filho, Luiza Mariani, a diretora Joana Mariani, o diretor de fotografia Pablo Baião, o produtor Fernando Muniz, além das diretoras do festival Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli, entre outros.

OS VENCEDORES DO 23º FESTIVAL DE CINEMA BRASILEIRO DE MIAMI

Melhor Filme (Júri Popular) - Simonal, de Leonardo Domingues

Melhor Filme - Simonal

Melhor Ator - Fabrício Boliveira (Simonal)

Melhor Atriz - Lorena Comparato (Boca de Ouro)

Direção - Joana Mariani (Todas as Canções de Amor)

Direção de Fotografia - Pablo Baião (Simonal)

Roteiro - Miguel Falabella (Veneza)


SOBRE O FESTIVAL: Idealizado pelas produtoras Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli, o BRAFF (Brazilian Film Festival of Miami / Festival de Cinema Brasileiro de Miami) é pioneiro na exibição exclusiva de cinema brasileiro no exterior e tem sido o maior responsável, nas últimas décadas, pelo fomento do audiovisual nacional no exterior. O evento integra o calendário oficial da cidade de Miami e Miami Beach, e é reconhecido como um festival de mercado, considerado uma importante plataforma de negócios e comunicação entre profissionais e empresas do setor audiovisual nas Américas.

Em 23 anos de realização, o Circuito Inffinito de Festivais teve mais de 1,1 milhão de espectadores em seus 82 festivais apresentados em todo o mundo e já exibiu mais de 850 filmes de diversos gêneros e formatos, gerando a oportunidade de novos negócios para cerca de 40% destes filmes.

SOBRE A INFINITTO: Fundada em 1995 pelas sócias Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli, a Inffinito é hoje uma das mais importantes produtoras culturais do Brasil e a maior vitrine do cinema nacional no exterior. A Inffinito atua na produção de eventos culturais, ações de capacitação, experiências em sustentabilidade e produção de conteúdo audiovisual para cinema e TV.

A Inffinito é idealizadora do Circuito Inffinito de Festivais, o único circuito de Festivais de cinema brasileiro no mundo. A empresa também produz filmes em todos os formatos: curtas, médias e longas, e produtos para a TV. Em seu portfólio estão os longas-metragens documentários Fumando Espero (2009) e Quanto Tempo o Tempo Tem (2017), de Adriana L. Dutra; Fumando Espero, a Série; Opção Laje; Opção América e Transgente (exibidas pelo Canal Brasil);  Sons Brasilis  (exibido pelo Canal Curta!); Quero Botar Meu Bloco Na Rua (exibido pela TV Cine Brasil); Pioneiros, documentário de Viviane B. Spinelli e Dulce Bressane (2008); além de Caravana MT: Concertos pela Paz no Trânsito (2008), de Viviane B. Spinelli. Atualmente, está em produção o longa Sociedade do Medo, de Adriana L. Dutra.

​​​A Inffinito também é responsável pela realização de eventos culturais no Brasil como o Cine Pedal Brasil, Cine Verão do Rio, Cinema da Gente, Verão do Rio, Conexão Samba, Redecard Conexão Brasil, B-a-bá do Cinema Nacional, Projeto Ecocine & Expo Lamsa Arte de Comunidade, entre muitos outros.

.: Clássico álbum “Severino”, de Os Paralamas do Sucesso, é reeditado

Antes mesmo de chegar às lojas físicas, a Universal Music Store (https://www.umusicstore.com) disponibiliza o álbum “Severino”, que completa 25 anos de lançamento

Por Julio César Biar, em setembro de 2019.

Lançado em 1994, o sétimo disco d’Os Paralamas do Sucesso entregava suas influências já no nome: “Severino”. Paraibano de nascença, Herbert Vianna mirou a saga do retirante nordestino escrita pelo poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto para mostrar que muito pouco, ou quase nada, havia mudado desde o lançamento do poema “Morte e Vida Severina” em 1955. 

Herbert e seus parceiros, Bi Ribeiro e João Barone, ousaram na produção musical, apresentando um trabalho sofisticado que, por abrir mão de melodias e refrões mais palatáveis, não foi bem recebido por parte da crítica e do público. A estranheza começava pela capa de “Severino”, que reproduzia um manto bordado pelo artista plástico Arthur Bispo do Rosário, representando um homem cercado por nomes de órgãos e partes constituintes do corpo humano e, abaixo, a frase “Eu preciso destas palavras ‘escrita’”. Interno da antiga Colônia Juliano Moreira, onde viveu por mais de 50 anos, o sergipano Bispo do Rosário também era um retirante, um “severino”.

Gravado na Inglaterra, com produção de Phil Manzanera, ex-guitarrista da banda Roxy Music, “Severino” significou uma virada estética ainda mais radical que a de “Selvagem?”, disco de 1986, ao avançar na trilha do experimentalismo e da crítica social.  “És tu Brasil, ó pátria amada, idolatrada por quem tem/ Acesso fácil a todo os teus bens/ Enquanto o resto se agarra no rosário/ E sofre, e reza/ À espera de um deus que não vem”, versos contundentes como os de "O Rio Severino", originalmente gravada por Herbert em seu primeiro disco solo (“Ê Batumaré”), ganharam arrojados arranjos executados com a utilização de instrumentos musicais convencionais e outros inusuais, como canos de PVC e furadeiras.

Tom Zé, uma das figuras-chave do movimento tropicalista, tem participação dupla no álbum: é autor da canção “Músico” e cantou na faixa “Navegar Impreciso” ao lado do poeta e cantor jamaicano Linton Kwesi Johnson. Coautor de “El Vampiro Bajo el Sol”, o cantor e compositor argentino Fito Paez tocou piano nesta faixa, que ainda teve as participações especiais de Bryan May, guitarrista do Queen, e da também inglesa Reggae Phillarmonic Orchestra.

O single de lançamento do disco, “Cagaço” (“Eu tenho cagaço de descer ladeira abaixo/ Eu tenho cagaço de pensar demais”), não emplacou nas rádios, que preferiram o romantismo de “O Amor Dorme”. A faixa “Dos Margaritas” fez sucesso em países como México, Uruguai e Argentina, dando nome à edição latino-americana do álbum, que ampliou a popularidade do trio em países de língua hispânica. Enquanto isso, no Brasil, a turnê de “Severino” gerou o disco ao vivo “Vamo Batê Lata”, que vendeu mais de 1 milhão de cópias. Vinte e cinco anos depois, as questões sociopolíticas - e musicais - levantadas por Herbert, Bi e Barone permanecem atuais e “Severino” vem ganhando o merecido status de obra cult da banda. A Universal Music celebra a efeméride com esta nova tiragem em vinil.

Lado A
1. "Não me Estrague o Dia" (Herbert Vianna/ Bi Ribeiro)
2. "Navegar Impreciso" (Herbert Vianna) Part. Especiais Tom Zé e Linton Kwise Johnson
3. "Varal" (Herbert Vianna)
4. "Réquiem do Pequeno" (Herbert Vianna)
5. "Vamo Batê Lata" (Herbert Vianna)
6. "El Vampiro Bajo el Sol" (Fito Paez/ Herbert Vianna)

Lado B
1. "Músico" (Tom Zé)
2. "Dos Margaritas" (Herbert Vianna/ Bi Ribeiro)
3. "O Rio Severino" (Herbert Vianna)
4. "Cagaço" (Herbert Vianna/ Bi Ribeiro)
5. "O Amor Dorme" (Herbert Vianna)

.: Prestes a completar 40 anos de banda, Roupa Nova lança álbum inédito


Roupa Nova, a banda com o maior número de sucessos em novelas e hits que marcaram gerações, lança hoje, pela Sony Music, o álbum "As Novas do Roupa". Com 11 faixas inéditas, o novo projeto traz canções escritas por compositores de todo o Brasil e claro, composições dos integrantes que também assinam sucessos da banda.

O álbum abre com "Amor Sob Medida", que traz o gostoso balanço do reggae e a participação especial de Luan Santana. Na sequência "Seja Bem-Vindo" e "Luzes de Emergência" dão um tom romântico ao projeto e podem ser vistas em vídeoclipes já disponíveis no Youtube. "Alma Brasileira", escrita por Nando e Alex Lamounier, é uma mensagem de inspiração para o povo brasileiro, seguida pela certeira parceria entre Roupa Nova e Maite Perroni, cantora mexicana que imprimiu seu talento e suavidade em "Destino o Casualidad", uma versão da música do cantor Melendi. 

"Mensagem de Amor", "Tudo o que Preciso", "Volta Pra Casa" e "Bicho Selvagem", são assinadas por integrantes da banda e contemplam o romantismo e a pegada rock’n roll, marca registrada de Kiko, Nando, Paulinho, Feghali, Serginho Herval e Cleberson Horsth. As músicas "Queda de Braço" e a versão remix de "Alma Brasileira" finalizam o projeto e carimbam mais um sucesso da maior banda do país, que prestes a completar 40 anos de carreira, prova que é possível se renovar a cada lançamento. Todas as faixas foram masterizadas por Enrico De Paoli e gravadas e mixadas por Ricardo Feghali no Oasis Music Vídeo.

.: Resumo do 354º ao 358º capítulo de "As Aventuras de Poliana", do SBT

As Aventuras de Poliana
Resumo dos Capítulos 354 a 358 (23 a 27.09)



Capítulo 354, segunda-feira, 23 de setembro

Com a polêmica sobre a participação de Falcão no clipe de Lindomar, Ruth e Helô decidem afasta-lo da escola. Foto: Lourival Ribeiro / SBT

No sítio, Vini e Luca seguem na disputa por Mirela. Glória consegue despistar Luisa e Marcelo, e Pendleton consegue sair de sua casa sem ser visto. Enquanto joga Vetherna, Mário encontra novamente a misteriosa jogadora denominada "Estrela" e descobre onde ela mora. Nancy descobre que Waldisney foi solto e questiona a possibilidade do ex namorado ser inocente.  Gleyce faz perguntas a Jeff sobre os pais de Brenda. Com a polêmica sobre a participação de Falcão no clipe de Lindomar, Ruth e Helô decidem afasta-lo da escola. Filipa fica enciumada com a amizade entre Yasmin e Paola. As crianças do projeto "Escola dos Sonhos" chegam na O11O para o tour na empresa. O Clubinho MaGaBeLo tenta ajudar "Estrela" a fugir da casa de Pendleton. Durante a visita a O11O, Luigi derruba refrigerante no computador de Roger, que para de funcionar. Guilherme flagra Raquel pichando uma parede e descobre que ela é a Dark Lady. Jeff pede que Brenda apresente sua mãe para ele. Mário apresenta a Escola dos Sonhos aos convidados, e Ruth faz questionamentos quanto a metodologia do projeto. Raquel pede para Guilherme guardar seu segredo.


Capítulo 355, terça-feira, 24 de setembro

Ao ler o recado enviado pelas crianças do Clubinho, Ester consegue sair de casa e vai atrás de seus novos amigos. Foto: Lourival Ribeiro / SBT

As jóias de Luisa não são aceitas como parte do pagamento, deixando-a preocupada. Bento pergunta a OTTO se ele seria capaz de desenvolver algum aparato que o permitisse andar. Em troca da ajuda para Bento, Pendleton faz uma proposta a Ruth. Luca e Vini pressionam Mirela para que a menina tome uma decisão. Ao ler o recado enviado pelas crianças do Clubinho, Ester consegue sair de casa e vai atrás de seus novos amigos. Luisa recebe a notícia de que sua casa será leiloada caso não quite sua dívida. Mirela sofre uma queda ao andar de cavalo e é levada ao hospital às pressas. Luisa e Durval pensam em opções para sanar suas dívidas. Mário conhece a "Estrela de Vetherna" pessoalmente, e ele a leva para o Clubinho. João mobiliza seus amigos para ajudarem Poliana e sua família a não perder sua casa. Raquel avisa Jerry que não irá mais ao show que haviam combinado. Pressionada por Jeff, Brenda combina um encontro entre ele e sua mãe. Marcelo pede para Glória ajudar Luisa financeiramente.


Capítulo 356, quarta-feira, 25 de setembro

Iure se reconcilia com Sophie. Foto: Zé Paulo Cardeal / SBT

João e seus amigos fazem uma apresentação musical para arrecadar dinheiro para ajudar Poliana e sua família. Com a aproximação de Yasmin e Paola, Filipa se sente rejeitada. Mirela retorna para a casa da avó com o pé imobilizado. No Clubinho, Mário, Gael e Benício fazem perguntas para Ester. Iure se reconcilia com Sophie. Poliana se junta com seus amigos na apresentação musical. Os meninos do Clubinho começam a estranhar o jeito de Ester. Branca chama Vini para ajuda-la a cuidar de Mirela. Pendleton aparece na casa de Sérgio procurando sua "afilhada" Ester. Raquel vê que Jerry convidou Gabi para ir ao show em seu lugar. Roger arquiteta planos para fazer com que Carla e Guilherme fiquem juntos, mas é descoberto. Débora aparece na casa de Marcelo e se declara para ele. Afonso oferece ajuda financeira a Luisa. Mirela ajuda Vini a estudar.


Capítulo 357, quinta-feira, 26 de setembro

Falcão consegue fugir da delegacia e volta para a comunidade. Foto: Bruno Correa / SBT

Pendleton conta a história de Ester para Cláudia, Sérgio e Joana e diz estar responsável pela menina a partir de então. Luisa repreende Poliana e seus amigos pela iniciativa em tentar arrecadar dinheiro para sua família. Brenda e sua mãe não aparecem para o jantar na casa de Jeff. Arlete fica frustrada pelo anonimato de Lindomar. Filipa pede para seu pai leva-la para um tour na O11O com suas amigas. Raquel discute com Fernanda. Afonso cobra de Débora as despesas do casamento. Pendleton ajuda Ester a normalizar sua maneira de falar. Débora desvia dinheiro do CLP e Roger a ajuda a encobrir. Raquel briga com Jerry e pede que o menino não a procure mais. Falcão consegue fugir da delegacia e volta para a comunidade. Gabi oferece ajuda a Vini com a audição. Lorena conhece Ester.


Capítulo 358, sexta-feira, 27 de setembro

Ao sair do Clubinho, Ester se perde no caminho de casa e encontra Poliana, que a leva de volta para casa de PendletonFoto: Lourival Ribeiro / SBT

Com a crise financeira na família de Luisa, Nancy e Antônio temem por seus empregos. Filipa convida Yasmin e Paola para o tour na O11O. Glória oficializa a presidência de Branca para o Comitê do Laço Azul. Pendleton impõe condições para que Waldisney passe a trabalhar com ele. A notícia da falência da família de Luisa se espalha. Ao sair do Clubinho, Ester se perde no caminho de casa e encontra Poliana, que a leva de volta para casa de Pendleton. Vini pede para Dona Branca o ajudar com a coreografia para sua audição. Raquel é pega pela polícia enquanto pichava paredes, e é levada para delegacia. Mirela pede que sua avó recuse o pedido de Vini. Bento sonha com o dia em que poderá andar. Brenda vai até a casa de Gleyce para de desculpar pessoalmente. Poliana ajuda Ester a voltar para sua casa. Roger tenta convencer os investidores da O11O a tirar OTTO do comando. Poliana desobedece Luisa, e pede ajuda financeira a Pendleton. Débora avisa que encontrou um lugar para ficar e irá sair da casa de Roger. Luisa desconfia que Pendleton possa ter uma afilhada. Ester pede para Pendleton deixa-la estudar na Ruth Goulart.

“As Aventuras de Poliana” é exibida de segunda a sexta às 20h50 no SBT. Site oficial: sbt.com.br/novelas/as-aventuras-de-poliana

domingo, 22 de setembro de 2019

.: Tudo sobre Thayse Teixeira, a "Dona do Cariri", de “A Fazenda 11”


O Ceará sempre foi celeiro para muitos humoristas no rádio e na TV durante décadas. Há alguns anos, os grandes destaques vêm da internet. Os palcos de teatros e casas de stand-up em todo o nordeste, ganham nomes do mundo online.

Fenômeno da internet, a influenciadora Thayse Teixeira, conhecida carinhosamente como “A Dona do Cariri”, já conquistou quase dois milhões de seguidores no Instagram, com seu humor espontâneo e escrachado. Recentemente estreou seu projeto stand-up comedy.

Acostumada com pessoas acompanhando seu dia a dia pelas redes sociais, Thayse percebeu a diferença ao levar seu humor para os palcos. “É tudo novidade para mim. Tive que me reinventar. Geralmente meu contato com público é por meio dos vídeos. Subir no palco é difícil, mas quem trabalha com internet precisa se renovar”, afirma.

O “Show da Dona” foi desenvolvido pela própria Thayse. A ida para os palcos foi muito incentivada pelo amigo e padrinho artístico, o também digital influencer, Carlinhos Maia. No "cara a cara", o público reage imediatamente com as presepadas da humorista.

A estreia ocorreu em Fortaleza e foi sucesso de público. Thayse está pronta para viajar com o espetáculo por todo o Brasil. Com muita alegria e bom-humor, a Dona do Cariri faz uma apresentação recheada de piadas, divertidos momentos de seu cotidiano, e claro, muita interação com público.

Thayse ganhou fãs com as redes sociais, mas também sofreu com o abuso de "haters" por ser mulher e cearense. O empoderamento feminino, característica de destaque da digital influencer, não falta nos shows. Com muitas risadas, toca em assuntos delicados e vistos até como tabu na sociedade.

Ao lado do filho Bernardo, a mãe Tânia e a irreverente Lúcia, aborda outros temas diversos. Sim, claro que você vai ouvir a Thayse gritando: "Lúuuuciiiaaaaaaaaaaa!".

Professora do Riso
Apesar da formação em Administração e Recursos Humanos e da experiência profissional como professora universitária e até mesmo vendedora de trufas, Thayse Teixeira descobriu no humor a fórmula para encontrar um caminho diferente para a fama. "Já saí da barriga de minha mãe fazendo graça. Lecionei por sete anos em uma Universidade, mas sempre tive essa veia do humor. O improviso é que me faz divertida", garante.

A digital influencer, natural do Crato (CE), garante a criação de seu único filho Bernardo (sete anos) a partir de seu trabalho: nas redes sociais, shows pelo Brasil, campanhas publicitárias e presenças VIP. “Quero me tornar uma celebridade no humor”, idealiza Thayse.

"A Fazenda 11"
Thayse Teixeira é uma das participantes da 11° temporada de “A Fazenda”, reality da Record TV. A digital influencer leva para a casa a essência da mulher nordestina, garantindo muito humor e irreverência na nova edição do reality. Com seu jeito descontraído, escrachado e muitas vezes até polêmico, certamente contará com uma participação maciça de seus seguidores e conquistará novos admiradores, durante a estada na casa.

Além do humor
Thayse Teixeira também se destaca como empresária. Dona de uma rede de açaí, cruzou fronteiras e expandiu seu negócio. Além das lojas no Brasil, abriu franquias em Orlando, Bocaraton Sharleston - EUA. Uma verdadeira empreendedora de sucesso!

.: Gugu Liberato estreia segunda temporada do "Canta Comigo". Confira!

Sob comando de Gugu Liberato, segunda temporada de "Canta Comigo" estreia dia 25 de setembro; Candidatos precisam empolgar 100 jurados e fazer com que todos se levantem para cantar junto com eles; Vencedor da atração leva o prêmio de R$ 300 mil


Foto: Record TV


No dia 25 de setembro, entra no ar mais um reality show de sucesso na tela da Record TV: "Canta Comigo", comandado por Gugu Liberato. Artistas dos mais diversos estilos - em performances individuais ou em grupo – prometem mostrar todo o seu talento no palco da atração para disputar um prêmio de R$ 300 mil. O programa será exibido às quartas-feiras, logo após A Fazenda.

O objetivo dos participantes é impressionar os 100 jurados que compõem um dos maiores painéis já vistos na TV mundial. Se qualquer um deles gostar, pode se levantar e cantar junto com o competidor. Quanto maior o número de jurados em pé, mais pontos o competidor consegue. Um jurado em pé equivale a um ponto somado.

Os ritmos apresentados podem ser os mais variados, rock, sertanejo, lírico ou qualquer outro. O ápice da atração é quando todos os 100 jurados formam uma só voz, em um coro emocionante. Por outro lado, podem representar o pior pesadelo de um cantor: uma plateia em completo silêncio.

O estúdio, com uma área total de 1.400 m², comporta um gigantesco painel de 150 m².

O Canta Comigo é a versão nacional de All Together Now, formato original da Endemol Shine Group, com direção de Marcelo Amiky e direção de núcleo de realities de Rodrigo Carelli. A temporada brasileira é gravada nos Estúdios Vera Cruz, em São Bernardo do Campo, e produzida pela Endemol Shine Brasil. Inovador, o formato, que estreou mundialmente na BBC One, no Reino Unido, já foi vendido para outros países como Austrália, Alemanha, França, Dinamarca e Polônia. 


VEJA QUEM SÃO OS 100 JURADOS

Adriana Naccache – cantora
Alexander Rosa – professor de canto e maestro
Ana Dutra – cantora e compositora
André Marinho – cantor
Andréa Sorvetão – apresentadora e atriz
Anny Cee – professora de canto e youtuber
Bruno Sutter – cantor e humorista
Canisso – músico 
Carla Cristina – cantora e apresentadora
Carol Rodrigues – cantora
Catiana Gomes – cantora e fonoaudióloga
Cayo Felipe – produtor musical e multi-instrumentista
Conrado – cantor
Cris Piza – cantora
Débora Pinheiro – cantora
Diego Moraes – cantor e compositor
Digo Vianna – cantor
Diogo Tornili – preparador vocal
DJ Créu – DJ e produtor musical
Edu Ribeiro – cantor e compositor
EME – DJ
Fernandinho Beat Box – rapper
Gilda Bandeira – influenciadora digital
Gilliard – cantor e compositor
Graça Cunha – cantora e atriz
Gui Cruz – intérprete e compositor de samba enredo
Gui Passarello – cantor
Henrique Zárate – cantor e intérprete
Izzy Gordon – cantora
Jack Oliveira – cantora
Jhonny Faria – professor de dança e ator
Jisa Lima – arranjadora vocal e backing vocal
João Zoli – cantor
Joe Hirata – cantor
Juh Leidl – cantora e artista plástica
Julie  Olcese – cantora e empresária
Kadu Pelegrini – cantor e compositor
Kris Aguiar – cantora
Landau – cantor e compositor
Leandro – músico e cantor
Leo Mahuad – músico
Leo Richter – produtor musical
Lino Krizz – cantor e produtor musical
Liriel – cantora lírica e compositora
Maiza Tempesta – diretora de teatro musical
Manuela Perez – cantora
Marcelo Tchakabum – cantor
Margareth Pires – cantora
Margreet Martina – cantora e artista circense
Mari Belém – digital influencer
Marilda Teixeira – cantora e professora de canto
Marquês – cantor
Matheus Vargas – cantor
Michele Gravina Jr. – cantor
Miguel Nador – músico
Naheda Beydoun – cantora
Nalla – cantora e compositora
Nega – cantora
Neila Abrahão – professora de música e guitarrista
Neném – cantora e compositora
Nick Vila Maior – ator de musicais e professor de canto
Nikki Valentine – cantora
Nina – cantora e compositora
Penélope Nova – comunicadora
Penelopy Jean – drag queen, DJ, performer e cover da Lady Gaga
Pepê – cantora e compositora
Perlla – cantora
Rafa Mussolini – blogueira sertaneja
Rafa Perussi – arranjador vocal
Rafa Rangel – cantor e compositor
Rafael Ilha – cantor e apresentador
Reinaldo Yazaki – cirurgião da voz e médico otorrinolaringologista
Ringo Mendes – músico
Roberta Espinosa – cantora
Roberto Seresteiro – cantor e professor de história da música
Robinson Monteiro – cantor
Robson Moura – cantor
Rodrigo Teaser – cantor e intérprete do Michael Jackson
Ruy Brissac – cantor e ator
Sabrina Caldana – cantora, live vocal e DJ
Samuell Sabino – preparador vocal
Sebá Inimigos da HP – músico
Simbas – cantor
Sol Ribeiro – cantora e diretora de performance
Stephanie Balek – cantora lírica e professora de canto
Sula Miranda – cantora
Sylvinho Blau Blau – cantor e ator
Tai Veroto – cantor e compositor
Talita Dias – cantora
Talita Real – cantora e atriz
Tata Martinelli – cantora e professora de musicalização infantil
Thaíde – músico e apresentador
Thiago Deejay – apresentador e DJ
Tomé – cover oficial do Ozzy Osbourne e professor de inglês
Veca Ned – cantora
Vera Lúcia – cantora
Vida Vlatt – atriz e humorista
Vinícius D´black – cantor
Vitor Lemes – cantor e ator
Vivian Lemos – cantora

.: "Cem: o Que Aprendemos na Vida", de Heike Faller e Valerio Vidali


Uma jornada colorida e poética pelos prazeres e desafios de todas as idades

“Em algum momento, quando viramos adultos, nos acostumamos ao mundo, e mesmo coisas enormes, como montanhas, a lua cheia ou o amor de outra pessoa, nos parecem óbvias. Para voltarmos a enxergar sua grandeza, precisamos aprender a vê-las com outros olhos.”

Talvez um dos aspectos mais mágicos da infância seja o universo de descobertas, boas e ruins, que uma criança ainda tem por fazer. Quando uma nova vida começa, com ela vêm também novos aprendizados proporcionados pelas dores e alegrias de sua própria trajetória. 

É isso que a premiada jornalista alemã Heike Faller registra em seu livro.  "Cem: o Que Aprendemos na Vida" é sobre tudo o que a vida nos traz: a primeira cambalhota, o primeiro amor, a primeira vez que você toma café e a descoberta de que o mundo é verdadeiramente imenso.

Para tecer as frases curtas que narram página a página tudo o que acontece ao longo de uma vida, de zero a cem anos, Faller usou sua habilidade jornalística e entrevistou inúmeras pessoas para descobrir que experiências diferentes elas tiveram e o que a vida ainda lhes guardava para o futuro. 

São reflexões construídas a partir das respostas de um vestibulando de 22 anos da Nigéria; de uma síria, mãe de seis filhos, que mora em Istambul; de um ex-diretor de uma indústria da Alemanha Oriental, hoje com 70 anos; de uma professora da Baviera que encontrou seu verdadeiro amor aos 74 anos; de uma pintora de 87 anos que vive em Berlim e viu seu marido ficar senil; de uma escritora londrina de sucesso de 94 anos; e de tantas outras histórias.

As frases poderosas vêm acompanhadas das sensíveis ilustrações de Valerio Vidali, premiado nos Estados Unidos, Portugal, Coreia, Croácia e Arábia Saudita. Juntos, Vidali e Faller percorrem ano a ano as transformações que nos tornam quem somos, mostrando que, mesmo que muitos aniversários já tenham se passado, ainda é possível não se sentir adulto. 

Amadurecer é perceber que o tempo é não apenas precioso, mas também condescendente e, até o fim, nos dá espaço para viver. Sensível combinação de arte, reflexão e poesia, Cem é um daqueles livros que ficam para sempre conosco e que, a cada compasso dos anos, ganham uma dimensão completamente nova.

Sobre os autores
Heike Faller é jornalista e editora da revista alemã "Zeit". Valerio Vidali é um ilustrador italiano residente em Berlim. Tem muitos trabalhos premiados, e dois de seus livros, "Jemmy Button" (2013) e "The Forest" (2018), foram selecionados pelo The New York Times como melhores livros ilustrados do ano.

"Cem: o Que Aprendemos na Vida"
Tradução: Julia Bussius         
Editora: Intrínseca
208 páginas
Impresso: R$ 49,90
E-book: R$ 34,90

.: José Hamilton Ribeiro no "#Provocações": "Democracia é melhor"


O "#Provocações" desta terça-feira, dia 24 de setembro, recebe o consagrado jornalista José Hamilton Ribeiro - principal repórter do "Globo Rural". Na entrevista, ele fala sobre temas como a Serra Pelada, o papel do jornalismo, desigualdade social e política. “A democracia, com os defeitos que ela tem, é sempre melhor do que uma ditadura”, afirmou ele no programa. Apresentado por Marcelo Tas, a atração vai ao ar às 22h15, na TV Cultura e no aplicativo Cultura Digital.

.: "Pesadelo": Erick Jacquin tenta salvar restaurante árabe da falência

Foto: divulgação

Na próxima terça-feira (24), às 22h45, a Band exibe mais um episódio da nova temporada de Pesadelo na Cozinha. O chef Erick Jacquin vai visitar um restaurante árabe localizado na zona leste de São Paulo que quer recuperar o sucesso dos primeiros anos de funcionamento.  Construído com o esforço e união de uma grande família, o El Maktub - que já foi orgulho de todos -, hoje é motivo de discórdia e desânimo.

Para fazer com que o restaurante volte a ser a joia da família, Jacquin vai investigar de perto os problemas estruturais, administrativos e emocionais que estão por trás do declínio deste empreendimento.

Pesadelo na Cozinha é uma coprodução da Band com o Discovery Home & Health. O programa vai ao ar todas as terças-feiras, às 22h45, na tela da Band e às sextas-feiras, às 20h35, no Discovery Home & Health. Aos domingos, às 22h, a Band reapresenta o episódio com material inédito no +Pesadelo na Cozinha. Saiba mais sobre o programa em band.com.br/PesadeloNaCozinha e siga as redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram.

sábado, 21 de setembro de 2019

.: Ilana Kaplan é a convidada do "Terça Insana", com Grace Gianoukas

De 3 de setembro a 29 de outubro, terças-feiras, no Teatro Procópio Ferreira. Convidada do dia 24 de setembro: Ilana Kaplan. Grace Gianoukas: criadora do Projeto Terça Insana, interpreta Aline Dorel, uma de suas personagens clássicas

Foto: divulgação

O Projeto Terça Insana comemora em grande estilo os seus 18 anos com 9 apresentações especiais no Teatro Procópio Ferreira,  a partir de 3 de setembro.

Criado e dirigido pela atriz Grace Gianoukas, o Projeto Terça Insana mudou a cara e o jeito de fazer humor, ampliando o cenário da comédia no Brasil.  A Terça Insana estreou em São Paulo, em 2001. O Projeto se dedicou ao estudo da comédia brasileira, à formação transformação de atores em autores de seus próprios personagens e textos e ao fomento das produções originais de humor adulto contemporâneo.

O sucesso foi imediato. Nestes 18 anos, já foram mais de 700 cenas e  400 atores, entre eles o Roberto Camargo, um dos fundadores, que  sempre esteve ao lado de Gianoukas nestes 18 anos. Roberto é responsável pela criação de grandes personagens, como o Pequeno Príncipe, o Igor Magal e a clássica Betina Botox.


Roberto Camargo: em cena como Igor Magal

Grace Gianoukas e Roberto Camargo estarão em todas as apresentações e recebem para esta festa atores que estrearam suas carreiras no Terça Insana, foram influenciadas direta ou indiretamente, ou já tinham um caso antigo. Os convidados são:


24/09 Ilana Kaplan
01/10 Mila Ribeiro e Silvetty Montilla
08/10 Marcelo Médici e Samantha Schmutz
15/10 As Olivias e Cris Wersom
22/10 Os Barbixas
29/10 Angela Dippe

Quatro atores ainda integram o elenco rotativo e farão parte de várias apresentações. São eles: Darwin Demarch, Silvetty Montilla, Mila Ribeiro e Agnes Zuliani.

Farão parte destas apresentações personagens que já são clássicos do humor,  como “Aline Dorel”,  “Santa  Paciência” e a “Cinderela” criações de Grace Gianoukas; a “Betina Botox”, com Roberto Camargo, “O Mico Leão Dourado”, criação de Marcelo Médici,  “Evelise”, a louca pela escova progressiva, de Ilana Kaplan, ou a “Perua Leila”, de Angela Dippe. 

A Originalidade e a irreverencia que permeou todo o Projeto estarão presentes também em novos personagens e quadros criados especialmente para essas apresentações,  além de convidados que farão a sua estréia nos palcos da Terça Insana, como é o caso de Fábio Porchat e Os Barbixas.

Serão apenas 9 apresentações.  Em novembro Grace Gianoukas começa a gravar a nova novela de Daniel Ortiz, na faixa das 19h, na Globo. Ela está no ar com a sitcon “O Dono do Lar”, e entra nova temporada do “Vai que Cola”, ambas no canal Multishow.

TERÇA INSANA: 18 anos de risos sem humilhar ou ofender, com piadas e textos originais. “Porque não precisa baixar o nível para fazer humor pop”, resume Grace Gianoukas.

Serviço: 
TERÇA INSANA ESPECIAL
18 ANOS DO PROJETO
Com Grace Gianoukas, Roberto Camargo

Elenco Rotativo
•          DARWIN DEMARCH
•          SILVETTY MONTILLA
•          MILA RIBEIRO
•          AGNES ZULIANI

Participações Especiais

•          24/09 ILANA KAPLAN
•          01/10 MILA RIBEIRO E Silvetty Montilla
•          08/10 MARCELO MÉDICI e Samantha Scmutz
•          15/10 AS OLIVIAS e CRIS WERSON
•          22/10 OS BARBIXAS
•          29/10 ANGELA DIPPE

ESTREIA: dia 3 de setembro às 21h.
Temporada: de 3 de setembro a 29 de outubro, terças-feiras, às  21h.
GÊNERO: comédia
DURAÇÃO: 60 min
RECOMENDAÇÃO: 16 anos
INGRESSOS:  R$ 70 | R$ 35 (meia)

BILHETERIA
Terça e Quarta das 14h às 19h;
De Quinta a Domingo das 14h até o início do espetáculo
Ingressos online: bileto.sympla.com.br/

TEATRO PROCÓPIO FERREIRA
Endereço: Rua Augusta, 2.823 – Cerqueira César
Telefone: (11) 3083.4475
Site: teatroprocopioferreira.com.br

Abertura da casa: 1 hora antes de cada espetáculo.
624 lugares, incluindo 07 poltronas adaptadas para obesos e mais 12 lugares reservados para cadeirantes.
- Aceitamos todos os cartões de crédito.
- Não aceitamos pagamentos em cheque.
- Não fazemos reservas.
- O Teatro possui ar-condicionado e acesso universal.
- Não serão permitidos alimentos, câmeras fotográficas, e filmadoras no interior da sala.

Diretor de Produção: Paulo Marcel
Realização: Ventilador de Talentos


Concorra a UM PAR de INGRESSOS. Clique na imagem para participar!


Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.