terça-feira, 23 de abril de 2019

.: Crítica de "Billy Elliot - O Musical": espetáculo fala sobre sonhos e adversidades

Por Helder Moraes Miranda, em abril de 2019.

Após o musical arrasa-quarteirão "Annie", o Atelier de Cultura traz para o público outro espetáculo que tem tudo para ser um grande sucesso. Trata-se de "Billy Elliot - O Musical", em cartaz até dia 31 de maio no Teatro Alfa, que, como se não bastasse, ainda tem músicas de Elton John. 

O musical conta com três meninos no papel-título: Pedro Souza, Richard Marques e Tiago Fernandes - este último, o protagonista na apresentação em que o Resenhando assistiu, e a sensação é a de que se está presenciando o surgimento de um astro que, lá na frente, brilhará nos palcos em papéis cada vez mais desafiadores. Billy Elliot foi o primeiro deles, porque Tiago canta e dança como sem demonstrar nenhuma dificuldade e fazendo com que o público tivesse a ilusão de que isso era a coisa mais fácil do mundo, tamanha a naturalidade que ele demonstrava.

Desenvolto, também, é o jovem talento Paulo Gomes - que divide o personagem Michael Caffrey com outros astros mirins: Felipe Costa e Tavinho Canalle. O personagem de Paulo é o alívio cômico do espetáculo e, com ele, o público sorri mesmo diante das mazelas de Billy Elliot e dos desafios que ele precisa enfrentar para se aproximar de seu verdadeiro amor: a dança. Se com Paulo Gomes o público consegue retirar a graça necessária para acompanhar o espetáculo com otimismo, a avó de Inah de Carvalho também faz o público rir ao abordar o drama das pessoas que sobrem do Mal de Alzheimer. O riso, nesse caso, é de ternura.

Mas diante de um cenário de greve e miséria do início dos anos 80, agarrar-se a qualquer coisa não seria uma espécie de salvação? Não. Sendo assim, o personagem principal teria se agarrado ao boxe, esporte que não apresentaria nenhuma resistência, nem precisaria colocar em cheque os preconceitos da comunidade, do pai e do irmão. Por falar na família de Billy Elliot, Carmo Dalla Vecchia, recém-saído de um protagonista de "Malhação", dá consistência a um papel mais maduro. 

Já o ator convidado Beto Sargentelli (o Zezé di Camargo em "Dois Filhos de Francisco"  - crítica neste link - e o protagonista de "Os Últimos Cinco Anos", crítica neste link) é garantia de qualidade em qualquer espetáculo. Sargentelli vem conquistando espaços cada vez mais interessantes em sua trajetória como ator de teatro musical e essa espécie de vilão defendido por ele em "Billy Elliot" mostra uma faceta diferente dos mocinhos que ele vem apresentando ao público ao longo desses anos. Vanessa Costa, como a enérgica Mrs. Wilkinson, também traduz o amor pela arte em uma atuação forte e, ao mesmo tempo, afetiva.

Sara Sarres, que emendou um dos papéis principais em "Annie" com "Billy Elliot", dá a interpretação na medida certa ao papel de uma mãe que está morta, mas que guia o público a momentos dramáticos. Em uma espécie de pacto com o público, ela empresta suavidade e doçura a momentos que poderiam ser extremamente pesados. 

Tudo em "Billy Elliot", no entanto, desde os cenários grandiosos até os figurinos dos anos 80 - muito bem executados - foram construídos para que o público perceba a mensagem de que ninguém pode ser detido se estiver firme na busca de um sonho. Necessário e mágico ao mesmo tempo. Um antídoto para as mazelas dos noticiários, uma dose de otimismo para os tempos modernos e uma injeção de ânimo, música e arte para aqueles que têm ou precisam encontrar um objetivo na vida.

Serviço
O Teatro Alfa fica na rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 - São Paulo. Sessões às sextas-feiras, às 20h30, aos sábados, às 15h e às 20h, e aos domingos, às 15h e às 19h (no próximo domingo, dia 28 de abril, as sessões começam às 14h e às 18h30). 



*Helder Moraes Miranda é bacharel em jornalismo e licenciado em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura, pela USP - Universidade de São Paulo, e graduando em Pedagogia, pela Univesp - Universidade Virtual do Estado de São Paulo. Participou de várias antologias nacionais e internacionais, escreve contos, poemas e romances ainda não publicados. É editor do portal de cultura e entretenimento Resenhando.

.: "O Jogo da Amarelinha", o romance que encantou uma legião de leitores, está de volta


“A verdade, a triste ou bela verdade, é que cada vez gosto menos de romances, da arte romanesca tal como é praticada nestes tempos. O que estou escrevendo agora será (se algum dia eu terminar) algo assim como um antirromance, uma tentativa de romper os moldes em que esse gênero está petrificado”, escreveu Julio Cortázar numa carta de 1959, quando iniciava a escrita do que viria a ser "O Jogo da Amarelinha". 

Publicado em 1963, o relato de amor entre um intelectual argentino no exílio, Horacio Oliveira, e uma misteriosa uruguaia, Maga, ao acaso das ruas e das pontes de Paris, é um marco da literatura do século 20. A nova edição brasileira chega às livrarias no dia 7 de junho e já está em pré-venda. 

Entre as novidades da edição estão: nova tradução, de Eric Nepomuceno; projeto gráfico de Richard McGuire, autor de "Aqui"; seleção de cartas de Cortázar sobre a escrita do livro; textos de Haroldo de Campos, Mario Vargas Llosa, Julio Ortega e Davi Arrigucci Jr. Edição física: Amazon | Livraria da Travessa | Martins Fontes Paulista. E-book: Amazon | Apple | Kobo | Google Play.

.: Após hiato de quatro anos, Maria Gadú ressurge no "Mundo Líquido"


Livros garimpados ao longo de anos de pesquisa, viagens de volta ao berço de um povo; reconhecimento de sons, cores e símbolos. Uma artista debruçada sobre sua própria ancestralidade indígena. Maria Gadú, Mayra Corrêa, traz neste novo trabalho a força histórica da raiz do povo brasileiro e sua herança familiar.

"Mundo Líquido" encerra o hiato de quatro anos desde que Maria Gadú lançou o último trabalho autoral. Uma história contada de forma fantástica, resultado da inspiração feminina e matriarcal, que é a semente originária da terra Brasil. O single e seu videoclipe foram lançados digitalmente nesta segunda-feira, 22 de abril.

Protagonizado por Maria Gadú,  "Mundo Líquido" foi produzido pela própria cantora e por Felipe Roseno. A faixa foi gravada no Rio Negro, mais extenso rio de águas negras no mundo, no estado do Amazonas, e integra de forma fluida os sons da natureza e o canto do povo Guajajara. 

Dirigido por Lua Leça e Rebeca Brack, com fotografia de Manoela Rabinovitch e direção artística de Maria Gadú, o filme faz a transição entre GUELÃ (último álbum da artista) e este novo momento de Maria, representando a aterrissagem da gaivota (tradução de Guelã na língua dos povos Karipuna) na Amazônia e seu mergulho no Rio Negro, de onde, ao emergir, se manifesta como um novo ser: uma criatura híbrida: misto de mulher e bicho, que representa a força, a visceralidade e a ancestralidade indígena.

 "Mundo Líquido" é uma viagem de volta ao berço de um povo; reconhecimento de sons, cores e símbolos que são a matriz do chão Brasil e da ascendência direta da artista.

.: Estreia 4ª de "De Férias Com o Ex" nesta quinta-feira na MTV

Da esquerda para direita: Carlos, Sarah, Gui Leonel, Tati, Gabriel, Gabi, Bruno, Bifão, Cleber e Yasmin. Crédito: Divulgação | O programa terá 12 episódios inéditos e vai contar com novidades como "Direct do Mar", "X9 do Rolê" e mais eliminações. De casa nova, conheça os dez solteiros escolhidos para passar as “férias dos sonhos” em Ilhabela, no litoral paulista. A partir das 21h30, Hugo Gloss entra, ao vivo, para promover um esquenta no MTV Play e nos canais oficias da MTV no Facebook, YouTube e Twitter. A partir das 23h, Becca Pires e Gloss recebem Tati Dias para uma live nos canais oficias da MTV no Facebook, YouTube, Twitter e MTV Play. O reality estreia dia 25 de abril, às 22h, na MTV e MTV Play. Os clientes SKY (pré e pós-pago) terão sinal aberto para MTV entre 23 de abril e 2 de maio
Que rufem os tambores!  Nesta quinta-feira, 25 de abril, às 22h, só na MTV estreia o primeiro episódio da quarta temporada de "De Férias com o Ex" Brasil. Após o término da exibição, o episódio fica disponível para todos no MTV Play por uma semana. Com um número recorde de inscritos nesta edição, a galera está preparada para viver as melhores (e mais insanas) férias de suas vidas em um novo paraíso tropical: Ilhabela, litoral norte do estado de São Paulo.

Além de 12 episódios inéditos, a nova temporada do programa (sucesso absoluto entre os realities do canal) chega repleta de novidades! Para movimentar ainda mais os ânimos da casa, com a ajuda do temido Tablet do Terror (claro!), os participantes terão que enfrentar novas eliminações. Uma? Duas? Quatro? Só acompanhando para saber... Mas de uma coisa todos podem estar certos: elas chegarão para surpreender, SIM.

Nessa mesma onda, os participantes precisarão ficar de olhos bem abertos para saber em quem confiar, já que o estreante "Direct do Mar" será responsável por mostrar "quem é quem" dentro da casa. Mas o que é "Direct do Mar"? No melhor estilo "mensagem na garrafa", o "Direct do Mar" será, uma cápsula resgatada das águas, à beira do pier da casa, com mensagens (quase subliminares) para que os participantes possam tentar identificar quem é ‘de verdade’ e quem é ‘de mentira’ dentro da casa.

Já o Tablet do Terror, sempre presente, vai apimentar as festas e passeios (ou causar uma ressaca ainda maior) através do "X9 do rolê" – momentos que ninguém viu (nem ouviu) terão que ser dedurados e esclarecidos "na lata" pelo participante eleito pelo Tablet. O que mais? Uma das participantes já é conhecida (e amada) pelos fãs do programa. Tati Dias, que participou da 3ª temporada do "De Férias Com o Ex" Brasil como ex, faz parte do novo casting. Ela, que foi destaque por sua personalidade autêntica, explosiva e sinceridade nível máximo, está de volta ao programa entre os 10 participantes iniciais. Será que ela está aquecida para essa nova experiência?

Os selecionados estão prestes a viver momentos intensos e inesquecíveis! A ideia é curtir ao máximo, como se não houvesse amanhã, ou tentar recuperar um grande amor do passado? Uma coisa é certa: vai rolar barraco, pegação, chororô e muita diversão também! Tudo junto e misturado. Do jeito que a gente gosta! "De Férias com o Ex" Brasil é uma coprodução entre MTV e Floresta Produções. "De Férias com o Ex" Brasil conta com patrocínio de Sprite, 51 Ice e Uber.

.: O livro favorito de Dayse Paparoto, campeã do "MasterChef Profissionais"


Por Helder Moraes Miranda, em abril de 2019.

Muito dos nossos gostos, de nossas escolhas, dizem a respeito de nós mesmos. E revelar o livro favorito não deixa de ser uma superexposição. Dentro da campanha #MeuLivroFavorito, o Resenhando.com  publica, a cada semana, uma indicação diferente. O objetivo é incentivar a leitura dos internautas, a partir da divulgação de livros favoritos de pessoas famosas e anônimas. Esta semana, Dayse Paparoto, vencedora da primeita temporada do reality-show "MasterChef Profissionais", revela que o seu livro favorito. 

"Meu livro preferido é a Bíblia, porque ela guia meus passos. A Bíblia é o manual do ser humano na Terra".


Sobre a Bíblia
A Bíblia é uma coleção de textos religiosos de valor sagrado para o cristianismo, em que se narram interpretações religiosas do motivo da existência do homem na Terra. É considerada pelos cristãos como divinamente inspirada, tratando-se de importante documento doutrinário.

Segundo a tradição aceita pela maioria dos cristãos, a Bíblia foi escrita por 40 autores, entre 1 500 a.C. e 450 a.C. (livros do Antigo Testamento) e entre 45 d.C. e 90 d.C. (livros do Novo Testamento), totalizando um período de quase 1600 anos.[8] A maioria dos historiadores considera que a data dos primeiros escritos acreditados como sagrados é bem mais recente: por exemplo, enquanto a tradição cristã coloca Moisés como o autor dos primeiros cinco livros da Bíblia (Pentateuco), muitos estudiosos aceitam que foram compilados pela primeira vez apenas após o exílio babilônico, a partir de outros textos datados entre o décimo e o quarto século antes de Cristo. Muitos estudiosos também afirmam que ela foi escrita por dezenas de pessoas oriundas de diferentes regiões e nações.

Segundo uma interpretação literal do Gênesis (primeiro livro da Bíblia), o homem foi criado por Deus a partir do pó, após os céus e a terra, entre seis e oito mil anos atrás, e ganhou a vida após Deus soprar o fôlego da vida em suas narinas. É o livro mais vendido de todos os tempos com mais de seis bilhões de cópias em todo o mundo, uma quantidade sete vezes maior que o número de cópias do 2º colocado da lista dos livros mais vendidos, O Livro Vermelho.

Nos Estados Unidos, o único presidente que não fez o juramento de posse com a mão em uma Bíblia foi Theodore Roosevelt (1901-1909), de acordo com os registros oficiais do Arquiteto do Capitólio. John Quincy Adams (1825-1829), em sua posse, de acordo com cartas escritas pelo mesmo, colocou a mão em um volume de direito constitucional ao invés da Bíblia para indicar a quem pertencia sua lealdade.Não há registros para presidentes anteriores a John Tyler (1841-1845).

***




#DaysePaparoto está no #Resenhando e na série de depoimentos #MeuLivroFavorito. Qual é o seu? Para os internautas interessados em participar, basta curtir a Instagram do portal – http://www.instagram.com/PortalResenhando - e enviar, por mensagem, a indicação do livro favorito, e os motivos da escolha.

segunda-feira, 22 de abril de 2019

.: Entrevista com Dayse Paparoto, campeã do "MasterChef Profissionais"


Por Helder Moraes Miranda, em abril de 2019.

Vencedora da primeira temporada do "MasterChef Profissionais", a chef Dayse Paparoto despertou uma torcida gigantesca nos telespectadores do programa. Quase três anos depois, em entrevista exclusiva, ela fala sobre a participação no programa, apresentado pela jornalista Ana Paula Padrão, com os jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Érick Jacquin. Na época, o reality show ficou durante uma hora e quatorze minutos no primeiro lugar de audiência, um feito inédito, em todo o Brasil.

RESENHANDO - Como foi para você a experiência de participar do "MasterChef"?
DAYSE PAPAROTO - Foi uma experiência incrível... Tinha muita insegurança como profissional e o programa me ajudou a vencer isso.

RESENHANDO - De que maneira o programa mudou a sua vida? 
D.P. - A exposição nacional ajuda na carreira e com isso surgem muitos contratos que talvez sem o programa eu não teria. 

RESENHANDO - O que aconteceu com você depois de sair do programa
D.P. - Abri uma empresa de consultoria gastronômica, em que faço o cardápio,
a ficha técnica, treino a equipe, faço levantamento de fornecedores entre várias outras coisas que são necessárias para uma vida saudável de um restaurante. Abri a primeira  loja modelo de hambúrgueres, o Banca3Express em Mogi das Cruzes, minha cidade que, em breve, abrirá várias franquias. Faço jantares para embaixadores e eventos para executivos da alta sociedade, jantares gran cru e dou aulas. Sou consultora em um restaurante escola no Timor Leste para crianças carentes e agora na Serra da Cantareira, onde estou abrindo outro projeto igual o do Timor para atender a comunidade carente do local. Eles aprendem a profissão sem custo nenhum e os clientes pagam os produtos, tudo a preço de custo, sem fins lucrativos.

RESENHANDO - Qual o melhor, e o pior momento, dentro do programa?
D.P. - É a hora das compras.

RESENHANDO - Da sua edição, quem você considera que deveria ser o participante vencedor? 
D.P. - Eu mesma (risos), porque acho que errei menos que todos... Mas todos são excelentes profissionais. Eu estava com a cabeça mais fria, não pensava no prêmio, isso me deu uma vantagem, pois fazia as provas bem mais tranquila. Tirando o Ivo, eu era a que tinha mais tempo de experiência em cozinha que os outros participantes. São 15 anos na estrada.

RESENHANDO - Com quais participantes do "MasterChef" você mantém contato?
D.P. - Nenhum.  

RESENHANDO - Que mensagem positiva você diria a um fã que, por algum motivo, precisa de uma injeção de ânimo?
D.P. - Confie em Deus, pois o caminho que ele tem para você é único e que todas as provas da vida, mesmo que difíceis de passar, o Senhor está no controle. Tem coisas que acontecem para a gente aprender algo, ou entender o que está por vir. Não queime etapas, agarre todas as oportunidades. 

RESENHANDO - Qual dos jurados do programa é o seu favorito?
D.P. - O Henrique Fogaça é um amor de pessoa, gosto muito dele, mas eu admiro mais como profissional o Erick Jacquin. 

RESENHANDO - Como era a Ana Paula Padrão nos bastidores?
D.P. - A Ana Paula sempre fofa e atenciosa. 

RESENHANDO - Voltaria a participar do programa?
D.P. - Claro, gosto de desafios!  

RESENHANDO - Há alguma mágoa do programa?
D.P. - Imagina, nenhuma! Só gratidão.

RESENHANDO - Ser cozinheiro é...
D.P. - Amar as pessoas e deixar a nossa vida.

*Helder Moraes Miranda é bacharel em jornalismo e licenciado em Letras pela UniSantos - Universidade Católica de Santos, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura, pela USP - Universidade de São Paulo, e graduando em Pedagogia, pela Univesp - Universidade Virtual do Estado de São Paulo. Participou de várias antologias nacionais e internacionais, escreve contos, poemas e romances ainda não publicados. É editor do portal de cultura e entretenimento Resenhando.

.: Grupo Rumo volta a se apresentar após hiato de mais de 20 anos


Ná Ozzetti, Luiz Tatit, Geraldo Leite, Akira Ueno, Paulo Tatit, Gal Oppido, Zecarlos Ribeiro, Pedro Mourão e Hélio Ziskind voltam a se reunir depois de um hiato de mais de duas décadas.

Eles integram o grupo Rumo, que lança o álbum "Universo" pelo Selo Sesc, com 14 canções inéditas, entre elas "Dengo", "Estrela Sólitária" e "Toque o Tambor".
O álbum já chegou às plataformas digitais, mas será apresentado em quatro dias de shows, entre os dias 25 a 28, no Sesc 24 de Maio. 

Quinta e sexta-feira, às 21h. Sábado, às 18h e 21h. Domingo, às 18h. O Sesc 24 de Maio fica na rua 24 de Maio, 109. Telefone: (11) 3350-6300. Com informações da Revista E.

.: "Estremecer Auroras", com obras de Augustin Rebetez, no Sesc Consolação


Sob a curadoria de Adelina von Fürstenberg, a exposição "Estremecer Auroras" pode ser vista no Sesc Consolação. Com obras do artista suíço Augustin Rebetez, constam, na exposição, escritos, esculturas, filmes de animação, fotografias, instalações, músicas e pinturas.

Rebetez já expôs na Bienal de Sidney em 2014 e a criação dele é permeada por personagens e máquinas que remetem à imaginação e se relacionam com a cultura contemporânea das novas gerações tecnológicas em um universo caótico e fértil.

Até 27 de julho, de segunda a sexta-feira, das 10h às 21h. Sábados e feriados, das 10h30 às 18h30. O Sesc Consolação fica na rua Doutor Vila Nova, 245. Telefone: (11) 3234-3000. Com informações da Revista E.

.: “Tá Difícil”: Márcia Fellipe disponibiliza música com Ferrugem

Depois do sucesso da música “Quem Me Dera”, no topo das rádios  do Brasil, Márcia Fellipe apresenta sua nova música de trabalho, “Tá Difícil”, com a colaboração do cantor Ferrugem. Em seu lançamento, o single alcançou o quarto lugar nas rádios de São Paulo, segundo a Crowley. 

A canção ultrapassa a marca de 1 milhão de plays só no Spotify e é parte do repertório do álbum “Made In Studio”. Divulgado em dezembro, o videoclipe da faixa já ultrapassa os 13 milhões de visualizações. 

Destaque no cenário forrozeiro pelo seu estilo único e inovador, a cantora esteve por quatro semanas em 1º lugar no YouTube e em 4º no chart do Spotify, com o single “Quem Me Dera”. O clipe dessa música, o primeiro desse projeto, com a participação de Jerry Smith, já é um sucesso e tem hoje mais de 245 milhões de views no YouTube. 

Uma característica marcante das músicas da “Fenomenal”, como é conhecida, são as letras empoderadas, que falam sobre dar a volta por cima no amor. Outro sucesso da cantora é a música “Deixa Eu Te Fazer Feliz”, com Aldair Playboy. 

"Tá Difícil" - Márcia Fellipe feat. Ferrugem

“Quem Me Dera”- Márcia Fellipe feat. Jerry Smith
 .
“Deixa Eu Te Fazer Feliz” - Márcia Fellipe feat. Aldair Playboy 

domingo, 21 de abril de 2019

.: Cultura na Rua e na Avenida Paulista no próximo domingo

Foto: Helder Moraes Miranda
No próximo domingo, dia 28, a Avenida Paulista, que se tornou símbolo da cidade de São Paulo, realiza a segunda edição do evento Paulista Cultural.

Na ocasião, o Sesc Avenida Paulista fará uma série de atividades culturais das 10h às 22h. Juntam-se à programação a Casa das Rosas, o Centro Cultural Fiesp, o Instituto Moreira Salles, a Japan House, o  Masp (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand), entre outras instituições.

A edição 2019 do Paulista Cultural contará, também, com outros realizadores, como o Centro Cultural São Paulo, o Cidade Matarazzo, o Museu do Futebol e o Paulista Viva. O Sesc Avenida Paulista fica na Avenida Paulista, 119. Telefone: (11) 3170-0800. Com informações da Revista E.

Postagens mais antigas → Página inicial
Tecnologia do Blogger.