terça-feira, 30 de outubro de 2018

.: Tudo sobre o novo livro da autora de "A Casa das Sete Mulheres"

Leticia Wierzchowski cria protagonista que se alimenta de palavras na Polônia da II Guerra Mundial.

Rodeado de livros, Josik mora em uma casa velha no interior da Polônia. A muitos e muitos quilômetros dali, Eva vive com sua avó em uma cidade simples do Uruguai. Enquanto o passatempo do menino e de seu avô é mergulhar na literatura, a menina se distrai com as cartas de tarô da avó. E é assim que as vidas de Eva e Josik se cruzam.

Em uma tarde de verão sob uma figueira centenária, Eva vê nas cartas a imagem de Jósik comendo a biblioteca de seu avô Michael. Ele estava escondido numa sala lotada de livros. Do lado de fora, o exército nazista avançava com seus tanques e soldades armados de fuzil.

A partir daí, a menina começa a acompanhar os infortúnios de Jósik e luta para mudar seu próprio destino, também marcado pela falta de perspectiva e tristeza. “O Menino que Comeu Uma Biblioteca” é uma fábula sobre a guerra, a literatura e o amor.

Trecho:
Ele começou com Conrad e, então, passou para Shakespeare, que o alimentou por toda uma quinzena. Depois, dedicou-se a Kafka, Tolstói e Oscar Wilde – um judeu,um russo e um homossexual; vejam só, três exemplos de tipos muito malvistos na tenebrosa época na qual começa esta história. Esses três gênios sustentaram as tripas do menino em questão por um longo, gélido e branco inverno polonês.

E, então, ao final de um verão azul em Terebin, o imortal Shakespeare, cuja obra, traduzida em várias línguas, ocupava muitas estantes da vasta biblioteca, voltou a ser o principal ingredienteda sua dieta, mantando o menino saciado em seu esconderijo que cheirava mofo. enquanto as prateleiras se esvaziavam gradativamente para encher-lhe a barriga faminta.

Sobre a autora
Leticia Wierzchowski nasceu num inverno em Porto Alegre. Estreou na literatura em 1998 com o romance “O Anjo e o Resto de Nós”. Com 28 livros publicados, entre ficção adulta e infantil, tem obras editadas em Portugal, na Espanha, Croácia, Alemanha, França, Itália, Grécia Sérvia e Montenegro. O best-seller “A Casa das Sete Mulheres” foi adaptado pela Rede Globo em 2003, em uma série veiculada em mais de 40 países.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.