sexta-feira, 22 de março de 2019

.: Isabela Garcia na campanha "Menos Pressão nas Mulheres"

Iniciativa da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), visa alertar aos cidadãos, em especial as brasileiras, sobre os riscos da hipertensão arterial. Haverá atendimento e serviços de saúde em locais de grande circulação, como a Estação Barra Funda da CPTM (26 abril) e o Terminal Jabaquara - EMTU (17 maio)

A estrela global Isabela Garcia é a embaixadora oficial da campanha "Meça sua Pressão" que, em 2019, tem o slogan "Menos Pressão nas Mulheres". Um dos principais destaques da novela das 21h, O Sétimo Guardião, no papel de Judith, ela já gravou um vídeo alertando os cidadãos sobre a importância de verificar em todas as consultas a quanta anda a pressão arterial e a manter hábitos saudáveis, como uma dieta equilibrada e a prática de exercícios, para prevenir-se de surpresas desagradáveis.

Isabela lembra com propriedade que a incidência de hipertensão arterial tem crescido muito nos anos recentes, inclusive entre as mulheres mais jovens. É fato, comprovado. Estudo americano recentemente publicado mostra um aumento das ocorrências de ataques cardíacos em mulheres jovens americanas (entre 35 e 54 anos), de 21% em 1995-1999 para 31% em 2010-2014, sendo a hipertensão arterial um dos principais fatores encontrados nestas mulheres.

“A hipertensão arterial pode atingir as mulheres em qualquer fase da vida, inclusive na gestação, onde é responsável pelas principais causas de morte materna e repercussões para o feto. Por isso, é muito importante que a mulher saiba como é a sua pressão arterial, e quais os hábitos saudáveis deve seguir para prevenir a hipertensão arterial”, pontua o cardiologista e diretor científico da SBH, Luiz Bortolotto.

As doenças cardiovasculares são responsáveis por cerca de 35% de todas as causas de mortes em mulheres. Dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia apontam que, na menopausa, algo em torno de 80% delas terão problemas de hipertensão. Outra informação preocupante: a hipertensão arterial é a principal causa de óbitos entre gestantes.

Homens também correm risco
A hipertensão arterial é uma doença silenciosa, pois não causa sintomas e é progressiva. Atinge homens e mulheres e 32,5% dos brasileiros sofrem com ela. Dados de pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde revelam que o número de brasileiros com pressão alta cresceu 14,2% nos últimos 10 anos, chegando a 25,7%, na média nacional. Segundo a SBH, a hipertensão arterial causa 300 mil mortes por ano, sendo responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. Todos os gêneros e faixas etárias podem ser acometidos, caso não dediquem os cuidados básicos à boa saúde.

Atendimento gratuito aos cidadãos 
Face à gravidade e relevância da questão, a Sociedade Brasileira de Hipertensão realiza tradicionalmente, sempre nos dias 26 de abril e 17 de maio, respectivamente dias Nacional e Mundial da Hipertensão, uma espécie de mutirão de saúde, para a conscientização e prestação assistência gratuita a pacientes em alguns pontos de grande circulação. Até o momento, já estão confirmadas ações na Estação Barra Funda da CPTM (26 abril) e o Terminal Jabaquara - EMTU (17 maio).

A programação é bem intensa, com médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos, enfermeiros, farmacêuticos e assistentes sociais, todos com o objetivo de sensibilizar as pessoas para a importância de manter a pressão em níveis normais. “Teremos diversas oficinas para esclarecer os cidadãos. A da enfermagem fará a medição da pressão e reforçará as pessoas a importância de ter regularmente a sua pressão medida por um profissional de saúde. As nutricionistas vão abordar a alimentação saudável e mudança de hábitos à mesa, enquanto os professores de educação física pontuarão a relevância da atividade física. Haverá ainda psicólogos que orientarão sobre como lidar melhor com o estresse e, para que aqueles que já estão hipertensos, a aceitar o diagnóstico e que o tratamento permite uma vida normal”, adianta Bortolotto.

Fatores de risco 
Obesidade, histórico familiar, sedentarismo, consumo excessivo de sal, abuso de álcool, e estresse são algumas das causas da doença que pode levar a um enfarto, derrame cerebral e insuficiência renal se não tratada.

“A enfermidade ataca em qualquer idade e não faz distinção de sexo”, a enfermeira Grazia Guerra, coordenadora da campanha. Para evitar a hipertensão ou para controlá-la, é preciso abandonar o cigarro, praticar atividade física, controlar o estresse e diminuir a ingestão de sal. “O excesso de peso também é um fator de risco importante. Por isso, faremos o cálculo do IMC (Índice de Massa Corpórea), que é como identificamos a obesidade, mas ressalto que é preciso mudar os hábitos para não correr o risco de sofrer de hipertensão”, conclui.

Conselho de Isabela Garcia
Carismática, admirada por milhões de fãs por sua competência e sucesso na pele de ines6quecíveis personagens, como Maria Helena de “Água Viva” (1980), Ana Maria de “Roda de Fogo” (1986), Isabela de “O Sexo dos Anjos” (1989), Mercedes de “Lua Cheia de Amor” (1990), Ioiô de “Labirinto” (1998), Dinorá de “Paraíso Tropical” (2007) e Celinha de “Lado a Lado” (2012), só para citar algumas, Isabela Garcia agora no papel de Embaixadora da campanha Meça sua Pressão - Menos Pressão nas Mulheres, aproveita para dar uma dica essencial para os brasileiros: “Acompanhe as dicas de saúde da Sociedade Brasileira de Hipertensão no site sbh.org.br e viva melhor”.

Serviço
Campanha "Meça Sua Pressão"

Dia Nacional da Hipertensão 
26 de abril, das 9h às 16h30 - Estação Barra Funda da CPTM 
Atividades de prevenção e educação com equipe de saúde

Dia Mundial da Hipertensão 
17 de maio, das 9h às 16h30- Terminal Jabaquara da EMTU
Atividades de prevenção e educação com equipe de saúde 

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.