sábado, 20 de abril de 2019

.: Livro&Slam: Itaú Cultural recebe lança livro de poeta da Favela da Torre

Alexandre e o seu romance intitulado "Reservado" (2019) | foto: Lucas Sampaio A palavra de um menino contra a violência é tema do primeiro romance de Alexandre Ribeiro, que tem noite de autógrafos com slam de poesia. "Reservado" conta a trajetória de um jovem que usa a palavra e a imaginação contra atos de violência. No dia do lançamento do livro, o autor, jornalista e colunista do site do Itaú Cultural autografa a sua obra e participa de duelo de poesia com outros sete poetas
O lançamento de "Reservado" (editora Miudeza), primeiro livro do jornalista Alexandre Ribeiro, acontece na quarta-feira, dia 24 de abril, às 20h, no Itaú Cultural com um bate-papo com o escritor, sessão de autógrafos e uma batalha de slam, com os poetas Cleyton Mendes, Felipe Marinho, Igor Chico, Kimani, Maré, Midria e Rosa Jennyfer.

No romance, Ribeiro narra a jornada de João Victor, um menino reservado, que mora em uma favela. O garoto aprende com o pai a evitar a violência usando a imaginação e as palavras, como se fosse um habilidoso motorista de ônibus escapando dos buracos do asfalto. Ele passa, então, a se imaginar dirigindo um coletivo a caminho do seu destino, sem ter a mínima ideia do que a vida realmente lhe reserva. Assim, o autor convida o leitor a reservar um momento para embarcar nessa viagem, sentado ao lado de João Victor.

Trajetória
Alexandre Ribeiro é escritor e jornalista e assina a coluna "Da Quebrada Pro Mundo", do site do Itaú Cultural (www.itaucultural.org.br). Ele é ex-secundarista das ocupações acontecidas nas escolas paulistas, em 2015, e formado pela agência-escola de jornalismo Énois. Também participa de projetos literários nas unidades da Fundação Casa.

Com 20 anos de idade, é artista independente, acostumado a vender sua produção literária de mão em mão, e teve a vida salva pela arte. Nascido em Diadema, na Favela da Torre, onde vive até hoje, trabalhou com diferentes atividades, desde camareiro e office-boy de rappers, até se tornar um escritor.

A facilidade com a palavra, no entanto, colocou ele no universo literário logo cedo: escreveu seu primeiro poema aos seis anos, já abordando a desigualdade social. Aos 11 anos, no entanto, perdeu o pai em 12 horas de espera na fila do hospital. Essa violência transformou a vida dele, e se não fosse a arte ele teria virado só mais uma estatística.

Durante a adolescência, buscou superar a perda brutal do pai com trabalho braçal. Depois de dois anos trabalhando como camareiro e vendedor de CD’s pelas ruas, Alexandre Ribeiro foi contratado em 2017 pelo Laboratório Fantasma, empresa criada pelo rapper Emicida e Evandro Fióti. Alexandre trabalhou até meados de 2018 na empresa, que foi um espaço fundamental para o escritor se reconhecesse como um artista.

Aos 19 anos, ele criou o próprio selo, a Editora Miudeza, para poder publicar sua produção. Assim, em 2018, lançou o livro de poesia Inflorescência. E em 2019 veio Reservado, seu primeiro romance. A obra foi contemplada com o PROAC (Incentivo à Cultura do Estado de São Paulo), e também foi editado pela Miudeza.

Em 2019, Alexandre ganhou uma bolsa de estudos e prepara-se para uma viagem à Alemanha, em agosto. Ele ficará um ano morando no país, e por conta disso começou o projeto “Da Quebrada Pro Mundo”, uma coluna para o Itaú Cultural e um canal no Youtube, onde ele conta esse processo de sair da Favela da Torre para a Europa.

Serviço
Lançamento do livro Reservado, de Alexandre Ribeiro
Dia 24 de abril 2019 (quarta-feira), às 20h
Com bate-papo com o autor, sessão de autógrafos e slam
Com os poetas Cleyton Mendes, Felipe Marinho, Igor Chico, Kimani, Maré, Midria e Rosa Jennyfer.
Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 12 anos (Linguagem Imprópria)
Sala Itaú Cultural (224 lugares)

Interpretação em Libras
Entrada gratuita
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: 1 hora antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)
Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)
Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108
Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:
3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.
Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1776/1777
Acesso para pessoas com deficiência
Ar-condicionado


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.