sexta-feira, 19 de julho de 2019

.: "O Desaparecimento de Josef Mengele" esclarece fatos obscuros

"O Desaparecimento de Josef Mengele", de Olivier Guez, segue os rastros do fim da vida de um dos mais execráveis símbolos da barbárie nazista pela América do Sul.

Josef Mengele chegou na Argentina em 1949. Escondido atrás de vários pseudônimos, o médico torturador em Auschwitz acreditava que podia ter uma nova vida em Buenos Aires. Apesar da benevolência de Perón, na Argentina, e do mundo inteiro querer esquecer os crimes nazistas, Mengele não permaneceu em paz por muito tempo. 

O médico da SS teve que fugir para o Paraguai e, depois, para o Brasil. Com paradeiro errante, sempre disfarçado e atormentado pela angústia, Mengele não experimentou nenhum descanso até sua misteriosa morte, incógnita, no litoral paulista, em 1979. "O Desaparecimento de Josef Mengele", vencedor do Prêmio Renaudot, retrata a terrível odisseia de Josef Mengele um dos mais execráveis símbolos da barbárie nazista pela América do Sul.

Olivier Guez nasceu em 1974 em Estrasburgo, França. É jornalista, ensaísta e escritor com passagem pelos jornais The New York Times, Le Monde e Figaro, entre outros. Lançamento em 23 de julho.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

Tecnologia do Blogger.