domingo, 26 de janeiro de 2020

.: Leonardo Sakamoto lança livro sobre escravidão contemporânea


Todo ano, milhares de pessoas são traficadas e submetidas a condições desumanas de serviço e impedidas de romper a relação com o empregador em áreas de desmatamento ilegal, carvoarias, fazendas de gado, soja, café e laranja, oficinas de costura, canteiros de obras, entre outras atividades. 

Não raro, são proibidas de se desligar do trabalho até concluírem a tarefa para a qual foram aliciadas, sob ameaças que vão de torturas psicológicas a espancamentos e assassinatos. De acordo com as Nações Unidas, há mais de 40 milhões de pessoas nessa situação no mundo, gerando um lucro anual de 150 bilhões de dólares.

O sistema brasileiro de combate à escravidão contemporânea completa 25 anos em 2020. Nesse período, mais de 54 mil pessoas foram resgatadas. Para explicar o que é esse fenômeno, sua história recente, como ele se insere no Brasil e no mundo, o que tem sido feito para erradicá-lo e por que tem sido tão difícil combatê-lo, o jornalista e cientista político Leonardo Sakamoto, considerado referência global no tema, organizou o livro "Escravidão Contemporânea", que será lançado pela Editora Contexto, nesta terça-feira, 28 de janeiro, Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, em São Paulo.

Os capítulos foram escritos por alguns dos principais especialistas estrangeiros e brasileiros. Entre eles, Kevin Bales, professor na Universidade de Nottingham, no Reino Unido, considerado a maior referência mundial no tema, que mostra a relação entre escravidão e mudanças climáticas. 

Siobhán McGrath, professora na Universidade de Durham, que mostra como o crime é um negócio lucrativo em cadeias de produção globais. Ricardo Rezende Figueira, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, explica como a escravidão contemporânea sobreviveu à Lei Áurea.

Sobre o organizador 
Leonardo Sakamoto é jornalista e doutor em Ciência Política pela USP. É conselheiro do Fundo das Nações Unidas para Formas Contemporâneas de Escravidão, desde 2014, e foi comissário da Liechtenstein Initiative – Comissão Global do Setor Financeiro contra a Escravidão Moderna e o Tráfico de Seres Humanos. Professor de Jornalismo na PUC-SP, foi pesquisador visitante do Departamento de Política da New School, em Nova York. É diretor da Repórter Brasil, organização voltada ao combate à escravidão, e colunista do portal UOL.

Editora ContextoIdealizada pelo historiador Jaime Pinsky e especializada em ciências humanas, a Editora Contexto está presente há 33 anos no mercado editorial brasileiro, publicando obras voltadas para a universidade e para o público geral. Mais informações no portal www.editoracontexto.com.br.

 Livro: "Escravidão Contemporânea"
Organizador: Leonardo Sakamoto
Páginas: 192
Preço: R$ 45
Editora Contexto

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe-nos uma mensagem.

#ResenhandoIndica

20 20 20
Tecnologia do Blogger.